GoalPoint-Man Utd-Liverpool-English-Premier-League-201718-Ratings
Clique para ampliar
GoalPoint-Man Utd-Liverpool-English-Premier-League-201718-MVP
Clique para ampliar
GoalPoint-Man Utd-Liverpool-English-Premier-League-201718-90m
Clique para ampliar

O Manchester United, de José Mourinho, levou a melhor sobre o Liverpool, no “clássico” maior do futebol inglês, referente à 30ª jornada da Premier League, jogado em Old Trafford. Os “red devils” venceram por 2-1, graças a um bis de Marcus Rashford no primeiro tempo, sendo que Bailly, do United, fez autogolo no segundo tempo e reduziu para os visitantes. Mas este não foi um jogo tranquilo para o treinador português.

Este foi um encontro que penalizou, sobretudo a ineficácia ofensiva do Liverpool, que dominou o encontro, atacou e rematou mais, mas sempre sem a necessária qualidade. Os homens de Merseyside terminaram a partida com 68% de posse de bola, registaram 14 remates, contra apenas cinco dos comandados de Mourinho, mas enquadraram o mesmo número de disparos do seu adversário, dois. Esteve aí a grande diferença entre os dois conjuntos, na eficácia.

O jogador decisivo foi Rashford, com dois golos e um rating de 6.6, mas o melhor em campo foi Ashley Young. O lateral-esquerdo foi um dos grandes responsáveis pela menor qualidade do Liverpool em termos ofensivos, registando números defensivos de relevo. O seu GoalPoint Rating final de 7.1 assenta em nove recuperações de bola, nove duelos individuais ganhos (100%) e 15 acções defensivas, das quais seis desarmes.

GoalPoint-T-shirts-2017-banner