O Mundial 2018 perdeu uma das suas mais icónicas selecções. O Brasil caiu nos quartos-de-final, mercê de uma derrota por 2-1 ante a Bélgica – até aqui nada de novo. Se olharmos para a História, notamos que, nas quatro últimas edições da competição, desde 2006 (ou seja, desde que conquistou o ceptro mundial em 2002), a “canarinha” caiu sempre às mãos de selecções europeias.

GoalPoint-Facto-Dia-06-Jul-Brasil-Mundial-2018-infog
Clique para ampliar

Este é um padrão que deve preocupar a selecção sul-americana. A formação do “país do futebol” parece ter perdido o élan de superioridade, com as equipas nacionais do “velho continente”, e a sua disciplina táctica, a darem “água pela barba” ao talento puro dos brasileiros. Assim, França, Holanda, Alemanha e Bélgica são as selecções responsáveis pelas últimas quatro eliminações brasileiras em Mundiais. Resta saber quando esta “maldição” será quebrada.

Mas esta sexta-feira trouxe outros factos interessantes:

  • Fernandinho tornou-se apenas no segundo brasileiro a marcar um autogolo em Mundiais, após Marcelo ter feito o mesmo em 2014, ante a Croácia.

  • A Bélgica soma já 14 golos neste Campeonato do Mundo, o número mais alto que atingiu em qualquer edição da prova.
  • O Brasil ganhou apenas um jogo mundialista no qual esteve a perder por dois ou mais golos. Aconteceu no longínquo ano de 1938, ante a Suécia (venceu 4-2).

  • Romelu Lukaku esteve directamente envolvido em 20 golos nos últimos 13 jogos que fez pela Bélgica (17 golos, três assistências).

  • Philippe Coutinho esteve envolvido em 11 golos nos últimos dez embates pela “canarinha” e pelo Barcelona (oito golos e três assistências).

  • Com a derrota ante a França, o Uruguai não conseguiu ganhar nenhum dos 17 jogos no Mundial nos quais consentiu primeiro um golo (três empates e 14 derrotas. A última vez que conseguiu dar a volta a uma desvantagem inicial aconteceu precisamente ante a França, em 1966 (2-1).

  • A França nunca perdeu um jogo no qual Antoine Griezmann marcou (17 vitórias, dois empates).

Confira todos os ratings e análise do Brasil – Bélgica neste link!