[vc_tta_tabs][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-line-chart” add_icon=”true” title=”Ratings” tab_id=”1465571624475-01e55dfc-58e2″]
GoalPoint-AC Milan-Juventus-Italian-Serie-A-201718-Ratings
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_position=”right” i_icon_fontawesome=”fa fa-trophy” add_icon=”true” title=”MVP” tab_id=”1465571693503-4a0f9bf6-e654″]
GoalPoint-AC Milan-Juventus-Italian-Serie-A-201718-MVP
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-futbol-o” add_icon=”true” title=”Stats” tab_id=”1465571672809-6f7d6717-7b04″]
GoalPoint-AC Milan-Juventus-Italian-Serie-A-201718-90m
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][/vc_tta_tabs]

A Juventus disferiu um rude golpe nas já ténues esperanças do AC Milan, de André Silva, na luta pelo título italiano. Os actuais campeões da Serie A foram a San Siro vencer por 2-0, o que os colocou temporariamente na liderança da tabela com o Nápoles – que tinha nesta altura um jogo a menos. Os “rossoneri” mantiveram-se em oitavo, mas com o 13º posto à espreita…

A grande figura da partida foi o argentino Gonzalo Higuaín, autor dos dois tentos da “vecchia signora”, aos 23 e 63 minutos da partida. O argentino foi o desequilibrador, pois em termos colectivos, o Milan até teve mais bola (54% de posse), rematou mais (12 contra 9), enquadrou tantos disparos quanto os visitantes (4) e criou duas ocasiões flagrantes, contra nenhuma da Juve. Mas Higuaín, com dois golos nos dois únicos disparos que realizou, desequilibrou a balança e terminou com um GoalPoint Rating de 7.0.

O português André Silva entrou para jogar os últimos 16 minutos e pouco ou nada conseguiu acrescentar à equipa, com um rating final de 5.2, fruto de um passe para finalização, curiosamente na única entrega que fez (tocou duas vezes na bola).

GoalPoint-T-shirts-2017-banner