Mundial 2014: Mazic não calha bem

O sérvio é um talismã para os germânicos e um mau-olhado para os portugueses. Tinha mesmo de ser ele?

Para quem é supersticioso ou acredita em maldições, Milorad Mazic não vem nada a calhar como árbitro designado pela FIFA para a estreia de Portugal no Mundial com a Alemanha. Este senhor sérvio de 41 anos, administrador de empresas tal como Pedro Proença, não deixa boas recordações às equipas portuguesas. Comecemos pelo mais recente, pela final da Liga Europa perdida recentemente pelo Benfica. Mazic não esteve em campo mas foi o quarto árbitro do… alemão Felix Brych.

Os jogos de Milorad Mazic nas Competições Europeias 2013/14

DataCompetiçãoJogoFunção
14.Mai.2014Liga EuropaSevilha 0* - 0 Benfica
*vencedor por g.p.
Quarto árbitro
01.Mai.2014Liga EuropaValência 3 - 1 SevilhaÁrbitro
02.Abr.2014Champions LeaguePSG 3 - 1 ChelseaÁrbitro
10.Dez.2013Champions LeagueManchester Utd 1 - 0 Shaktar DonetskÁrbitro
06.Nov.2013Champions LeagueBarcelona 3 - 1 MilanÁrbitro
01.Out.2013Champions LeagueArsenal 2 - 0 NapoliÁrbitro
20.Ago.2013Champions LeagueO. Lyonnais 0 - 2 R. SociedadÁrbitro

Na época anterior, Mazic, cuja presença já foi requisitada na Roménia e no Qatar, também esteve num outro jogo do Benfica, mais concretamente na Turquia, na primeira mão da meia-final da Liga Europa. Claro está os “encarnados” perderam (1-0). O mesmo aconteceu com o Sp. Braga, na mesma temporada, em Old Trafford. Os minhotos saíram derrotados por 3-2 depois de estarem na frente com dois golos de vantagem.

E se quisermos ir um pouco mais longe nesta malapata de Mazic (apelido engraçado tendo em conta o panorama), também Mourinho, com o PSG em Paris, perdeu com o sérvio a apitar. Sobra o Nacional que empatou em casa com o Birmingham (0-0) no “play-off” de acesso à fase de grupos da Liga Europa em 2011/12. Menos mal.

A excepção que confirma a regra é a selecção portuguesa sub-19 que goleou, em 2010, a Geórgia fora de portas (3-0). Nessa equipa actuou de início William Carvalho.

Este é o cruzamento histórico de Mazic com Portugal. Com a Alemanha a linha é recta e sem sobressaltos. Três jogos de selecções (um da principal e dois da sub-17) e um jogo de Champions (Dortmund ante o Man. City). E, já adivinhou, os germânicos venceram sempre, como naquela frase de Gary Lineker; são 11 para 11 e no final vence a Alemanha. Com um sérvio a apitar, podia-se acrescentar.

Clique para conferir outros dados estatísticos de Milorad Mazic já publicados.

Que jogadores deverão na sua opinião ter maiores cuidados com um eventual critério mais apertado por parte do sérvio? Deixe-nos a sua opinião.