O Atlético de Madrid foi a Liverpool eliminar o campeão europeu em título, num desfecho que terá surpreendido meia Europa. Isto a poucos dias do aniversário da noite em que tocou ao Liverpool chocar (talvez não toda) a Espanha, “chutando” o Barcelona fora da prova que viria a conquistar.

Clique para ampliar

Sendo verdade que os espanhóis entraram em Anfield a coberto de uma vantagem, esta era das magras (1-0), esperando-se um “cerco” inglês que se viria a confirmar. Os “reds” até empataram a eliminatória com toda a segunda parte por jogar (Wijnaldum, 43′), apertando cada vez mais o último reduto Atleti, à medida que os 90 minutos iam ficando mais próximos mas… do outro lado estava Oblak. O ex-Benfica foi adiando, no seu estilo inconfundível, as (muitas) investidas da turma de Klopp, atirando o jogo para o prolongamento.

No prolongamento Firmino parecia arrumar a questão a favor dos da casa (94′) mas depois apareceu… Marcos Llorente (lançado aos 56′) a marcar dois golos separados por apenas 167 segundos, o primeiro assistido por João Félix, aos 97′ e “petrificando” Anfield fora… e dentro do relvado, e prova disso foi o facto de Morata ainda ter entrado a tempo de “molhar a sopa” fazendo o terceiro tento espanhol aos 121′. Os dois finalistas da última edição da Champions, ambos ingleses (Liverpool e Tottenham) caiam assim nos 16 avos-de-final, em menos de 24 horas.

Clique para ampliar

[ As declarações de João Félix à Eleven Sports, no final da partida ]