Mundial: um “sonho” que vai dos sete aos 25,8 milhões de euros

O Mundial constitui uma das principais fontes de financiamento dos planos vindouros das Federações participantes. O valor dos prémios em disputa assim o comprova.

Um total de 576 milhões de dólares (425 milhões de euros, ao câmbio de 10 de Junho de 2014) será distribuído pela FIFA entre federações participantes no Mundial de 2014, clubes, programa de protecção de clubes e federação anfitriã. Do total de verbas anunciadas pela FIFA, que representa um aumento de 37% face ao Mundial de 2010, 70% (297 milhões de euros) serão distribuídos pelas federações participantes consoante a sua performance. Os restantes 30% (128 milhões de euros) são distribuídos pelos clubes com atletas representados (70 milhões de euros) pelo programa que segura eventuais lesões dos futebolistas perante os seus clubes (62 milhões de euros) e programa de apoio ao futebol brasileiro (15 milhões).

As selecções qualificadas recebem à partida um milhão e 100 mil euros de euros pelo apuramento para o Campeonato do Mundo de modo a fazer face aos custos de preparação, bem como uma verba adicional garantida de cinco milhões e novecentos mil euros caso fiquem pela fase de grupos do torneio. As federações eliminadas nos oitavos-de-final regressam a casa com seis milhões e seiscentos mil euros. O salto é mais significativo para as selecções eliminadas nos quartos-de-final, que recebem como prémio final cerca de 10,3 milhões de euros cada. O quarto classificado do torneio recebe 13,3 milhões de euros, com a terceira melhor selecção do torneio a recolher 14,7 milhões de euros pela sua participação. Chegados à final do Mundial, os finalistas repartirão entre si cerca de 44,3 milhões de euros, com o vice-campeão a ver a sua campanha compensada com 18 milhões de euros e o campeão do mundo a regressar do Brasil com quase 26 milhões de euros nos cofres.

Patamar de performancePrémio (Euro)
Verba de participação1.107.723 €
Fase de grupos5.907.856 €
Oitavos de final6.646.338 €
Quartos de final10.338.748 €
Quarto classificado13.292.676 €
Terceiro classificado14.769.640 €
Vice campeão mundial18.462.050 €
Campeão mundial25.846.870 €

Num mero exercício especulativo, tendo presente o que fez a selecção portuguesa na África do Sul, a Federação Portuguesa de Futebol encaixaria cerca de oito milhões de euros caso repetisse esse desempenho, por muitos apontado como sendo o exigível. Já se tivermos em linha de conta o quarto lugar conseguido no Mundial da Alemanha de 2006 como objectivo atingível, a FPF embolsaria 14,4 milhões de euros.

Fonte: FIFA, Forbes

Concorda com o modelo de distribuição de prémios implementado pela FIFA? Até onde considera que Portugal poderá chegar? Que prioridades devia a FPF implementar com os proveitos dessa participação? Dê-nos a sua opinião.