Aterceira jornada da Liga NOS trouxe uma avalancha de ratings muito elevados, mais do que o normal – um verdadeiro case study que justifica análise futura -, e entre eles um 10.0, o segundo de sempre no nosso campeonato, o primeiro esta temporada. Por outro lado, tivemos nesta ronda quatro repetentes em relação à segunda jornada, um número também ele elevado e pouco habitual, mas que mostra claramente que há jogadores em grande forma, uns patamares acima dos demais.

A contrariar um pouco o que aconteceu na ronda anterior, desta feita os três “grandes” têm a maior fatia de presenças neste “onze”. São nada menos que cinco os jogadores de Benfica (dois), Porto (dois) e Sporting (um) que reservaram um lugar nesta equipa semanal de estrelas, com base no GoalPoint Ratings. E há dois do Marítimo. Mas chega de conversa, vamos aos “craques”.

GoalPoint-onze--Liga-NOS-201718-J3-Infog
Clique para ampliar

Ricardo (Chaves) 7.6 – Segunda presença consecutiva de Ricardo como o melhor guarda-redes semanal. O “keeper” do Chaves já havia brilhado ante o Benfica e voltou a fazê-lo frente ao V. Setúbal. O 1-1 final deve-se a Ricardo, que defendeu sete dos oito remates enquadrados dos sadinos, cinco deles de dentro da grande área.

Bebeto (Marítimo) 8.1 – O lateral-direito foi o melhor em campo no Marítimo-Boavista. Marcou o golo da partida, no único remate que realizou, e ainda criou uma ocasião flagrante. Terminou com três cruzamentos eficazes em oito tentativas, fez seis desarmes e quatro intercepções.

Zainadine (Marítimo) 6.8 – Mais um jogador maritimista neste “onze”. O central esteve intransponível num jogo equilibrado com o Boavista, no qual ganhou nove dos dez duelos em que participou (cinco de seis pelo ar), recuperou oito vezes a posse de bola, fez dois desarmes, quatro intercepções e nove alívios.

Diego Galo (D. Aves) 7.1 – O D. Aves foi dominado e batido pelo Sp. Braga, muito por culpa da expulsão de Amilton. Perante a pressão minhota, Diego Galo acabou por ter muito trabalho e sobressair. Registou seis intercepções, 12 alívios (ambos máximos da ronda), três bloqueios de remate e ainda realizou um corte decisivo.

Alex Telles (Porto) 7.9 – Outro repetente em relação à jornada anterior, agora com um rating melhorado. O lateral portista não pára de surpreender pela capacidade a defender e a atacar. Fez três passes para finalização, um deles uma assistência, seis cruzamentos eficazes em 11 tentativas e, na defesa, registou quatro desarmes e duas intercepções.

Danilo Barbosa (Braga) 7.0 – Regressado ao Braga, Danilo parece de volta aos bons momentos. O jovem “trinco” marcou o primeiro golo do Braga ante o D. Aves, de livre directo, ganhou seis de oito duelos aéreos, fez três desarme e teve sucesso nos dois dribles que tentou. Pecou apenas no passe (69% de eficácia).

Pizzi (Benfica) 8.4 – Um nome habitual nestes “onzes”, com a terceira presença em três jornadas, o pleno. O médio volta a estar em grande forma, tendo brilhado na goleada 5-0 ao Belenenses. Registou o máximo da jornada em passes para finalização (seis), fez duas assistências para golo, acertou 87% dos passes que realizou, a bola passou pelos seus pés 100 vezes e ainda realizou cinco desarmes e três intercepções.

Allano (Estoril) 8.7 Outro repetente em relação à segunda jornada. O estorilista fez dois dos três golos do triunfo da sua equipa em Tondela, em cinco remates, três deles enquadrados. Realizou seis dribles com sucesso em oito tentativas (o máximo da jornada) e ainda recuperou sete vezes a bola. Impressionante!

Bruno Fernandes (Sporting) 8.3 – Grande exibição do médio leonino. Marcou dois magníficos golos em remates de fora da área, nos três disparos que enquadrou em quatro tentativas. Realizou ainda cinco recuperações de bola e três desarmes, pecando apenas nos modestos 64% de passes certos e na ausência de passes para finalização.

Jonas (Benfica) 10.0 – A grande exibição da jornada. Jonas registou o segundo 10.0 de sempre no nosso rating, o primeiro desta temporada, o que nos fez entrar em despesas. Para além do “hat-trick”, acertou no ferro num chapéu de meio-campo, fez uma assistência, quatro passes para finalização e ainda registou seis recuperações de bola.

Aboubakar (Porto) 8.5 – O outro autor de um “hat-trick” na jornada, dono de uma exibição em cheio. Dividiu com Jonas os holofotes da ronda, graças aos seus golos, nos cinco remates que realizou, três deles enquadrados, e ainda fez dois passes para finalização e recuperou a bola três vezes.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-3-LIGA-NOS-201718-infog
Clique para ampliar

São estes os melhores da 3ª jornada da Liga NOS 17/18, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na nova tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS 17/18 | J3STATGPRMVP
2-0
2-3
0-5
5-0
1-1
3-0
0-2
1-0
2-1