Mesdames et Messieurs, Adli, Yacine Adli 🇫🇷

-

na Ligue 1 existem imensos talentos escondidos. Para os mais distraídos, Yacine Adli é um dos nomes que se encontram na forja e promete dar (ainda) mais que falar nos próximos tempos. No último fim-de-semana, o médio brilhou, foi um dos destaques do triunfo do Bordeaux diante do Nice de Rony Lopes e apresentou a seguinte folha de serviços: uma assistência, duas ocasiões flagrantes de golo criadas, sete passes para finalização, nove passes valiosos (eficazes e a menos de 25 metros da baliza), três acções defensivas no meio-campo contrário, bloqueou três passes do adversário e ainda recuperou a posse em dez situações. Uma prestação que lhe valeu um extraordinário GoalPoint Rating de 8.2.

A cumprir a segunda época completa no Girondins – chegou a meio da temporada 2018/19, proveniente do PSG, por €5M -, tem sido um dos esteios do emblema orientado por Jean-Louis Gasset, que ocupa o oitavo posto na classificação. E os números – sempre eles – ajudam a consubstanciar a valia das performances de Adli, que, até ao momento, é o sexto jogador na prova com mais passes para finalização (2,6, e possui a segunda média mais elevada se observarmos apenas os médios), ocupa o terceiro lugar no que concerne aos passes para finalização de bola corrida (1,9) e é, ainda, o quarto médio no que se relaciona com os dribles completos a cada 90 minutos – são 2,9, ou seja, 70% de eficácia.

GoalPoint-Yacine_Adli_2019_vs_Yacine_Adli_2020-infog
Clique para ampliar

Na temporada passada, com Paulo Sousa ao leme, o médio foi utilizado em 21 encontros (1022 minutos), marcou três golos, gizou três assistências, tendo acumulando, também, as seguintes médias: 1,3 tentativas de visar o alvo, 1,7 passes valiosos, 2,3 dribles realizados com sucesso, quase duas faltas sofridas a cada 90 minutos e 1,7 acções defensivas com a sua chancela realizadas no meio-campo dos opositores.

“É um jogador que ainda tem muito espaço para melhorar, mas é diferente dos outros. Tem um bom domínio do espaço e do tempo, é muito bom a jogar entre as linhas. Precisa de melhorar fisicamente, mas tem a capacidade de fazer a diferença. Se continuar assim, será um dos melhores jogadores do mundo”, observou Paulo Sousa, em declarações ao site da Ligue 1 quando ainda treinava o Bordeaux.

Natural da região de Vitry-sur-Seine, Adli cedo foi recrutado pelos olheiros do PSG, em 2013, quando dava os primeiros passos no US Villejuif. Foi crescendo, espalhando magia pelos escalões de formação do milionário clube parisiense, das selecções mais jovens de França – os pais são argelinos e já foi sondado para representar os actuais campeões africanos – e ainda actuou oito minutos frente ao Caen, tempo suficiente para lhe permitir ter no currículo, aos 17 anos, o título de campeão gaulês na época 2017/2018, sob o comando de Unai Emery. Porém, face à forte concorrência de nomes como Verratti, Matuidi, Giovani Lo Celson, Nkunku, Rabiot, Pastore, Di María, Draxler, Gonçaço Guedes, Neymar, Lucas Moura ou Cavani, apenas para citar os mais sonantes, acabou por ser vendido a 31 de Janeiro de 2019 por €5M, de acordo com o Transfermarkt.

[ Golo que Adli marcou em Novembro passado em casa do PSG… e não festejou ]

E como joga este craque na forja? Com 1,86 cm e 73 quilos, Yacine é um médio (quase) completo, que tanto joga em cunha com a ponta-de-lança, como partindo de qualquer uma das alas, preferencialmente a direita, de forma a poder fazer diagonais, explorando o espaço entrelinhas, e assim “dialogar” com os colegas de equipa em constantes combinações. E até cumpre a médio-centrou ou médio-defensivo. Por exemplo, na última ronda diante do Nice, onde voltou a brilhar, foi o médio descaído sobre a direita no 1x4x1x4x1. Em suma, é forte no drible, nos cruzamentos, nos passes no último terço, um especialista na marcação de bolas paradas e a tendência é que lapide algumas das lacunas, mormente a rapidez de processos e o jogo de cabeça.

Até à data, tem nas pernas 50 jogos oficiais com as cores do Girondins, quatro golos apontados e a certeza de que a aposta que o clube fez em Janeiro de 2019 foi mais do que acertada. Pelas selecções mais jovens gaulesas passou por todos os escalões desde os sub-16, tendo participado em 2017 nas fases finais do Europeu de sub-17 e do Mundial da mesma categoria.

Com contrato até 30 de Junho de 2023, promete ser um dos próximos craques a sair da fornada inesgotável “made in Ligue 1″…

Curiosidade:

Em Setembro de 2019, o Bordeaux venceu fora de portas o Amiens por 3-1 e Yacine Adli fez história, tornando-se no jogador mais jovem do clube – e o primeiro nascido neste milénio – a bisar num embate do campeonato francês, tinha na ocasião 19 anos, um mês e 27 dias.

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR