[vc_tta_tabs][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-line-chart” add_icon=”true” title=”Ratings” tab_id=”1465571624475-01e55dfc-58e2″]
GoalPoint-Liverpool-Arsenal-English-Premier-League-201718-Ratings
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_position=”right” i_icon_fontawesome=”fa fa-trophy” add_icon=”true” title=”MVP” tab_id=”1465571693503-4a0f9bf6-e654″]
GoalPoint-Liverpool-Arsenal-English-Premier-League-201718-MVP
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-futbol-o” add_icon=”true” title=”Stats” tab_id=”1465571672809-6f7d6717-7b04″]
GoalPoint-Liverpool-Arsenal-English-Premier-League-201718-90m
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][/vc_tta_tabs]

O Liverpool deu uma autêntica lição de bom futebol ao Arsenal, no jogo mais mediático da terceira jornada da Premier League inglesa. Os “reds” venceram por 4-0 em casa com uma naturalidade à prova de qualquer contestação. Agressividade, intensidade, bom posicionamento, transições rapidíssimas foram receita demasiado eficaz para um Arsenal lento, sem confiança nem fio de jogo. E mais poderiam ter sido marcados.

Roberto Firmino, Sadio Mané, Mohamed Salah e Daniel Sturridge fizeram os tentos numa goleada suportada pelos números. O Liverpool rematou 18 vezes e enquadrou dez dos seus disparos. Ao invés, o Arsenal não acertou uma única vez na baliza em oito tentativas. Os “reds” criaram ainda seis ocasiões flagrantes de golo para nenhuma do seu adversário.

Roberto Firmino foi o melhor em campo, com um GoalPoint Ratings de 7.3. Marcou um golo, o primeiro da partida, fez uma assistência em dois passes para finalização e teve sucesso nas suas quatro tentativas de drible. Mas Moahmed Salah ficou bem perto (a centésimas do mesmo rating), ele que marcou um golo, assistiu outro e enquadrou os cinco remates que contabilizou.

GoalPoint-T-shirts-2017-banner