A 30ª jornada da Liga NOS ficou marcada pelo “clássico” da Luz entre Benfica e FC Porto. Os “dragões” venceram por 1-0, golo ao cair do pano apontado por Héctor Herrera, e reassumiram o comando da Liga NOS, com mais dois pontos que os “encarnados” e a quatro jornadas do final da competição.

Devido ao evento deste jogo grande, e como é natural nestes casos, a presença de jogadores destas duas equipas ficou restringida a apenas um elemento. Trata-se do MVP do “clássico”, Ricardo Pereira, que repete a presença em relação à jornada anterior, e precisamente com o mesmo GoalPoint Rating. Aliás, relativamente à ronda anterior há apenas dois repetentes, sendo o outro o estorilista Lucas Evangelista, que continua a realizar uma temporada de grande nível. Quanto ao outro “grande”, o Sporting, na vitória por 4-3 no terreno do Belenenses não produziu grandes exibições, sendo que os “leões” colocam apenas um jogador neste nosso “onze”, o já habitual Bruno Fernandes.

O grande destaque desta jornada vai para o Sp. Braga. A goleada de 5-1 em casa do Paços de Ferreira foi acompanhada por uma exibição colectiva de grande nível, e tal reflecte-se também nos desempenhos individuais. Os “arsenalistas” colocam quatro elementos nesta nossa selecção, em praticamente todos os sectores, com excepção para a baliza.

Quanto a estreantes, temos dois nomes que, esta temporada, ainda não haviam integrado os nossos “onzes”. Saiba tudo em seguida.

GoalPoint-onze-Liga-NOS-201718-J30-infog
Clique para ampliar

 

Cláudio Ramos (Tondela) 6.4 – O guarda-redes do Tondela surge pela sexta vez nas nossas “escolhas”. Em casa do Rio Ave, o guardião esteve em bom plano, como é habitual, com cinco defesas, duas delas a remates dentro da sua grande área, um penálti travado (o terceiro em quatro enfrentados) e uma recolha. Um caso sério.

Ricardo Pereira (FC Porto) 8.0 – Segunda presença seguida, o mesmo rating da jornada anterior, mas desta feita perante o Benfica, no grande “clássico”. Ricardo está em grande forma e, na Luz, foi o jogador que mais ocasiões flagrantes criou (2), mais passes para finalização realizou (4), mais duelos ganhou (14) e mais desarmes fez (7). Foi ainda o segundo com mais dribles eficazes.

Raúl Silva (Sp. Braga) 7.1 – O Braga goleou, mas uma das grandes figuras da partida foi um defesa-central. Raúl Silva tem-se destacado como central goleador, mas desta feita esteve imparável nas assistências. Até este jogo, nenhum jogador na sua posição havia feito mais do que um passe para golo desde que há dados Opta (2014/15). Mas o brasileiro quis mudar isso e realizou três (!) em quatro passes para finalização. E ainda somou oito acções defensivas.

Halliche (Estoril) 7.9 – Os “canarinhos” somaram uma importante vitória no Algarve, que dá esperança à equipa na luta pela manutenção, e o central Halliche foi fundamental, ao apontar o único golo do jogo frente ao Portimonense. Ainda registou incríveis 18 acções defensivas, entre elas sete desarmes e oito alívios. É a segunda presença nas nossas equipas da jornada.

Jefferson (Sp. Braga) 6.9 – Mais um “guerreiro” no nosso “onze”. O lateral-esquerdo brasileiro está a realizar uma excelente temporada e surge nas nossas “chamadas” pela terceira vez. O brasileiro terminou com 43 passes certos em 45, criou três ocasiões flagrantes em seis passes para finalização e completou uma assistência.

Danilo (Sp. Braga) 6.8 – O médio-defensivo do Braga é muito mais do que apenas isso. O brasileiro destaca-se como poucos da sua posição no momento ofensivo e, ante o Paços, fez um golo em quatro remates, uma assistência, completou dois dribles em cinco tentativas e terminou o encontro com uma eficácia de passe de 92%.

Lucas Evangelista (Estoril) 7.0 – A oitava presença de Lucas nos nossos “onzes”, segunda consecutiva. O “balão de oxigénio” que o Estoril recebeu com a vitória em Portimão teve assinatura do brasileiro, que foi o segundo melhor em campo. Evangelista fez quatro remates (um só enquadrado), três passes para finalização, completou duas de quatro tentativas de drible e recuperou a posse de bola 11 vezes.

Renato Santos (Boavista) 8.1 – O melhor jogador da jornada 30. O boavisteiro esteve em grande no empate 3-3 da sua equipa ante o D. Chaves, ao bisar na partida, em quatro remates (três enquadrados). Mas criou também uma ocasião flagrante e completou dois de três dribles.

Diego Lopes (Rio Ave) 6.7 – Regressado a Vila do Conde, o brasileiro foi o melhor em campo no empate 1-1 com o Tondela. Encostado à esquerda, mas com grande mobilidade, Diego marcou o golo da sua equipa, fez dois passes para finalização e terminou com uma eficácia de passe de 88%.

Bruno Fernandes (Sporting) 6.8 – Grande jogo no Restelo, com sete golos. Bruno Fernandes, com uma bela exibição, chegou assim às 11 presenças nos nossos “onzes”, igualando o máximo de Alex Telles e Jonas. O médio destacou-se em especial as entregas, com duas assistências em três passes para finalização – fantástico passe longo para o golo de Bas Dost. No ataque fez ainda seis remates, mas enquadrou apenas um, o da grande penalidade.

Wilson Eduardo (Sp. Braga) 7.2 – O quarto bracarense nesta equipa. Wilson desperdiçou duas ocasiões flagrantes, motivo pelo qual não registou um rating elevadíssimo. É que na goleada ao Paços, o atacante bisou, em seis remates, cinco deles enquadrados, e acertou a totalidade dos 12 passes que realizou.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-30-LIGA-NOS-201718-infog
Clique para ampliar

 

São estes os melhores da 30ª jornada da Liga NOS 17/18, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J30STATGPRMVP
1-5
0-1
1-0
3-3
1-1
1-1
0-1
3-4
1-1