Man City 🆚 Man United | Dérbi favorece “red devils” 👹

-

GoalPoint-Man-City-Man-Utd-English-Premier-League-202021-Ratings
Clique para ampliar

O grande dérbi de Manchester, entre City e United, caiu para o lado dos visitantes. Os “red devils” venceram por 2-0, golos marcados por Bruno Fernandes, de grande penalidade, logo no arranque da partida, e por Luke Shaw, no segundo tempo, de nada valendo aos comandados de Pep Guardiola o amplo domínio dos acontecimentos em quase todos os momentos do jogo, só ficando a perder na eficácia.

Este foi o primeiro jogo dos “citizens” esta época em casa sem golos marcados, e se em termos de luta pelo título, este não será, certamente, um desfecho que relança a discussão – as duas equipas continuam separadas por 11 pontos -, pelo menos mantém o interesse no topo da tabela.

Logo no primeiro ataque do United. Gabriel Jesus fez falta sobre Anthony Martial na grande área e o árbitro assinalou penálti. O português Bruno Fernandes (2′) não desperdiçou. Se ainda era cedo e nada fazia prever que o tento madrugador pudesse ser decisivo, a verdade é que permitiu aos visitantes recuarem no terreno e explorarem o contra-ataque.

E foi quase sempre assim ao longo dos 90 minutos: muito City no ataque, United sempre perigoso. Por isso, em cima do minuto 50, Luke Shaw acompanhou o ataque pela esquerda, recebeu a bola de Marcus Rashford e rematou cruzado e colocado para o 2-0.

Até final, o City pressionou no ataque, mas a defesa forasteira não claudicou e manteve o resultado inalterado. O United é a única equipa sem derrotas fora de portas esta época na Premier League.

[ Rúben Dias esteve em 4 das 5 nas principais ligações de passe do City ]

GoalPoint-Man-City-Man-Utd-English-Premier-League-202021-pass-network
Clique para ampliar

Bruno Fernandes 6.2 – O melhor elemento do United, mesmo tendo a sua equipa optado por defender mais do que atacar ao longo de todo o jogo. O português fez um golo, cinco passes progressivos valiosos e recuperou oito vezes a posse de bola.

Kevin De Bruyne 7.4 – O MVP da partida. O belga carregou a sua equipa “às costas” ao longo de todo o jogo, tendo sido um dos mais rematadores, com quatro disparos, e o maior fornecedor de ataque, não aproveitado pelos seus colegas de equipa (só Sterling falhou duas ocasiões flagrantes): foram oito passes para finalização, de longe o máximo do jogo, uma flagrante criada, 11 passes ofensivos valiosos, dois cruzamentos eficazes em sete, seis acções com bola na área contrária e dois dribles eficazes (100%), ambos no último terço.

 

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.