Milan e LASK: os ratings dos próximos adversários UEFA

-

As duas equipas portuguesas que lutam por um lugar na fase de grupos da Liga Europa tiveram esta quinta-feira em acção e averbaram resultados positivos, que lhes permitiram apurar-se para o “play-off”. O Sporting recebeu e bateu o Aberdeen em Alvalade por 1-0, em eliminatória a um só jogo – tal como será a seguinte. O feito maior conseguiram os vilacondenses, que foram à Turquia empatar 1-1 com o Besiktas para depois eliminar o gigante de Istambul nas grandes penalidades (4-2).

A “fava” a tratar na próxima semana calhou precisamente ao Rio Ave. A equipa de Mário Silva vai ter pela frente nada menos que o poderoso Milan, de Zlatan Ibrahimovic, em jogo a realizar em casa. O Sporting, por seu turno, vai voltar a defrontar o LASK Linz, uma equipa que já o “leão” já sabe prometer dificuldades. Na primeira partida, em Alvalade, vitória por 2-1, graças a uma grande eficácia ofensiva, e no encontro de volta uma derrota por 3-0, que roubou o primeiro lugar aos lisboetas no seu grupo.

Na ronda de jogos que apurou italianos e austríacos, o Milan teve de sofrer para derrotar os noruegueses do Bodø/Glimt, por 3-2, enquanto o LASK esmagou os eslovacos do Dunajská Streda por 7-0. Ponto em comum nestes jogos, houve dois elementos que registaram GoalPoint Ratings de 10.0.

LASK promete (novamente) problemas

GoalPoint-LASK-Linz-DAC-Europa-League-QL-202021-Ratings
Clique para ampliar

A história da goleada do LASK limita-se precisamente aos golos e à exibição de Peter Michorl. O médio austríaco aproveitou as facilidades contrárias para construir uma exibição irrepreensível. Os números finais do encontro mostram uma grande quantidade de remates por parte dos homens da casa (28), bem como de enquadrados (13), com impressionantes 55 acções com bola na área contrária – valores que sustentam o resultado final. Mas Michorl foi bem mais do que acções ofensivas. Fez um golo, é certo, mas registou apenas dois remates (ambos enquadrados). Esteve foi imparável na construção, com duas assistências em sete passes para finalização, sete passes longos certos em 11 e três desarmes.

[ O resumo da goleada do próximo adversário do Sporting ]

Colectivamente, as 19 acções defensivas no meio-campo adversário fazem prever uma equipa de pressão – aliás, como o foi nos dois jogos com os “leões” na época passada. Uma vez que os adversários são de valor radicalmente oposto, certamente os austríacos não terão a mesma capacidade de “pressing” ante os portugueses, mas nunca “fiando”. Destaque para os 21 cruzamentos de bola corrida, 14 deles no segundo tempo – fase do jogo em que o desequilíbrio foi mais notório, e na qual o LASK fez cinco golos. A verdade é que, assente num 3-4-3 com algumas semelhanças ao do Sporting, esta é uma equipa muito rematadora. Já no embale com os “leões”, o LASK rematou sempre mais, nada menos que 22 vezes em Alvalade, 29 na Áustria. À atenção de Rúben Amorim.

Um Golias para o David de Vila do Conde

GoalPoint-AC-Milan-Bodo-Glimt-Europa-League-QL-202021-Ratings
Clique para ampliar

E agora, Rio Ave? A formação de Vila do Conde conseguiu algo que alguns duvidavam, que foi eliminar o Besiktas no terreno deste, nas grandes penalidades, após 1-1 no final do prolongamento. Conseguirá a equipa lusa um feito ainda maior no “play-off”? O adversário é “só” o colosso Milan, que é “só” o segundo clube com mais títulos de campeão da Europa, nada menos que sete. É certo que os “rossoneri” não são, neste momento, a equipa que assustava o mundo do futebol e que, para chegarem aqui, sofreram para afastar uma equipa norueguesa de pouco calibre, apesar do claro domínio demonstrado. Mas a qualidade está lá, e não é apenas em Zlatan. No 3-2 de quinta-feira, o turco Hakan Çalhanoğlu realizou uma exibição de grande nível, que lhe valeu um GoalPoint Rating de 10.0.

[ O resumo da vitória “rossonera” ]

Os números contam a história toda. Para além de ter participado em todos os golos da sua equipa – dois marcados, mais uma assistência -, fez três remates enquadrados em seis tentativas, criou duas ocasiões flagrantes, cinco passes para finalização, um passe de ruptura, sete passes ofensivos valiosos (i.e., passes eficazes a menos de 25 metros da baliza) e êxito total nas cinco tentativas de drible, três delas no último terço. E depois há Ibra.

É certo que já tem 38 anos, acusou positivo para a Covid-19 e poderá não chegar a defrontar a formação lusa, mas se o fizer, não será preciso grandes apresentações, e no arranque da Serie A italiana fez só dois golos ao Bolonha e arrancou um extraordinário rating de 8.2. É “como o vinho do Porto” e será, certamente, uma ameaça séria. Tal como será Rafael Leão.

GoalPoint-Italian-Serie-A-2018-Rafael-Leão-infog
Clique para ampliar

O jovem avançado português, ex-Sporting, está em fase de crescimento no Milan, ainda com muito espaço de progressão, mas na época passada já mostrou algumas das suas qualidades, com seis golos e uma assistência em 31 partidas, uma clara apetência pelo remate (2,8 por jogo), 2,0 passes para finalização e 2,5 dribles eficazes. Números que podem melhorar e que o Rio Ave terá, forçosamente, de tentar adiar que tal aconteça.

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR