Portugal tem 5,4% de probabilidades de seguir em frente no Mundial

Pior só a Coreia do Sul, Japão e Honduras. O cálculo é do website de Nate Silver, um dos mais conceituados estatísticos norte-americanos.

A esperança é a última coisa a morrer, diz o célebre ditado. Mas mesmo que tal seja verdade manda a cautela preparar-lhe as exéquias, no que diz respeito às hipóteses matemáticas de Portugal prosseguir em frente neste Campeonato do Mundo. Quem o diz é Nate Silver, o proeminente estatístico americano que se celebrizou em 2008 por prever os resultados das eleições presidenciais americanas de 2008 com uma exactidão que pulverizou qualquer outra sondagem existente: Silver previu com acerto o vencedor em 49 dos 50 estados norte-americanos. Em 2012 melhoraria o cálculo e o desempenho, a acertar o vencedor de todos os estados a votos. Silver notabilizou-se também na área da estatística aplicada ao desporto, Sabermetrics, ao desenvolver um sistema de previsão da evolução do desempenho e carreira de jogadores de basebol (PECOTA). Pelo caminho o matemático de 36 anos foi ainda incluído na lista das 100 pessoas mais influentes do mundo pela Time, em 2009.

Segundo o modelo de Silver, que combina o desempenho individual e colectivo de jogadores e selecções presentes no Mundial, em mais de 10 mil simulações actualizadas após cada encontro ocorrido no Brasil, a selecção nacional tem apenas 5,4% de hipóteses de prosseguir para lá da fase de grupos, em segundo lugar, com os restantes 94,6% de “certeza” de eliminação a serem o quarto registo mais negativo entre as selecções que ainda não têm o seu destino traçado.

No que respeita ao desfecho do Grupo G, onde se inscreve Portugal, o estatístico americano atribuí 99,7% de probabilidades dos germânicos seguirem em frente (e 85,7% de conquistarem o primeiro lugar do grupo), seguidos dos Estados Unidos com 75,8% (mas apenas 14,3% de hipótese de terminarem em primeiro lugar).

Entre as selecções que segundo a previsão de Silver deveriam começar já a embalar o material de treino encontram-se, por ordem de “sentença”, as Honduras (98,1%), Coreia do Sul (97,9%), Japão (95,6%) seguidas da selecção nacional (com as referidas 94,6%). Logo a seguir surge o Irão (87,2%) e o Gana (80,9%).

Perante este cenário sobra apenas a indicação positiva, ainda que ténue, de que Portugal poderá despedir-se com uma vitória do Campeonato do Mundo, com Nate a dar 39% de probabilidades de triunfo a Portugal contra 33% da selecção africana.

Confira estas e outras previsões no site de Nate Silver, fivethirtyeight.com.

Ainda acredita no apuramento de Portugal? Que outras selecções prevê ficarem pelo caminho nos diversos grupos? Deixe-nos a sua opinião, obrigado.