A derrota do FC Porto em Paços de Ferreira relançou o debate sobre o tema das paragens e interrupções de jogo. Mas terá a partida disputada na Capital do Móvel sido tão especial nesse capítulo? Já lá iremos. Primeiro um desafio mais importante: o de avaliar se, de facto, a Liga NOS é ou não um caso particular no que toca a interrupções de jogo, nomeadamente aquelas que decorrem de assistências por lesão.

Munidos dos dados Opta é-nos possível identificar o número de interrupções para assistência médica, não só na Liga NOS como também nas cinco principais Ligas Europeias e, sem mais demoras, apresentamos os dados, antes mesmo das curiosidades:

Ligas Europeias 17/18: Paragens de jogo para assistência (lesão) 

LigaPAM p/ jgJgs c/ 4 ou + PAM% Jogos c/ 4 ou + PAM
EPL (Inglaterra)1.5238%
Serie A (Itália)2.24015%
Bundesliga (Alemanha)1.7219%
La Liga (Espanha)1.4186%
Ligue 1 (França)2.04114%
Liga NOS2.87633%

Legenda: PAM – Paragens de jogo para assistência médica
Fonte: Opta / GoalPoint

Os números não deixam dúvidas: a Liga NOS é a “Champions” das interrupções para assistência médica. Em 233 encontros disputados até hoje na edição 2017/18, os médicos já acudiram 649 vezes aos jogadores caídos no relvado, sendo que são apenas 12 os jogos em que não ocorreu qualquer interrupção para assistência. Termo de comparação? Na Liga espanhola este número ascende às 74 partidas “limpas”.

E se, por esta altura, estará a pensar algo como “mas em Portugal há mais entradas violentas”, fique sabendo que não só temos também esses dados, como os ditos não corroboram essa possível explicação, senão vejamos:

Ligas Europeias 17/18: faltas assinaladas por jogo perigoso

LigaFJP p/ jg
EPL (Inglaterra)0.09
Serie A (Itália)0.22
Bundesliga (Alemanha)0.13
La Liga (Espanha)0.34
Ligue 1 (França)0.08
Liga NOS0.26

Legenda: FJP p/jg – Faltas assinaladas por jogo perigoso (média por jogo)
Fonte: Opta / GoalPoint, Dados Ligas Europeias 2017/18

Perante estes números seria previsível encontrar jogos da Liga NOS no top seguinte: os jogos com mais interrupções para assistência médica a nível europeu. Ele aqui está e não defrauda a expectativa:

Ligas Europeias 17/18: os jogos com mais paragens para assistência

PartidaLigaPAM
Feirense - Rio AveLiga NOS8
Sampdoria - TorinoSerie A8
Tondela - FeirenseLiga NOS7
Paços - V. GuimarãesLiga NOS7
Crystal Palace - West HamEPL7
Milan - CagliariSerie A7
Strasbourg - MonacoLigue 17
Nice - NantesLigue 17

Legenda: PAM – Paragens de jogo para assistência médica
Fonte: Opta / GoalPoint, Dados Ligas Europeias 2017/18

A curiosidade de nenhum dos três jogos “bandeira” da Liga NOS envolver “grandes” acaba por nos despertar a curiosidade, não só para o caso do último Paços  – Porto, como também para o “top” de jogos mais interrompidos por lesão na Liga NOS 17/18 até ao momento. Aqui está ele, com algumas variáveis adicionais que nos permitem avaliar a “qualidade de jogo” em maior detalhe.

Liga NOS 17/18: os jogos com mais paragens para assistência

PartidaAcções c/ bolaRematesFaltasPAM
Feirense - Rio Ave96416338
Paços - V. Guimarães101621347
Tondela - Feirense109224357
Feirense - Porto105714386
Marítimo - V. Setúbal109523326
V. Guimarães - Estoril114431336
Portimonense - Marítimo115625256

Legenda: PAM – Paragens de jogo para assistência médica
Fonte: Opta / GoalPoint

Tendo em conta que este tema recolhe natural atenção sobretudo quando os jogos envolvem os “grandes”, não deixa de ser curioso perceber que os jogos mais interrompidos para assistência não têm como protagonistas predominantes Benfica, Porto ou Sporting. Apenas o Feirense – Porto de 03 de Janeiro de 2018 se integra neste “top”, jogo também esse alvo de críticas “azuis-e-brancas”, mas centradas noutros motivos (expulsão de Felipe). No caso específico do Paços – Porto os números foram os seguintes:

PartidaAcções c/ bolaRematesFaltasPAM
Paços - Porto100827374

Os números do Paços – Porto acabam por atirar o encontro para um humilde 54º posto no ranking dos jogos com mais paragens, contabilizando assistências e faltas cometidas, com os “dragões” a marcarem presença em quatro jogos bem mais “acidentados” neste domínio. No que toca ao Benfica, a visita (precisamente) a Paços de Ferreira foi o jogo mais interrompido (5 assistências / 31 faltas, 26º do ranking). Já o Sporting viveu o seu jogo mais “parado” na visita ao Estoril (5 assistências / 29 faltas, 32º do ranking).

As conclusões são óbvias. Se por um lado não há dúvidas de que a Liga NOS é um caso de estudo no que toca a interrupções por lesão, assim como já o era no número de faltas assinaladas, por outro os “grandes” não são os protagonistas principais de um pára-arranca transversal e que encontra o seu máximo expoente em jogos que, não merecendo tanta atenção mediática, concorrem para um indicador que devia preocupar todos os responsáveis pela qualidade do futebol jogado em Portugal.