O  primeiro “onze” do mês GoalPoint para a Liga NOS 19/20 traz poucas novidades no que diz respeito a “rookies”. Apenas um dos seleccionados faz a sua estreia no nosso campeonato, num conjunto que se destaca pela maioria de jogadores portugueses (seis) e um quarteto defensivo exclusivamente composto por “dragões”.

De seguida, apresentamos os motivos que elegeram estes 11 nomes.

Clique para ampliar
  • Hervé Koffi (Belenenses) 6.50 – É ele o estreante nestas lides. O Belenenses “pescou” vários jogadores no Lille à luz de uma parceria com o clube francês, mas o guarda-redes do Burkina Faso – destacado por nós na CAN 2017 – foi o único a garantir a titularidade nas primeiras jornadas. A média de quatro defesas por jogo não é superada por nenhum outro guardião, e ainda conseguiu dez saídas aéreas, todas elas eficazes.
  • Jesús Corona (Porto) 6.31 – Várias foram as soluções testadas por Sérgio Conceição para o lugar de lateral-direito, mas o mexicano continua a oferecer melhores desempenhos que qualquer outra – e o Porto ainda não sofreu golos com ele em campo. Os 3,3 desarmes por jogo atestam a solidez defensiva, complementada com números ofensivos de excelência, como por exemplo os 78% de cruzamentos eficazes.
  • Pepe (Porto) 6.53 – Agora a actuar sob o seu lado preferido – o direito – o internacional português continua a mostrar a solidez de um verdadeiro “patrão”. É ainda o principal alvo das bolas paradas, vencendo 75% dos duelos aéreos ofensivos, e apesar de não ter marcado, já tem três passes para finalização, dos quais resultou uma assistência.
  • Iván Marcano (Porto) 6.55 – Ao contrário de Pepe, o seu parceiro Marcano já tem um golo e muitos outros números de destaque. A sua eficácia de passe cifra-se nos 90%, a melhor entre defesas-centrais, e defensivamente venceu 70% dos duelos aéreos e ainda não consentiu qualquer drible.
  • Alex Telles (Porto) 6.57 – Talvez o jogador com mais nomeações em “onzes” GoalPoint. Alex Telles esteve para sair mas volta a começar a época no Dragão e em grande forma. Um golo, uma assistência, 14 passes para finalização e uma eficácia de 68% em passes verticais.
  • Fábio Pacheco (Moreirense) 7.05 – A única derrota do Moreirense na Liga NOS 19/20 não teve o médio português em campo e, após o seu regresso, os “cónegos” ainda não sofreram golos. Fábio Pacheco continua a mostrar ser um dos melhores números “6” do campeonato e a justificar porque fez parte dos 33 magníficos da Liga NOS 18/19. Aos habituais números defensivos de excelência (12 acções defensivas por jogo), Fábio juntou em Agosto duas assistências e uma eficácia de 73% nos passes longos.
  • Bruno Fernandes (Sporting) 6.71 – A sua permanência em Portugal pode ser definida como um dos “milagres” do defeso. Sem surpresa, Bruno Fernandes é o único representante do Sporting neste “onze” e voltou a carregar a equipa com dois golos e quatro assistências nos quatro jogos do mês de Agosto.
  • Pizzi (Benfica) 7.49 – Outro habitué destas andanças, Pizzi tem por padrão iniciar as temporadas em grande forma e assim foi mais uma vez. Com cinco golos, é um dos melhores marcadores do campeonato e ainda lhes juntou duas assistências, fruto dos 3,2 passes para finalização que ofereceu em média a cada jogo. Um dos seus tentos é líder do nosso novo “Puskas Ranking 19/20“.
  • Fábio Martins (Famalicão) 7.60 – Foi o melhor jogador do mês e tem direito a um artigo dedicado.
  • Rafa Silva (Benfica) 7.28 – Outra “águia” que iniciou a época em grande plano, confirmando os excelentes indicadores de 18/19. Rafa teve o primeiro 10.0 da época na vitória sobre o Belenenses, na qual marcou e assistiu, e tem sido um dos fantasistas do campeonato, com 3,1 dribles por jogo e uma eficácia de 75% nesse tipo de acções. Continua ainda a mostrar uma disponibilidade defensiva fora do normal num jogador da sua posição, com 5,2 acções defensivas a cada 90 minutos.
  • Zé Luís (Porto) 7.27 – O avançado está a ter um regresso formidável ao nosso campeonato, com um golo a cada 77 minutos. É, de longe, o jogador que mais remata de cabeça (1,8 / 90m) e enquadra 67% dos mesmos, característica pouco habitual num ponta-de-lança que é também aquele que mais dribla (2,6 / 90m) entre jogadores da sua posição.

Menções honrosas

Entre os melhores neste período, mas que, por uma ou outra razão, não couberam neste “onze”, estão estes craques:

  • Mehdi Taremi (Rio Ave) 8.62 – Em condições normais faria parte do “onze”, mas esteve ao serviço da sua selecção no jogo do passado domingo e não acumulou os 240 minutos necessários. Três golos e cinco penáltis sofridos são alguns dos números que registou em 179 minutos. Incrível.
  • Luciano Vietto (Sporting) 7.33 – Demorou a convencer Keizer, mas quando apareceu fê-lo em grande. É obra este rating sem golos ou assistências, mas faltaram 46 minutos.
  • Moussa Marega (Porto) 7.16 – Começou bem a temporada com três golos e uma assistência.
  • Rafael Costa (Boavista) 6.68 – A principal figura do Boavista neste início de época. Um perigo na meia distância, de bola corrida ou parada.
  • João Aurélio (Moreirense) 6.26 – Nenhum lateral registou mais acções defensivas em Agosto (11,3 / jogo) e ficou a cinco centésimas de “Tecatito”.

Parabéns aos eleitos!

Descobre os anteriores “onzes” do mês GoalPoint neste link.

Nota metodológica: O “onze” foi elaborado de acordo com o GoalPoint Rating médio dos jogadores que cumpriram mais de 240 minutos na Liga NOS, no período em questão.