Liga NOS | O XI GoalPoint de Abril 2021 ⭐

-

Omês de Abril chegou ao fim ainda com a luta pelo título da Liga NOS em aberto, embora com o Sporting muito bem colocado para arrecadar o ceptro. Neste período os “leões” protagonizaram uma ligeira quebra de rendimento, que ditou três empates em cinco jogos e a ameaça de um FC Porto em aproximação, que acabou por não se consumar de forma sólida, mercê do tropeção do “dragão” em Moreira de Cónegos – onde a formação leonina também empatou.

Estes factos, bem como a boa forma revelada pelo Benfica – apesar de uma derrota caseira -, levaram a que os dois rivais do líder colocassem cada um deles mais um jogador do que os de Alvalade no “onze” GoalPoint Ratings do mês de Abril. Além de uma equipa diferente, assente num 3-4-3, este é também um grupo de jogadores “democrático”, com nada menos que nove emblemas, sendo que só dois (os já referidos) têm mais do que um representante. E há dois repetentes em relação a Março. Vamos a eles.

GoalPoint-Onze-Mês-Abril-Liga-NOS-202021-infog
Clique para ampliar

  • Stanislav Kritciuk (Belenenses SAD) 6.59 – Aconteça o que acontecer até final da Liga, o guardião russo da Belenenses SAD será sempre uma das figuras da prova, entre as que brilham de luvas calçadas. Kritciuk acumula exibições de grande nível, umas atrás das outras, e em Abril, nos quatro jogos que realizou, foi o guarda-redes com maior registo de defesas a cada 90 minutos (5,3) e aquele com uma maior percentagem de remates enquadrados defendidos (84%, sendo que 81% foram a disparos na sua grande área).
  • Joel Pereira (Gil Vicente) 6.70 – Entre a 24ª (fora desta análise, é certo) e a 27ª jornadas, o lateral-direito do Gil Vicente foi dono do lugar em três “onzes” da ronda, com prestações de enorme qualidade. O melhor lateral de Abril foi o terceiro da posição em ocasiões flagrantes criadas de bola corrida (0,8), atingiu 31% de eficácia nos 3,3 cruzamentos que realizou de bola corrida, acumulou excelentes 2,1 desarmes, falhando apenas 33% das 3,1 tentativas. Extremamente sólido.
  • César Martins (Farense) 6.15 – Por falar em solidez, este tem sido o “nome do meio” do defesa-central. No período em análise foi o jogador da posição com mais alívios por 90 minutos, nada menos que 7,2. O brasileiro tem sido um dos esteios dos algarvios, registando o maior número de acções defensivas no primeiro terço entre todos os centrais da Liga (10,2), o sexto em acções defensivas no terço intermédio e pelo ar esteve muito bem, com 68% de duelos aéreos defensivos ganhos, 71% dos que disputou na grande área.
  • Sebastián Coates (Sporting) 6.72 – O melhor central de Abril, sem dúvida uma das figuras do campeonato. Coates é presença nos “onzes” do mês há três consecutivos, tendo sido o melhor de Fevereiro. A sua consistência e importância no Sporting têm sido inatacáveis, sendo neste momento o defesa com mais golos no campeonato, nada menos que cinco (um deles em Abril). Nenhum central remata tanto quanto Coates, que registou 2,2 por 90 minutos nos encontros que disputou no mês agora findo, sendo 2,0 de cabeça (naturalmente o máximo). Passes para finalização foram 0,6 (3º), acções defensivas no meio-campo contrario foram 1,0 (4º) e no último terço 0,6 (máximo entre centrais). Dos 1,4 duelos aéreos defensivos ganhou impressionantes 86% (4º). Imperial.

  • Pepe (Porto) 6.28 – Consistência, atitude, capacidade de liderança. Estes os adjectivos para descrever Pepe, inclusive no mês de Abril. O portista não terminou o mês na liderança de nenhuma variável em especial, mas a qualidade do seu jogo foi transversal, com destaque para as 7,0 recuperações de posse (4º), os 62% de duelos aéreos defensivos ganhos e os 91% de eficácia de passe (4º). E neste período fez uma assistência para golo.
  • Wenderson Galeno (Braga) 6.62 – O extremo por vezes tem feito todo o corredor do Braga, e com grande competência. No conjunto de todas as posições foi, neste período, o nono com melhor média de remates (3,2, sendo 2,8 de bola corrida), registou 1,7 passes para finalização, criou 0,9 ocasiões flagrantes, foi o terceiro jogador da Liga com mais tentativas de drible (5,8), o sétimo com mais completos (3,0) e esteve muito bem nas recuperações de posse, com 6,7 por 90 minutos.
  • Adel Taarabt (Benfica) 7.13 – O marroquino do Benfica acumulou o segundo melhor rating de Abril, ficando a apenas seis centésimas do MVP mensal. Taarabt fez duas assistências nesta fase, foi o médio com mais acções com bola por 90 minutos (93,1), mais passes para finalização de bola corrida (1,7), o segundo que mais ocasiões flagrantes criou (0,6), liderou em toda a Liga nos passes de ruptura (0,6) e nos passes ofensivos valiosos (8,9). No drible foi o segundo médio com mais tentativas (4,7) e aquele que mais completou (4,2), terceiro entre todas as posições e com uma enormíssima percentagem de 88% de sucesso. E na recuperação de posse foi o segundo melhor jogador do mês, com impressionantes 8,6.

