A vida de José Mourinho não está fácil. Mais um resultado surpreendente contra o Burnley (0-0 em casa), colocou os “red devils” no oitavo lugar da tabela e a oito pontos de distância dos rivais Manchester City, Liverpool e Arsenal.

Mas o resultado do jogo de ontem é bastante enganador. Se em outros jogos esta época o United não se mostrou efectivamente à altura, ontem o que não faltou foram oportunidades para desfazer o nulo. Ao todo foram 30 (leu bem, 30) as ocasiões criadas por jogadores do Manchester, algo que configura um novo recorde esta época ao nível das principais ligas da Europa e também competições europeias.

#EquipaAdversárioDataOcasiões criadasRes
1Man UtdBurnley (C)29/10/2016300-0
2PSVGroningen (C)28/08/2016290-0
3NapoliEmpoli (C)26/10/2016272-0
4SouthamptonBurnley (C)16/10/2016263-1
5FeyenoordExcelsior (C)27/08/2016254-1
10PortoEstoril (C)20/08/2016231-0

Fonte: GoalPoint.pt / Opta

Das 30 ocasiões criadas, oito foram obra de Juan Mata. Um número que também já tinha sido atingido por Alexis Sánchez e Jason Puncheon na Premier League, mas com a diferença que o espanhol fê-lo em apenas 73 minutos!

Mas há mais, das 30 ocasiões surgiram 37 remates, número que também é recorde a nível europeu, batendo assim o máximo estabelecido pelo Napoli há apenas três dias atrás. Quem mais rematou? Zlatan Ibrahimovic. Foram 12 disparos no total, e sim, adivinhou, bateu também um recorde da Premier League 16/17, que curiosamente já lhe pertencia e tinha sido estabelecido na derrota caseira contra os rivais do City.

O grande responsável pelo “azar” do United foi Tom Heaton. O guarda-redes do Burnley, que curiosamente foi formado nos “red devils”, fez 11 defesas, registido que já tinha conseguido esta época contra o Southampton, e confirmou-se assim como um dos guarda-redes em melhor forma nesta temporada.

#JogadorClubeDefesas / 90m% Remates enquadrados defendidos
1HeatonBurnley5.781%
2CordazCrotone5.372%
3StorariCagliari5.264%
4SchmeichelLeicester4.675%
5AdánBetis4.668%
21GottardiMarítimo4.080%