Mercado: Que reforços para as equipas da Liga?

Todos os plantéis da Primeira Liga portuguesa têm lacunas e carecem de ajustes e o GoalPoint fez um diagnóstico a cada um, apresentando possíveis soluções.

O ano de 2015 começou e a janela de transferências de Janeiro abriu. Com ela chegam também as segundas oportunidades para muitas equipas, de forma a corrigir maus planeamentos de Verão, saídas de jogadores, lesões ou para aproveitar negócios e oportunidades imperdíveis.

O GoalPoint olhou atentamente para as equipas da Liga Portuguesa desde a primeira jornada e identificou lacunas que carecem de ser preenchidas nos 18 plantéis, em Janeiro, com jogadores que actuam a nível nacional ou internacional, tendo em conta possibilidades de aquisição a título definitivo ou mesmo empréstimos. Do primeiro ao último classificado, esta é a avaliação GoalPoint.

SL Benfica

Pedro Obiang, Sampdória
Pedro Obiang, Sampdória

Posição prioritária

Médio-defensivo: Desde a lesão de Fejsa que os “encarnados” carecem de um “trinco” que se imponha no meio-campo.
Perfil do reforço:
“Trinco” posicional e forte fisicamente, que entenda na perfeição os momentos do jogo e que seja muito forte na recuperação de bola.

Possíveis soluções

Pedro Obiang, 22 anos, Sampdória, 8 milhões de euros. Jovem jogador de nacionalidade espanhola que actua já há quatro épocas em Itália e é um médio-defensivo de excelente qualidade.
Danilo, 23 anos, Marítimo, 3 milhões de euros. Esta é uma alternativa interna, mas de extrema qualidade. Danilo tem feito uma época excelente na equipa madeirense, e sendo que foi formado no clube da Luz, seria sem dúvida um regresso em grande deste talentoso médio.

FC Porto

Matias Kranevitter, River Plate
Matias Kranevitter, River Plate

Posição prioritária

Médio-defensivo: Ter apenas Casemiro para esta posição é demasiado curto, é necessário ter mais uma alternativa credível que possa competir com Rúben Neves.
Perfil do reforço: “Trinco” que tenha como ponto forte a fase de construção baixa, assim como a recuperação defensiva, com boa disponibilidade física para ter uma área grande de actuação em campo.

Possíveis soluções

Matias Kranevitter,21 anos, River Plate, 2 milhões de euros. Uma das maiores promessas do momento do futebol argentino, “trinco” fortíssimo na recuperação de bola e que tem também na construção de jogo um ponto de forte, uma vez que joga sempre simples e limpo.
Sergi Samper, 19 anos, Barcelona B, empréstimo. Sendo Lopetegui um conhecedor nato do mercado espanhol, este jovem vindo de La Masia traria para aquela posição uma qualidade de passe e de visão de jogo muito boa.