Liga NOS 18/19 | O “onze” da 2ª jornada ⭐

-

A segunda jornada na Liga NOS 2018/19 não trouxe nada de novo na frente. Os “três grandes” voltaram a vencer os seus jogos, com maior ou menor dificuldade, e são acompanhados na liderança conjunta apenas por um “outsider”, o Feirense, que foi vencer por 1-0 a casa do V. Guimarães – ainda sem qualquer ponto.

O Benfica foi, dos “grandes”, o primeiro a entrar em acção, vencendo o Boavista, no Bessa, por 2-0, mercê de uma boa exibição. Seguiu-se o Sporting, que bateu o V. Setúbal em casa, com um bis de Nani a disfarçar algumas dificuldades da equipa leonina. E, no domingo, o FC Porto ganhou ao Belenenses no Estádio do Jamor, graças a uma grande penalidade apontada já no período de descontos. Este “onze” da segunda jornada, com base nos nossos GoalPoint Ratings, tem precisamente dois representantes de cada um dos candidatos ao título, mas é um emblema que perdeu – e ainda não soma pontos – que coloca o maior número de jogadores, o Nacional da Madeira, nada menos que três.

Numa semana em que temos dois jogadores com o rating mais elevado – o guarda-redes Daniel Guimarães e o médio Pizzi -, destaque ainda para o regresso do “rei” da presenças na época passada, Alex Telles, e para dois repetentes em relação à jornada anterior, precisamente Pizzi e o avançado do Sp. Braga, Dyego Souza.

Confira os craques da jornada.

GoalPoint-Onze-jornada-2-Liga-NOS-1-201819-infog
Clique para ampliar

 

Daniel Guimarães (Nacional) 8.1 – O recém-promovido Nacional está a ter um arranque de temporada difícil em termos de resultados. Desta vez, a formação insular perdeu em casa por 2-1 ante o Moreirense, num jogo bastante emotivo. E o seu guarda-redes, Daniel Guimarães, foi o melhor em campo, e também da jornada, juntamente com Pizzi. Daniel enfrentou oito remates enquadrados e realizou seis defesas, registando ainda duas saídas ao solo eficazes.

Nuno Campos (Nacional) 6.5 – Também do Nacional, Nuno Campos foi o melhor lateral-direito da jornada. Ao todo, o defesa realizou cinco passes para finalização, tentou o cruzamento seis vezes (uma com eficácia) e somou cinco acções defensivas.

Sebastián Coates (Sporting) 7.0 – Num jogo em que o Sporting começou bem, mas teve de lidar com um V. Setúbal atrevido e perigoso, o central uruguaio acabou por ter muito trabalho. E fê-lo bem. Ao todo, Coates somou 13 acções defensivas, sendo quatro delas desarmes e cinco alívios, e ganhou a totalidade dos três duelos aéreos defensivos em que participou.

Nikola Maras (Chaves) 6.9 -O central flaviense foi um dos responsáveis por manter o Portimonense longe da baliza da sua equipa. O sérvio registou nada menos que 20 acções defensivas no triunfo por 2-0 sobre os algarvios, sendo que 14 dessas acções foram alívios – máximo da jornada. E ainda ganhou os quatro duelos aéreos defensivos em que participou. Verdadeiramente intratável.

Alex Telles (FC Porto) 6.7 – O homem que mais assistências para golo fez em 2017/18 e que mais presenças registou nos nossos “onzes” está de volta. Alex Telles foi importantíssimo na vitória portista por 3-2 sobre o Belenenses, com um golo (precisamente o decisivo, de penálti, nos descontos, mais uma assistência em três passes para finalização.

Héctor Herrera (FC Porto) 7.0Também fundamental nos três pontos dos campeões nacionais foi o mexicano. O médio terminou a partida com dois passes para finalização, quatro duelos aéreos defensivos ganhos nos quatro que participou e foi fundamental nos equilíbrios defensivos, com um registo de cinco desarmes.

Pizzi (Benfica) 8.1 – A segunda presença consecutiva do médio benfiquista na nossa equipa esta temporada, e mais uma vez como o melhor da ronda, a par de Daniel Guimarães. O brigantino voltou a marcar, na vitória benfiquista no Bessa, e já leva quatro golos em duas partidas da Liga NOS. Ante o Boavista, Pizzi somou ainda quatro remates, dois deles enquadrados, três passes para finalização, nove recuperações de posse e 97 acções com bola.

Witi Quembo (Nacional) 7.2 – O extremo-direito do Nacional é o terceiro insular nestas nossas “escolhas”. Muito activo ao longo de toda a partida, o moçambicano marcou um golo em quatro remates (três enquadrados), criou duas ocasiões flagrantes em quatro passes para finalização e tentou dez vezes o drible, tendo sucesso em duas. Merecia mais desta partida.

Nani (Sporting) 7.9 Excelente jogo de Nani em Alvalade. O internacional português marcou os dois golos leoninos, um de pé direito, de fora da área, e outro de cabeça, mostrando grande vivacidade. Ao todo realizou três remates, dois enquadrados, e fez ainda um passe para finalização.

Dyego Souza (Sp. Braga) 7.5 – Segundo repetente em relação à jornada que passou. O avançado “arsenalista” voltou a marcar, realizou cinco remates, três deles enquadrados, fez dois passes para finalização e ganhou quatro de nove duelos aéreos ofensivos. Merecia mais do que o empate da sua equipa ante o Santa Clara, após ter estado a vencer por 3-0.

Facundo Ferreyra (Benfica) 7.0 Bela surpresa no ataque do Benfica. Muito criticado pelas exibições pálidas no arranque da época, o argentino Facundo Ferreyra apareceu finalmente na frente de ataque da “águia”, com um golo pleno de oportunidade. No final registou ainda dois passes para finalização.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-2-LIGA-NOS-201819-infog
Clique para ampliar

 

São estes os melhores da 2ª jornada da Liga NOS 18/19, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J2STATGPRMVP
2-2
2-0
0-2
2-1
3-1
1-2
2-3
3-3
0-1

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR