Liga NOS 18/19 | O “onze” da 4ª jornada ⭐

-

A Liga NOS vai parar algumas semanas, regressando apenas a 23 de Setembro, devido a compromissos da Selecção Nacional. E na derradeira jornada antes deste descanso, na quarta, os “três grandes” cumpriram as suas “obrigações”, com maior ou menor dificuldade. O Sporting foi o primeiro a entrar em campo e sofreu para bater o Feirense por 1-0, com um golo ao cair do pano. O Benfica foi mais concludente e goleou o Nacional, na Madeira, por 4-0, sendo que o FC Porto fechou a ronda com um 3-0, em casa, ante o Moreirense.

Por este motivo, o nosso “onze” da jornada, com base nos GoalPoint Ratings, tem sete representantes dos três candidatos ao título. O destaque entre estes emblemas vai para o Benfica, que coloca três nomes no nosso plantel, sendo que Porto e Sporting emprestam dois cada. Fora desde lote de equipas, o realce vai para o Marítimo, que foi ganhar a casa do Desportivo das Aves e, tal como as “águias”, também coloca três atletas nas nossas “escolhas”.

Em termos individuais, o único repetente em relação à semana passada é Pizzi. Aliás, o médio é totalista nos nossos “onzes” em 2018/19, nas primeiras quatro jornadas. Dyego Sousa, avançado do Braga, falha pela primeira vez a “chamada”.

Vamos aos nossos craques.

GoalPoint-Onze-jornada-4-Liga-NOS-201819-infog
Clique para ampliar

 

Amir Abedzadeh (Marítimo) 7.2 – Num jogo competente do Marítimo na Vila das Aves, um dos destaques do jogo foi o seu guarda-redes. Não porque teve trabalho muito acima da média – fez duas defesas, duas saídas a soco e outras tantas saídas pelo solo eficazes. Mas porque fez algo que não é habitual em guardiões. Abedzadeh criou uma ocasião flagrante de golo.

Bebeto (Marítimo) 8.3 – O melhor jogador da jornada é o lateral-direito do Marítimo. A excelente exibição dos insulares teve em Bebeto um dos seus protagonistas, a atacar e a defender. O brasileiro fez três passes para finalização, teve eficácia em três de cinco cruzamentos e, na retaguarda, registou impressionantes sete desarmes e seis intercepções.

Felipe (FC Porto) 7.7 – O Porto venceu por 3-0, mas o melhor em campo foi o central Felipe. O brasileiro esteve muito activo nos vários momentos do jogo, registando dois remates, um passe para finalização, 90% de eficácia de passe e 11 acções defensivas.

Zainadine Júnior (Marítimo) 7.1O terceiro jogador do Marítimo é o defesa-central moçambicano. Para além dos impressionantes 14 alívios que registou durante a partida, o defesa somou ainda três passes longos certos para o último terço do terreno, em oito tentativas, e foi ele mesmo o autor do golo do triunfo insular.

Talocha (Boavista) 7.5 – O Boavista teve um jogo complicado na visita aos Açores, perdendo por 3-2, numa partida plena de emoção. O defesa-esquerdo foi o melhor em campo, competente a defender e a atacar. Para além de um golo, Talocha fez dois passes para finalização, acertou duas de seis tentativas de cruzamento e ainda registou impressionantes oito intercepções, máximo absoluto da jornada.

Héctor Herrera (FC Porto) 7.6 – O “patrão” do Porto não desilude. O mexicano voltou a fazer um belo encontro pelo “dragão” nas diversas vertentes do jogo, com um golo marcado em três remates, 92% de eficácia de passe e ainda sete acções defensivas. Herrera esteve em todo o lado.

Pizzi (Benfica) 7.6 – O grande arranque de época de Pizzi continua. O médio do Benfica surge pela quarta vez em quatro jornadas nos nossos “onzes”, fruto de mais uma grande exibição, na goleada do Benfica na Madeira. Desta feita somou duas assistências em impressionantes seis passes para finalização, 82% de eficácia de passe e nove recuperações de posse.

Bruno Fernandes (Sporting) 7.4 – A grande “discussão” da jornada terá sido a exibição de Bruno Fernandes. Criticado pela generalidade da imprensa, cabe-nos a nós olhar para o desempenho objectivo do jogador e esse mostra uma realidade diferente. A verdade é que o médio leonino tem pouca culpa que ninguém tenha convertido em golo os seus impressionantes seis passes para finalização, ou os dois cruzamentos eficazes em sete tentativas. A ele só se pode assacar o facto de não ter marcado nos cinco remates que fez, todos eles de fora da área.

Eduardo Salvio (Benfica) 7.4 – Outro jogador do Benfica em grande forma é o argentino. Mais uma vez, Salvio mostrou estar no pleno das suas capacidades, a defender, a driblar, nas mudanças de velocidade, a marcar golos. Frente ao Nacional, o extremo fez um golo em quatro remates (dois enquadrados), uma assistência em dois passes para finalização e concluiu quatro de seis tentativas de drible.

Raphinha (Sporting) 7.3 – O jovem brasileiro está, aos poucos, a ganhar o seu espaço no “leão”. Frente ao Feirense foi um dos melhores, graças à sua velocidade e explosão. Ao todo somou seis remates, três deles enquadrados, fez três passes para finalização e ainda ajudou a equipa com sete recuperações de posse.

Haris Seferovic (Benfica) 6.8 – O suíço parece ter recuperado a confiança perdida. Após o bom jogo na Grécia, Rui Vitória confiou de novo a titularidade a Seferovic e este não desiludiu. Para além de ter aberto o activo na Choupana, o ponta-de-lança registou ainda uma assistência em três passes para finalização.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-4-LIGA-NOS-201819-infog
Os tops GoalPoint da 4ª jornada da Liga NOS 2018/19!

 

São estes os melhores da 4ª jornada da Liga NOS 18/19, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J4STATGPRMVP
0-1
1-0
0-0
4-2
1-0
2-1
0-1
0-4
3-0

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR