A recente chamada de Nélson Oliveira à selecção nacional surpreendeu muita gente. O último jogo do ponta-de-lança com as “quinas” ao peito tinha sido há quase dois anos, contra o Luxemburgo, quando Nélson ainda jogava no Nottingham Forest. Desde aí, muito devido ao aparecimento de André Silva, o ex-jogador do Benfica não voltou a ser chamado.

Por isso foi, com algum espanto, que se assistiu ao regresso de Nélson, mas essa surpresa durou só até uma melhor análise aos seus números no Championship. Aos 26 anos, aquele que foi considerado o segundo melhor jogador do Mundial de Sub-20 em 2011 está a ter um excelente começo de temporada, e o jogo de ontem contra as Ilhas Faroé só veio confirmar isso mesmo.

Apesar de só ter sido titular em duas das cinco primeiras jornadas, Nélson Oliveira já soma três golos (um a cada 80 minutos) e tem o segundo melhor GoalPoint Rating (6.34) entre os pontas-de-lança do segundo escalão inglês. Porquê? Basta atentar à tabela seguinte.

VairávelMédia/90mRanking (pontas-de-lança)
GoalPoint Rating6.34#2
Remates5,3#2
Remates enquadrados2,3#1
Remates fora da área1,5#1
Passes para finalização0,4#32
Eficácia de passe (último terço)81%#3
Dribles eficazes2,3#2
Faltas sofridas (último terço)1,9#1
Mínimo de 225 minutos jogados no Championship 2017/2018

 

Nélson lidera, ou tem presença no “top 3”, em diversas variáveis importantes, o que vem dar razão à oportunidade que lhe foi dada por Fernando Santos.

Como se não bastasse, o seu desempenho no Bessa veio confirmar a amostra apresentada nos relvados ingleses. Com o número 17 nas costas, o ponta-de-lança entrou a nove minutos do fim e superou a performance de André Silva em quase tudo.

GoalPoint-Portugal-Faroe-H2h-Andre-Silva-Nelson-Oliveira-1-infog
Clique para ampliar

Não sabemos se será o suficiente para Fernando Santos considerar a hipótese de lhe dar a titularidade contra a Hungria, mas uma coisa é certa: o regresso do “melhor Nélson” só pode ser uma boa notícia para a selecção nacional.