A 26ª jornada da Liga NOS foi o oposto da 25ª. Se na anterior, o triunfo do FC Porto sobre o Sporting no “clássico” destacou ainda mais os “dragões” em relação aos “leões” na tabela, ao mesmo tempo tirando do caminho dos portistas um dos jogos mais complicados da temporada, a última ronda de jogos inverteu a tendência.

O Porto perdeu pela primeira vez esta temporada no campeonato, 1-0 ante o Paços de Ferreira, e ficou com uma vantagem de apenas dois pontos sobre o Benfica, que bateu o Desportivo das Aves por 2-0. Esta segunda-feira, o Sporting ganhou 2-1 no terreno do Desportivo de Chaves e repôs a diferença de cinco pontos para a liderança. A luta pelo título ficou relançada.

Um dos grandes responsáveis pelo desaire “azul-e-branco” foi o guarda-redes do Paços, Mário Felgueiras, que surge pela segunda vez consecutiva no nosso “onze” da jornada, tendo por base os nossos GoalPoint Ratings. Aliás, nesta 26ª jornada temos apenas dois repetentes da ronda anterior, sendo que o outro surge pela terceira vez consecutiva. Trata-se do único representante do Benfica, que passou também a recordista presenças. Aliás, no que toca aos “grandes”, apenas o Sporting empresta mais do que um jogador às nossas escolhas, sendo que o Porto, desta feita, não tem nenhum elemento entre os destaques.

O realce, para além do Sporting, vai para Paços de Ferreira, Portimonense e Marítimo. Estes quatro emblemas têm dois representantes cada, numa jornada bastante “democrática” quanto ao espectro de “escolhidos”. Por outro lado, temos somente dois estreantes esta temporada, um deles foi mesmo o melhor da jornada, sendo que não há, desta feita, nenhum jogador com um rating acima de 8.0. Nem mesmo a nossa imparável dupla de pontas-de-lança.

GoalPoint-onze-Liga-NOS-201718-J26-infog
Clique para ampliar

 

Mário Felgueiras (P. Ferreira) 7.2 – O guarda-redes dos “castores” está em grande forma. Após integrar a nossa equipa da 25ª jornada, volta a aparecer nesta, na sequência da excelente exibição ante o FC Porto. Felgueiras realizou quatro defesas, uma delas a parar um penálti de Brahimi, e ainda registou três saídas a soco e duas pelo solo, ambas eficazes.

Rodrigo Battaglia (Sporting) 6.7 – Habitualmente um médio, Battaglia surgiu frente ao Chaves, sua antiga equipa, na posição de lateral-direito, e esteve em grande plano. O argentino foi decisivo ao roubar a bola a Platiny, antes de assistir Bas Dost para o 2-0. Somou ainda dois passes para finalização e oito acções defensivas.

Rui Correia (P. Ferreira) 6.6 – Exibição de grande nível de Rui Correia ante o Porto. O defesa-central terminou a partida com 22 acções defensivas – dez alívios, nove intercepções, um desarme e dois bloqueios de remate.

Bruno Viana (Sp. Braga) 6.6 – O central brasileiro surge pela terceira vez nas nossas equipas, após mais uma exibição concludente do Sp. Braga. Para além de realizar uma assistência, Bruno foi o jogador com mais acções com bola (89), registou dez recuperações de posse, ganhou cinco de sete duelos aéreos e ainda fez oito alívios.

Rúben Ferreira (Marítimo) 7.3 – O lateral-esquerdo estreia-se nas nossas equipas esta temporada, e logo com um belo rating, fruto de duas assistências nos quatro golos que o Marítimo marcou ao V. Setúbal, em quatro passes para finalização. E ainda registou cinco intercepções.

David Simão (Boavista) 7.3 – O médio está a fazer uma excelente temporada no Boavista. Na vitória por 1-0 sobre o Estoril, o jogador português marcou o golo da partida, de penálti, e registou ainda quatro passes para finalização, oito recuperações de posse e teve sucesso nas duas tentativas de drible.

Dener (Portimonense) 6.7 – O médio está pela segunda vez nas nossas equipas, numa jornada em que o seu Portimonense bateu o V. Guimarães. O brasileiro registou três remates, dois deles enquadrados, criou uma ocasião flagrante em dois passes para finalização e teve sucesso nas três tentativas de drible. E ainda ganhou 11 duelos individuais, em 17 disputados.

Wellington (Portimonense) 7.7 – O melhor jogador da jornada também é do Portimonense e consegue esta distinção na estreia absoluta nas nossas escolhas. O extremo brasileiro fez um dos golos dos algarvios, em cinco remates (dois enquadrados), fez um passe para finalização e teve sucesso nas duas tentativas de drible.

Ricardo Valente (Marítimo) 7.5 – Excelente jogo de Ricardo Valente. O extremo maritimista foi o melhor em campo frente ao V. Setúbal, pois foi o autor de dois dos quatro golos dos homens da casa. E conseguiu-o na sequência de seis remates, três deles enquadrados, registando ainda uma assistência e oito recuperações de posse. Não fosse uma ocasião flagrante desperdiçada e o máximo individual de perdas de posse do encontro e teria somado o rating da semana.

Bas Dost (Sporting) 7.6 – A influência do avançado holandês no futebol do Sporting é sobejamente conhecida, mas conheceu mais um capítulo em Chaves. Regressado de lesão, Bas Dost entrou na segunda parte e não demorou para bisar e desbloquear o jogo, que estava empatado sem golos. Dost precisou apenas de três remates para marcar dois golos e de nove passes (todos certos) para realizar dois passes para finalização.

Jonas (Benfica) 7.3 – O atacante do Benfica surge pela terceira jornada seguida nos nossos “onzes”. E desta vez assumiu a liderança isolada no número de presenças nestas nossas “chamadas”, nada menos que 11. O “Pistolas” marcou um golo ao D. Aves, em cinco remates, dois deles enquadrados. E ainda fez dois passes para finalização.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-26-LIGA-NOS-201718-infog
Clique para ampliar

 

São estes os melhores da 26ª jornada da Liga NOS 17/18, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J26STATGPRMVP
3-0
2-1
2-0
1-0
2-1
4-2
0-0
1-0
1-2