[vc_tta_tabs][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-line-chart” add_icon=”true” title=”Ratings” tab_id=”1465571624475-01e55dfc-58e2″]
GoalPoint-Man City-Arsenal-English-Premier-League-201718-Ratings
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_position=”right” i_icon_fontawesome=”fa fa-trophy” add_icon=”true” title=”MVP” tab_id=”1465571693503-4a0f9bf6-e654″]
GoalPoint-Man City-Arsenal-English-Premier-League-201718-MVP
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-futbol-o” add_icon=”true” title=”Stats” tab_id=”1465571672809-6f7d6717-7b04″]
GoalPoint-Man City-Arsenal-English-Premier-League-201718-90m
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][/vc_tta_tabs]

O Manchester City não desarma no topo da Premier League e este domingo recebeu e venceu o Arsenal por 3-1. Num jogo em que os donos da casa foram superiores, Kevin De Bruyne inaugurou o marcador aos 19 minutos, Sergio Agüero ampliou de penálti aos 50, enquanto Alexandre Lacazette reduziu aos 65. Gabriel Jesus, aos 74 minutos, fixou o resultado.

O domínio pertenceu quase sempre ao City, que terminou com 58% de posse de bola e melhor registo nos remates – nove, cinco deles enquadrados, contra seis dos “gunners”, três deles com boa direcção. Os “citizens” construíram também quatro ocasiões flagrantes, contra nenhuma dos londrinos.

Kevin De Bruyne abriu o activo e manteve a bitola durante todo o jogo, ao terminar como MVP da partida, com um GoalPoint Rating de 8.6. O belga rematou duas vezes, ambas enquadradas, fez dois passes para finalização, teve sucesso nas suas cinco tentativas de drible, ganhou 12 de 19 duelos e, para quem acha que o médio trabalha pouco, somou ainda cinco desarmes e três intercepções. O português Bernardo Silva entrou perto do fim, a tempo de tocar apenas três vezes na bola e acertar os seus três passes.

GoalPoint-T-shirts-2017-banner