[ Assistência de Taarabt para Seferovic ]

  • Otávio Monteiro (Porto) 7.19 – E chegamos ao Jogador do Mês de Abril, sobre o qual dedicámos uma peça exclusiva. Pode ler neste link.

[ Assistência de Otávio para Taremi ]

  • Rafa Silva (Benfica) 6.73 – O segundo repetente é o extremo do Benfica, que esteve também presente em Março. Nem sempre as exibições de Rafa têm sido impressionantes, mas a sua importância na equipa de Jorge Jesus é notória e vê-se nos números. Neste período fez só um golo, mas esteve bem a servir os companheiros de equipa, tendo sido o sexto jogador da Liga em passes para finalização (2,3), todos eles de bola corrida (neste caso o máximo entre todos os jogadores em Abril). E no drible esteve muito activo, com o segundo valor em tentativas (8,0) e em eficazes (4,8), em ambos os casos atrás de Marcus Edwards, do Vitória SC.

[ As 35 tentativas de drible de Rafa, 21 eficazes ]

GoalPoint-Rafa-Benfica-Dribles-LigaNOS-202021
Clique para ampliar

  • Ryan Gauld (Farense) 6.83 – Mais um mês de excelência para a grande estrela do Farense. O médio escocês está no seu terceiro “onze” do mês, após Dezembro e Fevereiro, e em Abril fez um golo e duas assistências, contribuindo para três dos quatro tentos que os algarvios marcaram enquanto esteve em campo. Em remates foi o segundo melhor médio, com 2,6 por 90 minutos, em passes para finalização dominou por completo a Liga, com 3,6, e foi sexto nas ocasiões flagrantes (0,8, mas apenas com menos seis centésimas que o líder). Em acções defensivas no meio-campo contrário foi o terceiro (2,6), e o segundo no último terço, mostrando a sua importância nos momentos defensivos. Determinante.

[ Os 18 passes para finalização de Ryan Gauld em Abril ]

GoalPoint-Gauld-Farense-Key-Passes-LigaNOS-202021
Clique para ampliar

  • Beto Betuncal (Portimonense) 6.91 – E fechamos o “onze” com o ponta-de-lança de serviço. Em Abril, Beto fez cinco golos, sendo o segundo melhor marcador da Liga atrás de Mario González, do Tondela (6), e dos 3,2 disparos que realizou por 90 minutos converteu 33%, um número assinalável. O português foi o segundo ponta-de-lança que mais remates fez após passe vertical (1,1), atrás de Haris Seferovic (1,3) e com os mesmos de Mehdi Taremi. Uma época em cheio, que está a despertar a cobiça dos “grandes” do futebol português.

[ Golo de Beto ]

Menções honrosas

Entre os melhores neste período, mas que, por uma ou outra razão, não couberam neste “onze”, estão estes craques:

  • Nico Gaitán (Braga) 7.41 – O argentino teria sido o MVP do mês caso não se tivesse ficado pelos 269 minutos de utilização. Em Abril fez um golo e uma assistência.
  • Chancel Mbemba (Porto) 6.89 – Um pilar da defesa portista, que fica de fora devido a ter cumprido apenas 242 minutos, senão seria o central com melhor rating.
  • Iván Jaime (Famalicão) 6.65 – O ressurgimento do “Fama” teve grande contributo do espanhol, que fez três golos e uma assistência, mas acabou tapado por todos os médios e avançados do “onze”.
  • Anderson Carvalho (Santa Clara) 6.61 – O médio do Santa Clara esteve em grande, com destaque para a exibição no Estádio da Luz. Com um golo e uma assistência, viu os minutos, bem como Taarabt e Otávio, roubarem-lhe protagonismo.
  • Haris Seferovic (Benfica) 6.59 – O ponta-de-lança benfiquista marcou quatro golos e fez duas assistências em Abril, mas falhar tantas ocasiões flagrantes (finalizou com êxito apenas 22% de nove) penalizou-lhe o rating.

Parabéns aos eleitos!
Descobre os anteriores “onzes” do mês GoalPoint neste link.

Nota metodológica: O “onze” foi elaborado de acordo com o GoalPoint Rating médio dos jogadores que cumpriram mais de 300 minutos na Liga NOS, no período em questão.

TotoRating Banner

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.