Messi ignora criança no Argentina – Bósnia

Um momento nada feliz do "astro" argentino, outrora tido como "o mais simpático".

As voltas que o mundo do futebol dá. Se há não muito tempo Cristiano Ronaldo era percebido como “arrogante” e pouco simpático, com Lionel Messi a assumir-se como supostamente o “filho que todas as mães queriam ter”, os últimos tempos têm revelado uma significativa inversão na imagem produzida pelos craques em questão, contribuíndo para isso os episódios que protagonizam. Enquanto Cristiano protagonizou, ainda recentemente, um momento de simpatia num treino de Portugal, Messi surge como figura central, pela negativa, no momento ilustrado no vídeo que publicamos e que antecedeu o Argentina 2 – Bósnia 1 no Brasil. A dimensão e importância do episódio é discutível, mas o que poucos discordarão é  a importância da imagem percebida por fãs, patrocinadores e adeptos em geral na definição (e manutenção) da dimensão que um jogador de topo atinge na actualidade, sobretudo em tudo o que extravaza aquilo que produz em campo.