Marítimo 🆚 Sporting | “Leão” chamuscado no Caldeirão

-

[vc_tta_tabs][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-line-chart” add_icon=”true” title=”GoalPoint Ratings” tab_id=”1465571624475-01e55dfc-58e2″]
GoalPoint-Maritimo-Sporting-LIGA-NOS-201617-Ratings
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_position=”right” i_icon_fontawesome=”fa fa-trophy” add_icon=”true” title=”Melhor em Campo ” tab_id=”1465571693503-4a0f9bf6-e654″]
GoalPoint-Maritimo-Sporting-LIGA-NOS-201617-MVP
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-futbol-o” add_icon=”true” title=”45m” tab_id=”1465571624614-ba177b16-4154″]
GoalPoint-Maritimo-Sporting-LIGA-NOS-201617-45m
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-futbol-o” add_icon=”true” title=”90m” tab_id=”1465571672809-6f7d6717-7b04″]
GoalPoint-Maritimo-Sporting-LIGA-NOS-201617-90m
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][/vc_tta_tabs]

O Sporting continua na senda dos maus resultados, ao empatar 2-2 na visita ao Marítimo. Um desfecho que deixa os “leões” a seis pontos do FC Porto e, caso o Benfica ganhe domingo, a dez da liderança da Liga NOS. Os insulares estiveram a ganhar por duas vezes, apesar do domínio leonino, mas a formação lisboeta conseguiu empatar nos dois únicos remates enquadrados que fez na partida.

Leia também: Adrien e William estão em sub-rendimento? A análise

O Jogo explicado em Números 📊

  • Arranque com Sporting “mandão”, com 73% de posse e um remate, mas o Marítimo fez o 1-0 no primeiro disparo à baliza, por Éber Bessa, na conversão de um livre directo.
  • Apesar do rude golpe, o Sporting reagiu e, por volta dos 20 minutos, mantinha cerca de 73% de posse, mas sem rematar, perante a ausência de espaços concedidos pelo Marítimo. Nesta fase, a surpresa do “onze” leonino, João Palhinha, acertara todos os 11 passes realizados e ganhara quatro dos seus cinco duelos.

  • Essa pressão deu frutos, com o inevitável Bas Dost a fazer o empate de cabeça aos 24 minutos, após cruzamento de Adrien Silva. E pouco depois da meia-hora foi a vez de Dyego Sousa rematar com estrondo à barra da baliza de Rui Patrício. Grande jogo de futebol, aberto e com lances de parada e resposta – dois remates para o Marítimo, três para o Sporting, um enquadrado para ambos.
  • Adivinhava-se o golo numa das balizas, e aconteceu para os insulares, por Raúl Silva, aos 33 minutos, de cabeça, após livre da esquerda de Ghazaryan.

  • Intervalo O Sporting bem reagiu ao golo inaugural, mas o Marítimo conseguiu mesmo ir para o descanso em vantagem por 2-1, apesar de os “leões” terem somado 65% de posse de bola nesta fase. Contudo, os insulares conseguiram rematar quatro vezes para três dos lisboetas e enquadrar três desses disparos. No GoalPoint Rating, destaque para Éber Bessa, com 6.5, graças ao golo que marcou e a uma primeira parte irrequieta. No Sporting o melhor foi mesmo Adrien Silva, com 6.3, autor da assistência para o golo de Dost e três passes para ocasião.

  • Os problemas do Sporting no ataque prosseguiram no arranque do segundo tempo. Nos primeiros 15 minutos, os “leões” conseguiram mesmo atingir os 66% de posse, mas sem um único remate, enquanto o Marítimo registou um (desenquadrado). Mas foi exactamente em cima da hora de jogo que o Sporting fez o primeiro remate da etapa complementar, e logo o 2-2, por Gelson Martins, assistência de Bruno César.
  • Jogo pobre em oportunidades, apesar do ritmo frenético. Aos 70 minutos o Sporting somava cinco passes para ocasião – três de Adrien, dois de Bruno César – o Marítimo três.
  • Pelos 80 minutos esperava-se um Sporting em busca da vitória, como os seus 65% de posse de bola sugerem, mas a verdade é que essa posse era, de certa forma, incipiente. O Marítimo tinha, nesta altura, três remates na segunda parte, enquanto os “leões” apenas registavam dois (um enquadrado, o do golo).

O Homem do Jogo 👑

Éber Bessa marcou o primeiro golo do jogo e liderou o GoalPoint Rating durante toda a partida desde essa altura, terminando com 6.6. O seu tento, aos oito minutos, foi mesmo o ponto alto da exibição do médio, que fez apenas um remate, teve uma eficácia de passe modesta (58%) e fez quatro controlos de bola deficientes. Fez, no entanto, duas intercepções e dois desarmes com sucesso.

Jogadores em foco 🔺🔻 

  • Adrien Silva 6.5 – Foi o melhor do Sporting na Madeira. O médio fez a assistência para o golo de Bas Dost, fez três passes para ocasião e três intercepções, e foi o mais lúcido dos comandados de Jorge Jesus.
  • Gelson Martins 6.4 – Não esteve inspirado no drible, com apenas um de sucesso em seis tentativas, mas fez três desarmes, oito recuperações e marcou o golo que salvou um ponto aos “leões”.
  • Bas Dost 6.4 – Fez mais uma vez o gosto ao pé (ou à cabeça), com o golo do 1-1, em dois remates realizados. Ganhou oito dos 14 duelos que disputou e seis dos oito aéreos, que são a sua imagem de marca.
  • Raúl Silva 6.4 – O central gosta de marcar golos e voltou a fazê-lo (o 2-2), mas destacou-se também a defender, com cinco intercepções, três desarmes e três alívios.
  • João Palhinha  5.2 – A estreia absoluta de Palhinha pela equipa principal do Sporting durou 63 minutos. Porém, o jovem teve uma prestação positiva, com 89% de passes certos, 11 duelos disputados, oito ganhos.

Resumo💻

Pedro Tudela
Pedro Tudela
Profissional freelancer com 19 anos de carreira no jornalismo desportivo, colaborou, entre outros media nacionais, com A Bola e o UEFA.com.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR