[vc_tta_tabs][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-line-chart” add_icon=”true” title=”Ratings” tab_id=”1465571624475-01e55dfc-58e2″]
GoalPoint-Man City-Stoke-English-Premier-League-201718-Ratings
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_position=”right” i_icon_fontawesome=”fa fa-trophy” add_icon=”true” title=”MVP” tab_id=”1465571693503-4a0f9bf6-e654″]
GoalPoint-Man City-Stoke-English-Premier-League-201718-MVP
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-futbol-o” add_icon=”true” title=”Stats” tab_id=”1465571672809-6f7d6717-7b04″]
GoalPoint-Man City-Stoke-English-Premier-League-201718-90m
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][/vc_tta_tabs]

O Manchester City, de Pep Guardiola, isolou-se no comando da Premier League inglesa, mercê de uma exibição de luxo na recepção ao Stoke City. A equipa de Bernardo Silva e companhia venceu por concludentes 7-2, e o médio português foi autor de um dos golos (79′), o primeiro que marca ao serviço da formação britânica.

O internacional português terminou com um GoalPoint Rating de 6.0, com um golo no único remate que realizou nos 28 minutos que esteve em campo. Mas esta foi uma partida de algumas exibições individuais de relevo. O melhor em campo foi Gabriel Jesus, com 7.3, pois bisou nos dois remates que realizou e acertou os dois dribles que tentou. Porém, entre os comandados de Guardiola, nove registaram um rating igual ou superior a 6.0, e três superaram a marca dos 7.0. Kevin De Bruyne somou duas assistências, acertou os seus dois dribles e terminou com uma eficácia de passe de 88% – rating de 7.3, centésimas abaixo de Gabriel Jesus. Sterling marcou um golo em três remates e fez duas assistências em três passes para finalização – rating de 7.2.

Em termos colectivos só deu City. No total registou 20 remates, 11 enquadrados, impressionantes 79% de posse de bola, sete ocasiões flagrantes e uma média de 91% de eficácia de passe.

GoalPoint-T-shirts-2017-banner