[vc_tta_tabs][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-line-chart” add_icon=”true” title=”Ratings” tab_id=”1465571624475-01e55dfc-58e2″]

GoalPoint-Man Utd-Leicester-English-Premier-League-201718-Ratings_

[/vc_tta_section][vc_tta_section i_position=”right” i_icon_fontawesome=”fa fa-trophy” add_icon=”true” title=”MVP” tab_id=”1465571693503-4a0f9bf6-e654″]

GoalPoint-Man Utd-Leicester-English-Premier-League-201718-MVP_

[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-futbol-o” add_icon=”true” title=”Stats” tab_id=”1465571672809-6f7d6717-7b04″]

GoalPoint-Man Utd-Leicester-English-Premier-League-201718-90m_

[/vc_tta_section][/vc_tta_tabs]

O Manchester United somou o terceiro triunfo consecutivo na Premier League 17/18. Desta feita os “red devils” não golearam nem tiveram, sequer, vida facilitada. O Leicester foi um adversário fechado, rápido nas transições e só já bem dentro da segunda parte os homens da casa marcaram o golo que abriu caminho ao triunfo. Tudo porque José Mourinho foi mestre nas substituições.

O português caiu inicialmente no enredo de Shakespeare (Craig, o treinador do Leicester) e viu a sua equipa deparar-se com pouco ou nenhum espaço para construir os seus lances ofensivos. Excepções, foram poucas, uma delas aos 53 minutos, que deu um penálti batito por Lukaku, mas que Kasper Schmeichel defendeu. Tal permitiu ao guardião fazer algo que nem o seu pai conseguiu enquanto jogador do United em Old Trafford.

Velocidade faltava para romper a estrutura do Leicester e Mourinho lançou Marcus Rashford para o lugar de Mata, para… “matar” o jogo. E “matou” mesmo. O jovem atacante entrou aos 67 minutos e facturou três minutos volvidos. E aos 82 foi a vez de Fellaini desviar com o joelho (pareceu-nos quase sem querer) para o 2-0. O belga também havia entrado pouco antes, aos 72 minutos. Toque de Midas de Mourinho, a arrecadar mais três pontos.

No final, os números mostram claramente quem foi superior. Posse de bola de 69% para o United, 22 remates, sete enquadrados, três ocasiões flagrantes e Schmeichel, do Leicester, como melhor em campo, com um GoalPoint Rating de 7.2. Três jogos, três vitórias, dez golos marcados, zero sofridos para o adversário do SL Benfica na Liga dos Campeões.

GoalPoint-T-shirts-2017-banner