A Alemanha vai de mal a pior em termos de resultados da sua selecção, e a pergunta é pertinente. Após a eliminação na fase de grupos do Mundial 2018, a “mannschaft” está agora em risco de cair para a segunda divisão da Liga das Nações, uma vez que é última classificada no Grupo 1. No rescaldo da derrota por 3-0 na visita à Holanda, o lendário Lothar Matthaüs sugeriu mesmo que Joachim Löw deveria afastar o titularíssimo Manuel Neuer e apostar em Marc-André ter Stegen para a baliza germânica.

Ora nem de propósito, este fim-de-semana o Barcelona ganhou 4-2 ao Sevilha, em Camp Nou, e Ter Stegen realizou um punhado de defesas espantosas, que mantiveram o Barcelona no comando da partida. Paradas que pode ver, ou rever, no tweet abaixo.

Já as digeriu bem? Certamente que não são quatro intervenções de vulto num só jogo que devem definir a qualidade da época de um guardião ou se este deve, ou não, assumir a titularidade numa equipa, muito menos de uma selecção nacional. Porém, estas intervenções não foram lances esporádicos numa época normal, pois Ter Stegen tem estado numa grande forma. Por isso, nada melhor do que olhar para alguns números do guardião do Barcelona em comparação com os do Bayern de Munique, Manuel Neuer, para o ajudar a formar a sua própria opinião sob a questão lançada por Matthäus.

Os argumentos serão certamente muitos, desde o facto de alguns considerarem ainda Neuer como o melhor do Mundo na sua posição, até à ideia de que a longa paragem do jogador dos bávaros levará, obrigatoriamente, a que este precise de algum tempo até atingir o seu melhor nível. Porém, há também dados que favorecem os defensores de Ter Stegen.

GoalPoint-Manuel_Neuer_2018_vs_Marc-André_ter_Stegen_2018-infog
Clique para ampliar

Para além das 24 defesas contra as 11 de Neuer, o guarda-redes do Barcelona apresenta uma eficácia bem superior de remates defendidos, no total, e travados quando os disparos acontecem dentro da sua grande área. Se as saídas pelo ar a soco e pelo solo não traduzem uma grande diferença entre ambos os jogadores (os dois apresentam 100% de eficácia e Ter Stegen até se saiu pouco da baliza, por contingências dos jogos do Barça), já a percentagem de defesas seguras e aos ângulos apontam para uma melhor qualidade global de Neuer até ao momento, embora, no geral, o rating de Ter Stegen o favoreça.

Seja qual for a opção, certo é que a Alemanha não tem falta de qualidade para a baliza. Joachim Löw terá em Neuer e Ter Stegen dois nomes que dão garantias para a baliza.