corona-porto-liganos-top-dribles

Os dribles parecem estar na ordem do dia. Após Bruma ter registado 13 num só jogo ante o Trabzonspor, há poucos dias – um recorde nos nove principais campeonatos europeus -, desta feita foi a vez de esse registo máximo ser batido em Portugal. Na Liga NOS 2016/17, o extremo do FC Porto, Jesús Corona, é o novo “rei do drible, ao registar frente ao Arouca, na oitava jornada, sete de nove tentativas com sucesso.

goalpoint-recorde-dribles-corona
Corona “on fire”

“Leões” e “águia” ultrapassados

Corona ultrapassa assim cinco outros jogadores que partilhavam um máximo de seis dribles eficazes num só jogo, nomeadamente Alan Ruiz e Gelson, do Sporting, Nélson Semedo, do Benfica, Daniel Podence, do Moreirense (emprestado pelos “leões”) e Rúben Ribeiro, do Rio Ave. De notar, porém, que os três “rivais” – Alan, Gelson e Nélson – conseguiram esses registos de seis em apenas sete tentativas, o que perfaz uma eficácia de cerca de 86%, contra os 78% de Corona. Ainda assim, um feito de relevo.

Corona já havia sido o segundo melhor no capítulo dos dribles na época passada por cada 90 minutos, com 2,7, contra os 3,8 do colega de equipa Yacine Brahimi, e à frente de Otávio (2,6), que estava no V. Guimarães e agora também mora no Dragão, e de Rafa (2,6), então no Sp. Braga.

Deixamos-lhe ainda a melhor jogada de “Tecatito” no jogo: