Cristiano Ronaldo é o “bola de ouro” em título. Lionel Messi já o foi e é, normalmente, o grande candidato a recuperar o título. Neymar surge à espreita, procurando ultrapassar os dois “Adamastores” da última década do futebol mundial.

Posto isto, e sem prejuízo de outras figuras que certamente aproveitarão o Rússia 2018 para se afirmar, faz todo o sentido acompanharmos e compararmos o desempenho dos três “gigantes” ao longo do torneio. É o que nos propomos fazer neste artigo residente, jornada a jornada, e dando também uma perspectiva acumulada do seu desempenho. Vamos a isto.

1ª Jornada: Vantagem REInaldo 👑

 

Ronaldo, três vezes Ronaldo. A idade já o dista do jogador que outrora vinha buscar a bola onde fosse preciso e enchia o campo, dando lugar a um Cristiano sobretudo matador, mas frente a Espanha, a figura de Portugal mostrou um pouco do jogador completo que já foi, levando jogo, cobrando lances de bola parada decisivos e fazendo o que poucos fazem: um “hat-trick”, apenas o 51º em Mundiais e já o 51º da sua carreira. Tivesse somado mais alguns remates e obtido quiçá dois dos seus golos de outra forma e atingiria um 10.0 que, no entanto, não seria o primeiro da sua carreira.

Já Messi e Neymar defraudaram as expectativas no primeiro desafio de Argentina e Brasil, respectivamente. Mas nem por isso deixaram de ser os melhores em campo, estatisticamente, o que causou enorme polémica, sobretudo nos menos atentos ao epicentro do nosso trabalho: o que os jogadores realmente produzem em campo. O caso de Messi fica sobretudo manchado pelo falhanço de uma grande penalidade (bem defendida), num jogo em que terminou com 116 acções com bola, 11 remates, dos quais apenas três foram desenquadrados, e nove dribles bem sucedidos. Números “enormes” para um jogador normal.

Neymar ainda surpreendeu mais, pelo que desapareceu e como reapareceu, quando já todos o haviam sentenciado. Aos 70 minutos já todos (inclusive nós) se tinham convencido de que tinha feito um jogo banal. Registava 5.8. Até que decidiu liderar a carga final à baliza de Sommer, terminando a partida liderando em remates enquadrados, passes para finalização, dribles eficazes e até somando um registo de faltas (10) que já não se via em Mundiais desde 1998. Qualquer outro jogador teria recebido rasgados elogios por estes números, mas de Neymar espera-se sempre mais do que de qualquer outro.

Ronaldo é o grande vencedor do primeiro round, sobretudo tendo em conta que o seu 9.1 foi obtido frente à candidata Espanha.

Eis mais alguns números acumulados dos três “astros”, neste Mundial:

[vc_table vc_table_theme=”simple”][c#ffffff;bg#000000]Mundial%202018%20(ap%C3%B3s%20J1),[c#ffffff;bg#93280d;align-center]Ronaldo,[c#000000;bg#1ebec9;align-center]Messi,[c#000000;bg#eddc21;align-center]Neymar|Ac%C3%A7%C3%B5es%20com%20bola,[align-center]52,[align-center;b]115,[align-center]79|Golos,[align-center;b]3,[align-center]-,[align-center]-|Assist%C3%AAncias,[align-center]-,[align-center]-,[align-center]-|Remates,[align-center]4,[align-center;b]11,[align-center]4|Remates%20enquadrados,[align-center;b]3,[align-center;b]3,[align-center]2|%25%20Remates%20convertidos,[align-center;b]75%25,[align-center]0%25,[align-center]0%25|Ocasi%C3%B5es%20flagrantes%20criadas,[align-center]-,[align-center]-,[align-center]1|Passes%20p%2F%20finaliza%C3%A7%C3%A3o,[align-center]1,[align-center]3,[align-center;b]4|Passes%20p%2F%20finaliza%C3%A7%C3%A3o%20na%20%C3%A1rea,[align-center]-,[align-center]2,[align-center;b]4|Tentativas%20de%20passe,[align-center]36,[align-center;b]71,[align-center]37|%25%20passes%20eficazes,[align-center;b]94.4%25,[align-center]84.5%25,[align-center]86.5%25|Tentativas%20de%20drible,[align-center]1,[align-center;b]13,[align-center]11|Dribles%20eficazes,[align-center]-,[align-center;b]9,[align-center]5|%25%20Dribles%20eficazes,[align-center]0.0%25,[align-center;b]69.2%25,[align-center]45.5%25|Duelos%20a%C3%A9reos%20ofensivos,[align-center;b]7,[align-center]-,[align-center]1|%25%20Duelos%20a%C3%A9reos%20of.%20ganhos,[align-center;b]71.4%25,[align-center]-,[align-center]100%25|Foras-de-jogo,[align-center]-,[align-center]-,[align-center]1|Perdas%20de%20posse,[align-center;b]7,[align-center]26,[align-center]22|Desarmes,[align-center]-,[align-center]1,[align-center;b]2|Recupera%C3%A7%C3%B5es%20de%20posse,[align-center]4,[align-center;b]6,[align-center]3|Faltas%20cometidas,[align-center]1,[align-center]1,[align-center;b]-|Faltas%20sofridas,[align-center]4,[align-center]4,[align-center;b]10[/vc_table]

Fonte: GoalPoint / Opta, Mundial 2018