GoalPoint-Nigeria-Argentina-WC2018-Ratings
Clique para ampliar
GoalPoint-Nigeria-Argentina-WC2018-MVP
Clique para ampliar
GoalPoint-Nigeria-Argentina-WC2018-90m
Clique para ampliar

A Argentina garantiu a passagem aos oitavos-de-final do Mundial 2018 de forma dramática. Num jogo intenso e muito disputado com a Nigéria, a formação sul-americana esteve melhor do que nos anteriores encontros, com especial destaque para Lionel Messi, que fez o primeiro golo. Os africanos reagiram, empataram, a só perto do fim Marcos Rojo fez o 2-1 decisivo. Segue-se a França no caminho da “albiceleste”, no próximo sábado, às 15h00.

A formação das Pampas surgiu transfigurada, mais solta, em especial Lionel Messi, a arrancar da direita, mas com grande liberdade de movimentos e a encostar em Gonzalo Higuaín, ao contrário das tarefas rígidas de organização nos dois encontros anteriores. E, quando é assim, “La Pulga” decide, e decidiu aos 14 minutos, quando recebeu um passe de Éver banega para as costas da defesa nigeriana e rematou cruzado, para um grande golo. E antes do intervalo, Messi acertou no poste, na cobrança de um livre directo.

Mais Argentina na primeira parte, com domínio de posse de bola, intensidade, remates e muito perigo junto da baliza nigeriana. O melhor ao descanso era, naturalmente, Leo Messi, com um rating de 7.5, fruto de um golo em dois remates, uma ocasião flagrante criada em dois passes para finalização, dois dribles eficazes em três.

Mas a Nigéria regressou para o segundo tempo com outra atitude e chegou ao empate logo aos 51 minutos, numa grande penalidade convertida por Victor Moses, após o árbitro assinalar falta de Javier Mascherano sobre Leon Balogun. Com este resultado, a Nigéria estava apurada. Contudo a Argentina partiu para o ataque total, a maior parte das vezes sem grande clarividência, mas acabou mesmo por fazer o 2-1, aos 86 minutos, com Marcos Rojo a subir à área para rematar de primeira de pé direito, após cruzamento letal de Gabriel Mercado da direita.

A Argentina estava apurada de forma dramática para os oitavos-de-final, fruto do empate da Islândia com a Croácia, e Messi, apesar de não ter feito um jogo extraordinário, voltou a ser o mais esclarecido em campo, terminando com um GoalPoint Rating de 7.9, pelo golo, por uma ocasião flagrante criada em dois passes para finalização, pelas 92 acções com bola e os sete dribles eficazes em nove tentativas.

GPR-contest-World-Cup-2018-leaderboard-1