Mercado 14/15: Benfica, Porto e Sporting investiram 100 milhões

Após analisarmos números, nacionalidades e posições fazemos agora contas ao deve e haver dos "três grandes" neste mercado.

Sporting CP: O maior investimento das três últimas épocas mas longe dos rivais

 

Clique na infografia para ler em detalhe (foto: Bertrand/Shutterstock infografia: GoalPoint)
Clique na infografia para ler em detalhe (foto: Bertrand/Shutterstock infografia: GoalPoint)

Se compararmos o investimento leonino neste mercado (cerca de 18 milhões) com o dos seus rivais apenas confirmarmos a distância que separa os “leões” de Porto e Benfica na hora de medir a capacidade para investir, uma realidade que se manifesta há muitas épocas. No entanto, numa análise meramente centrada na realidade leonina, o mercado “verde-e-branco” neste defeso representa o maior investimento dos três últimos defesos e mais do que a duplicação da aposta realizada em 2013/14, sinal de que os “leões” procuraram preparar-se para uma época mais exigente dentro das suas possibilidades.

O balanço é aliás positivo pois, independentemente do carácter compulsivo de alguns negócios, o Sporting acabou por realizar cerca de 24 milhões de euros em transferências, o que lhe vale um balanço líquido de cerca de 5,8 milhões, superior ao rival Benfica. O balanço versus valor de mercado é aceitável (-3,2 milhões) tendo em conta que também o Sporting apostou maioritariamente em jogadores nos quais acredita vir a obter uma valorização progressiva, talvez em prejuízo de um rendimento imediato, desportivo e financeiro. Apesar de tudo o reforço leonino mais sonante e potencialmente influente no curto prazo veio por empréstimo: Luis Nani.

Os “leões” investiram em média 1,6 milhões de euros por reforço e utilizaram até agora apenas 36% dos reforços em jogos oficiais, embora sejam dos três clubes analisados aquele que menos jogos realizou, apenas três.

 

Leia também a análise GoalPoint das aquisições dos “três grandes” por posição no terreno e proveniência aqui.