A 12ª jornada da Liga NOS não trouxe novidades ao topo da classificação, a não ser a chegada triunfante do Vitória SC ao quinto lugar, por troca com o Rio Ave, equipa que os minhotos venceram no “Castelo”, por 3-2. Esta foi a última afirmação de força de uma equipa em crescendo no campeonato, facto expresso semanalmente nos nossos “onzes”, com base nos GoalPoint Ratings, com presenças regulares dos “conquistadores”.

Desta feita são dois os vimaranenses na nossa equipa da ronda, mas há dois outros emblemas com mais representantes. Destaque para o Nacional da Madeira, que coloca três futebolistas, dois deles no sector defensivo, mas também para o FC Porto. Os “dragões” golearam o Portimonense em casa por 4-1 e têm a particularidade, nesta fase da época, de já terem colocado 11 jogadores diferentes nas nossas “escolhas”, sendo a equipa que mais representantes individuais nos emprestou.

Em relação à jornada anterior, realce para o facto de termos novamente um guarda-redes como o melhor da jornada, após Douglas de Jesus o ter conseguido na 11ª ronda. E há apenas um repetente, o vimaranense Pedro Henrique, numa semana com quatro estreantes e sem ratings de grande relevo, mas com um equilíbrio de assinalar, com nove jogadores a registarem 7.0 ou mais.

Quanto aos dois outros grandes, o Benfica venceu em Setúbal por 1-0, o Sporting goleou o Aves por 4-1, mas só os “leões” colocam um jogador no nosso “onze”.

GoalPoint-Onze-jornada-12-Liga-NOS-201819
Clique para ampliar

 

Muriel (Belenenses) 8.1 – Mais uma vez é um guarda-redes a dominar os nossos ratings semanais. Muriel Becker foi o melhor da 12ª jornada, com uma exibição particularmente eficaz na vitória do Belenenses por 1-0 ante o Chaves, em especial nas saídas da sua baliza. Para além das quatro defesas que realizou, Muriel ganhou os quatro duelos aéreos em que interveio, com eficácia nas quatro saídas pelo ar, e ainda registou uma saída pelo solo com sucesso.

Sacko (Vitória SC) 6.3A vitória dos minhotos sobre o Rio Ave foi emocionante e conseguida já nos últimos instantes. O lateral-direito vimaranenses esteve em plano de destaque, em especial nos momentos defensivos, nos quais registou cinco desarmes (máximo do jogo) e oito recuperações de posse.

Júlio César (Nacional) 7.0 – Os madeirenses estão em crescendo na Liga, algo que voltou a estar patente na exibição caseira frente ao Boavista. O domínio e a avalanche ofensiva dos insulares foram grandes, apesar de, no fim, o jogo não ter passado do nulo. Ainda assim são dois os defesas nacionalistas a figurar nesta nossa equipa, um deles o central Júlio César, que ganhou oito de nove duelos aéreos defensivos (máximo da jornada), registou 16 acções defensivas, entre elas oito alívios, e ainda subiu para enquadrar dois de três remates.

Pedro Henrique (Vitória SC) 7.2O triunfo do Vitoria saiu da cabeça do defesa-central. O 3-2 final foi marcado aos 87 minutos por Pedro Henrique, que terminou o jogo com sete alívios, três duelos aéreos defensivos ganhos em três e dois ofensivos, um deles decisivo. O brasileiro é o único repetente em relação à jornada passada.

Nuno Campos (Nacional) 7.0 – O segundo defesa nacionalista na equipa. O lateral-esquerdo surge pela segunda vez no nosso “onze“, desta feita com uma prestação completa. No ataque fez três remates e um passe para finalização. Na retaguarda registou seis recuperações de posse e dez acções defensivas, com destaque para quatro desarmes.

Danilo Pereira (FC Porto) 6.6 – Estreia do “trinco” do Porto, esta temporada, nas nossas equipas. Na goleada ao Portimonense, o internacional luso destacou-se com uma assistência num só passe para finalização e 92% de eficácia nas entregas, completando ainda as duas tentativas de drible e registando oito recuperações de posse.

Tiago Silva (Feirense) 7.0O médio “fogaceiro” não merecia o “balde de água fria” no final da partida, quando o Marítimo empatou o jogo, já nos descontos. Tiago Silva marcou um golo em três remates, sofreu a falta que deu o penálti por si convertido e ainda ajudou na defesa, com três intercepções, sendo o melhor em campo.

Witi (Nacional) 7.0 – O terceiro jogador do Nacional também soma duas presenças nos nossos “onzes” esta época. O extremo-direito esteve endiabrado ante o Boavista, com um registo de quatro remates, três passes para finalização e dez cruzamentos, embora apenas dois com eficácia. E ainda completou as duas tentativas de drible e realizou três bloqueios de passe.

Yacine Brahimi (FC Porto) 7.2 Bom jogo do argelino ante o Portimonense. O extremo voltou aos “normal” no seu jogo, com boa eficácia no drible – quatro completos em sete tentativas. Brahimi fez ainda um dos golos dos “dragões”, em quatro remates realizados (dois enquadrados), e criou uma ocasião flagrante em dois passes para finalização.

Marega (FC Porto) 8.0O melhor em campo na goleada do Porto. O maliano está em grande forma e bisou na partida, em oito remates (todos na grande área, contribuindo para um novo máximo na Liga), quatro deles enquadrados. Para além disso fez quatro passes para finalização, dois deles para ocasião flagrante e um deles terminando como assistência para golo.

Bas Dost (Sporting) 7.9 – A boa forma do Sporting não pode ficar dissociada do contributo do holandês, que já é melhor marcador da Liga, apesar de ter estado muito tempo lesionado, e arrisca-se a realizar a melhor época de leão ao peito. Frente ao Aves, Dost bisou e foi o melhor em campo, com destaque ainda para os seis duelos aéreos ofensivos ganhos em sete.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-12-LIGA-NOS-201819-infog
Clique para ampliar

 

São estes os melhores da 12ª jornada da Liga NOS 18/19, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J12STATGPRMVP
4-1
1-0
0-1
0-1
0-0
0-1
3-2
4-1
1-1