Liga NOS 17/18 | O “onze” da 32ª jornada ⭐

-

A luta pelo título ficou praticamente decidida na 32ª jornada da Liga NOS. A derrota do Benfica em casa com o Tondela, por 3-2, abriu caminho para o FC Porto – que foi à Madeira ganhar 1-0 ao Marítimo – ficar a apenas um ponto da consagração, enquanto o Sporting ganhou ao Portimonense por 2-1 e colou-se às “águias” no segundo lugar, com o “grande” Braga à espreita, após nova vitória em Belém. Ainda assim, os pontos de interesse no campeonato são muitos, a começar pela luta pelo segundo lugar, que terá um decisivo dérbi na próxima jornada, entre “leões” e “águias”, em Alvalade.

Nesta antepenúltima ronda, o destaque óbvio vai para a diversidade de clubes no nosso “onze” da jornada, com base nos GoalPoint Ratings. São nada menos que nove os emblemas representados, com destaque para FC Porto e Feirense, os únicos a emprestarem mais do que um jogador. Isto numa equipa com três estreantes absolutos em 2017/18 e apenas dois repetentes em relação à jornada anterior – um deles nome habitual e recordista de presenças, Alex Telles.

Realce para o facto de, nesta jornada, nada menos que oito jogadores registarem ratings iguais ou superiores a 7.0, com um a chegar aos 9.0. Mas vamos, sem demoras, aos melhores da jornada.

GoalPoint-onze-Liga-NOS-201718-J32-infog
Clique para ampliar

 

André Moreira (Belenenses) 7.6 – A sua curta passagem pelo Braga não fazia prever uma segunda volta de tanta qualidade para André Moreira. Frente à equipa que representou na primeira metade da temporada, o guardião foi evitando a derrota dos homens do Restelo enquanto pôde, com um registo de sete defesas, seis delas a remates de dentro da grande área.

Rodrigo Soares (D. Aves) 7.0 – No derradeiro jogo da ronda, o embate entre os aflitos Aves e Estoril pendeu para os homens da casa, que deram um passo firme rumo à manutenção. O homem do jogo para os finalistas da Taça de Portugal foi o lateral brasileiro que, apesar de não ter marcado, foi MVP, graças a três passes para finalização, oito tentativas de cruzamento, três dribles certos em quatro, três desarmes e quatro intercepções.

Pablo Santos (Marítimo) 6.5 – Os insulares resistiram ao FC Porto até ao minuto 89, após terem jogado com menos um elemento desde o minuto 40. Pablo Santos foi fundamental no adiar do tento portista, ao somar 20 acções defensivas. A saber: sete intercepções, nove alívios, quatro bloqueios de remate.

Rúben Dias (Benfica) 6.6 – Mau jogo global por parte do Benfica, que tirou a “águia” da luta pelo título, mercê de três golos sofridos. Ainda assim, há um elemento que se “salvou” do naufrágio geral na retaguarda benfiquista. Rúben Dias foi o segundo jogador com mais acções com bola (106), ganhou nove de 12 duelos, sendo que foi mais forte em seis de nove disputas aéreas, recuperou a posse em 14 ocasiões e ainda fez quatro intercepções. Faltou-lhe parceiros com qualidade de jogo.

Alex Telles (FC Porto) 6.8 – Impressionante a temporada de Alex Telles, que vai na 13ª presença nas nossas equipas. O brasileiro voltou a realizar uma assistência fundamental, ao apontar o canto que deu a Marega a possibilidade de marcar o tento do triunfo do “dragão” – ao 12º passe para golo do brasileiro, dos 55 somados por jogadores do Porto. Telles registou ainda quatro passes para finalização e colocou a bola 15 vezes na área contrária.

Pelé (Rio Ave) 7.2 – Estreia nos nossos “onzes” da temporada. O “trinco” do Rio Ave marcou os dois golos da sua equipa, ambos de grande penalidade, e ainda registou três intercepções.

Bruno Fernandes (Sporting) 9.0 – O melhor jogador da jornada. O médio leonino esteve imparável no Algarve, ao bisar na vitória sobre o Portimonense. Os dois golos surgiram nos dois remates que fez enquadrados, num total de cinco disparos, mas Bruno não se ficou por aqui, registando quatro passes para finalização, três dribles eficazes em cinco tentativas e ainda cinco desarmes.

Yacine Brahimi (FC Porto) 7.2 – Excelente jogo do argelino na Madeira. Num encontro crucial para as contas do título, o criativo realizou quatro passes para finalização, completou seis de nove dribles e ainda recuperou oito vezes a posse.

Rafael Crivellaro (Feirense) 7.5 – Os “fogaceiros” foram a Setúbal arrancar um triunfo que lhes dá esperança na luta pela manutenção e o médio brasileiro foi fundamental. Ao todo fez seis passes para finalização, criou duas ocasiões flagrantes e realizou uma assistência. E ainda recuperou dez vezes a posse de bola.

João Silva (Feirense) 8.4 – Mas a grande figura da partida do Bonfim foi João Silva. O avançado do Feirense marcou os dois golos da sua equipa, em cinco remates, três deles enquadrados, e ganhou quatro de dez duelos aéreos. João Silva e Crivellaro estrearam-se nos nossos “onzes” esta época.

Paulinho (Sp. Braga) 7.3 – Quarta presença de Paulinho nos nossos “onzes”, segunda consecutiva. O ponta-de-lança vai mandando “sinais” a Fernando Santos, numa época de grande fulgor. No Restelo foi o autor do golo do triunfo “arsenalista”, após seis remates, quatro deles enquadrados. E ainda registou três passes para finalização.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-32-LIGA-NOS-201718-infog
Clique para ampliar

 

São estes os melhores da 32ª jornada da Liga NOS 17/18, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J32STATGPRMVP
1-0
0-2
2-3
1-2
2-1
1-0
0-1
0-1
1-0

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR