Liga: Quem está melhor (e pior) do que na época passada?

Atingido o primeiro terço da Liga Portugal 2014/15 analisámos as melhorias (e quebras) dos clubes em competição e elaborámos um ranking.

O Estoril é uma das equipas com registo comparativo mais negativo face à época 2013/14 (foto: J. Trindade)
O Estoril é uma das equipas com registo comparativo mais negativo face à época 2013/14 (foto: J. Trindade)

O primeiro terço da Liga 2014/15 já está cumprido e, ao fim de 12 jornadas, já faz sentido analisar o desempenho das equipas para lá do que a classificação nos diz. Começámos esse exercício com o PowerRanking GoalPoint, que prosseguirá ao longo da época. Complementamos agora o exercício comparando o desempenho das equipas à 12ª jornada, entre a época em curso e a de 2013/14. E a análise vale a pena, ou não fossem as diferenças consideráveis. Iniciamos a nossa análise com as equipas com pior desempenho comparativo, rumo aquela(s) que mais melhoraram face à época transacta, ordenadas em ranking pelo critério de pontos ganhos (ou perdidos) e lugares conquistados (ou cedidos) na classificação.

Nota: relembramos que a Liga 2013/14 foi disputada apenas por 16 equipas dando lugar ao alargamento para o actual total de 18 clubes em competição.

 

15º. Gil Vicente (-13 pontos, -13 lugares) 

Comparar a prestação dos “galos” passado um ano é um exercício preocupante. No ano passado a equipa de Barcelos ocupava um impressionante quinto lugar (ainda que com menos quatro pontos que o quinto actual, Braga), numa prestação positiva que viria a desvanecer-se ao longo da época. O Gil era na altura comandado por João de Deus, actual treinador o Sporting B, substituído no final de Agosto de 2014 por José Mota.

Pontos: -13
Classificação: -13 lugares
Vitórias: -5
Empates: +2
Derrotas: +3
Golos marcados: -6
Golos sofridos: +8
Treinador em 2013/14: João de Deus
Treinador em 2014/15: José Mota

 

14º. Estoril (-6 pontos, -7 lugares) 

O Estoril mudou muito desta a época passada, aliás desde as duas últimas temporadas. O Estoril de 2013/14, na altura comandado por Marco Silva, ocupava o quarto posto da Liga, mantendo o bom desempenho que já havia demonstrado na época anterior. Já sob o comando de José Couceiro, os “estorilistas” vão protagonizando uma temporada irregular, registando menos seis pontos que em igual período da época transacta, integrando assim um conjunto de três equipas unidas neste registo mas surgindo sete lugares abaixo na tabela classificativa. O desempenho do Estoril não regista, no entanto, um maior número de derrotas face à época anterior, trocando sim três vitórias por três empates, apesar de tudo um desempenho realista para um emblema que se mostrou bem acima das expectativas nas épocas anteriores.

Pontos: -6
Classificação: -7 lugares
Vitórias: -3
Empates: +3
Derrotas: 0
Golos marcados: -4
Golos sofridos: +5
Treinador em 2013/14: Marco Silva
Treinador em 2014/15: José Couceiro

 

13º. Académica (-6 pontos, -4 lugares) 

Os “estudantes” são uma das três equipas que perderam seis pontos face à época anterior, trocando três vitórias por três empates e amealhando o mesmo número de derrotas que na época 2013/14. Marcando apesar de tudo mais um golo, a equipa de Paulo Sérgio sofreu mais três, ocupando o 16º posto, face ao 12º que registava há um ano, sob o comando do actual treinador do Braga, Sérgio Conceição.

Pontos: – 6
Classificação: -4 lugares
Vitórias: -3
Empates: +3
Derrotas: 0
Golos marcados: +1
Golos sofridos: +3
Treinador em 2013/14: Sérgio Conceição
Treinador em 2014/15: Paulo Sérgio

 

12º. Sporting CP (-6 pontos, -3 lugares) 

Sob a liderança de Leonardo Jardim, os “leões” ocupavam, no final da 12º jornada, o primeiro posto da classificação com 29 pontos (menos dois pontos que o líder da presente edição, o Benfica), facto que apesar de efémero motivou o justo reconhecimento mediático tendo em conta o passado recente. O Sporting de Marco Silva perdeu precisamente o mesmo número de jogos que o Sporting “líder” de Jardim mas mostrou-se até agora menos vencedor, trocando três vitórias (em 2013/14) por igual número de empates na presente edição. E se a permeabilidade defensiva leonina é o assunto mais debatido, a verdade é que apesar de sofrer mais golos (mais dois) é nos golos marcados (menos seis) que se percebe uma explicação mais plausível para os empates amealhados pelos “verde-e-brancos”, a equipa da Liga que mais empata, a par do Belenenses (cinco igualdades cada).

Pontos: – 6
Classificação: -3 lugares
Vitórias: -3
Empates: +3
Derrotas: 0
Golos marcados: -6
Golos sofridos: +2
Treinador em 2013/14: Leonardo Jardim
Treinador em 2014/15: Marco Silva

 

11º. Nacional (-5 pontos, -6 lugares) 

Os madeirenses entraram mal na Liga 2014/15 mas vão recuperando lentamente terreno, sendo a vitória por 3-0 no derby madeirense o sinal mais recente disso mesmo. Ainda assim os “nacionalistas” ocupavam o sexto lugar a um ponto do Gil Vicente na época passada enquanto se situam neste momento no décimo posto da classificação. Os homens de Manuel Machado acumulam mais três derrotas do que no ano passado mas a explicação não se encontra nos golos sofridos (sofreram aliás menos um na época em curso) mas sim na concretização: os insulares marcaram menos sete golos no mesmo número de partidas realizadas.

Pontos: -5
Classificação: -6 lugares
Vitórias: -1
Empates: -2
Derrotas: +3
Golos marcados: -7
Golos sofridos: -1
Treinador em 2013/14: Manuel Machado
Treinador em 2014/15: Manuel Machado