GoalPoint-Man-City-Liverpool-English-Premier-League-201819-Ratings
Clique para ampliar
GoalPoint-Man-City-Liverpool-English-Premier-League-201819-MVP
Clique para ampliar
GoalPoint-Man-City-Liverpool-English-Premier-League-201819-90m
Clique para ampliar

O Manchester City venceu o grande jogo da 21ª jornada da Premier League. Na recepção ao líder Liverpool, os “citizens” triunfaram por 2-1, num jogo de grande intensidade e vertigem ofensiva e que caiu para o lado dos da casa, mas poderia ter favorecido os visitantes, face ao equilíbrio verificado. Com este desfecho, o City ficou a quatro pontos dos homens de Anfield.

Desde o apito inicial as duas equipas iniciaram uma “cavalgada” de futebol ofensivo, uma vertigem que não foi boa conselheira em termos de remates. No primeiro tempo registaram-se somente quatro disparos, dois enquadrados, distribuídos equitativamente pelas duas formações. A diferença assentou mais na posse de bola, com vantagem para o City (56%). A formação de Pep Guardiola marcou ainda na primeira parte, aos 40 minutos, por Sergio Aguero, e assim se chegou ao intervalo.

O ritmo do segundo tempo não abrandou e, com ele, mais dois golos. Primeiro para o Liverpool, aos 64 minutos, por Roberto Firmino, a concluir de cabeça após cruzamento de Andrew Robertson. Leroy Sané, aos 72 minutos, recolocou os “citizens” na frente, através de um remate cruzado. Um golo que impeliu o Liverpool para uma sufocante pressão ofensiva nos derradeiros minutos, com vários lances de perigo, mas sem resultados.

O melhor em campo foi Raheem Sterling. O avançado não marcou qualquer golo, mas esteve muito activo, com a sua velocidade a criar muitos problemas, tanto nas faixas, como no eixo central. O inglês terminou com um GoalPoint Rating de 6.7, com uma assistência em quatro passes para finalização e três dribles completos em nove tentativas.