Mundial | O “onze” da 1ª jornada da fase de grupos 🌍

-

a primeira jornada da fase de grupos do Campeonato do Mundo chegou ao fim. Com ela alguns resultados surpreendentes, e outros em que os considerados favoritos até ganharam, mas sofreram bastante para conseguirem os três pontos, perante adversários menos cotados. Nestes 16 embates registaram-se algumas exibições de grande nível, sendo que uma agradou-nos sobremaneira, por todas as razões.

Uma das selecções em melhor momento é a anfitriã. A Rússia “atropelou” a Arábia Saudita, com uma exibição de grande qualidade que contribuiu para a presença de quatro jogadores russos no nosso primeiro “onze” do Mundial 2018, referente à primeira jornada da fase de grupos, com base nos nossos GoalPoint Ratings. Tirando a Rússia, apenas o México coloca mais do que um nome na nossa “selecção”.

Confira os 11 jogadores que melhores desempenhos tiveram até ao momento e os detalhes das exibições que contribuíram para esta distinção.

GoalPoint-Onze-GoalPoint-Mundial-2018-Jornada-1-infog
Clique para ampliar

  • Guillermo Ochoa (México) 7.8 – Naquela que foi a grande surpresa do Mundial até ao momento, o guarda-redes do México esteve em grande nível, ao travar as investidas da Alemanha. O guardião realizou nada menos que nove defesas, o máximo da primeira ronda de jogos.
  • Kieran Trippier (Inglaterra) 7.1 – O lateral-direito esteve no melhor que a Inglaterra produziu ante a Tunísia. Quando teve espaço foi fundamental a servir os velozes avançados britânicos, terminando com seis passes para finalização, e ainda teve sucesso nas suas três tentativas de drible.
  • José Giménez (Uruguai) 9.7 – O melhor jogador desta primeira jornada, facto que provoca muita discussão… até percebermos os números à luz da posição que ocupa. No complicado jogo ante o Egipto, o central uruguaio não só fez o golo decisivo ao cair do pano, como registou 91 acções com bola (números de médio e dos que mandam no jogo), ganhou três de quatro duelos aéreos defensivos, recuperou a bola 11 vezes e ainda registou impressionantes 21 acções defensivas, nove delas intercepções – o máximo da ronda. Um autêntico “Robocop” a central.

  • Andreas Granqvist (Suécia) 7.9 – A complicada vitória sueca sobre a Coreia do Sul teve um responsável máximo, o central Granqvist. Não só registou oito acções defensivas e somou 88 acções com bola (máximo do jogo), como ainda subiu no terreno para realizar três passes para finalização, criar uma ocasião flagrante e marcar o golo solitário da partida, de penálti.
  • Jesus Gallardo (México) 7.7 – Belíssima partida de Gallardo ante a Alemanha. O lateral terminou com números de grande nível, nomeadamente na retaguarda, com 23 acções defensivas, entre elas oito intercepções e sete alívios. Mas também esteve bem a atacar, com três dribles completos em quatro.

  • Yury Gazinsky (Rússia) 7.2 – A Rússia tem estado imperial neste Mundial, pelo que não espanta a quantidade de jogadores da selecção anfitriã nesta equipa. O médio-defensivo esteve intransponível ante a Arábia Saudita, em especial pelas dez recuperações de posse. E ainda marcou um golo.
  • Roman Zobnin (Rússia) 7.5 – Mais um médio-defensivo russo a entrar nesta equipa. Para além dos seis desarmes que realizou e das oito recuperações de posse, o jogador do Spartak de Moscovo ainda fez uma assistência para golo, em dois passes para finalização.
  • Aleksandr Golovin (Rússia) 9.0 – Extraordinária exibição de Golovin no arranque da prova. O jogador do CSKA de Moscovo, aposta GoalPoint para este Mundial, fez um golo, duas assistências em cinco passes para finalização e ainda recuperou nove vezes a posse de bola.
  • Dries Mertens (Bélgica) 7.8 – Os “diabos vermelhos” demoraram a impor o seu jogo ante o Panamá, mas Mertens tirou um “coelho da cartola” no arranque da segunda parte, um golo extraordinário que abriu caminho a uma vitória fácil. E ainda registou quatro remates, dois deles enquadrados.
  • Denis Cheryshev (Rússia) 9.3 – O jogador russo arrisca-se a ser uma das grandes figuras deste Mundial. Até começou o jogo inaugural no banco, mas a lesão de Alan Dzagoyev aos 22 minutos abriu-lhe as portas da equipa. A resposta foram dois golos em quatro remates, três deles enquadrados, e três dribles completos em quatro tentativas. E já entrou para a História dos Mundiais.
  • Cristiano Ronaldo (Portugal) 9.1 – Já faltam adjectivos para descrever o capitão da selecção campeã da Europa. Frente à poderosa Espanha, equipa à qual nunca havia marcado, CR7 arrancou uma exibição portentosa, coroada com três golos nos três remates que fez enquadrados (em quatro tentativas). E ainda registou uma eficácia de passe de 94% e ganhou cinco de sete duelos aéreos. Com este feito, Ronaldo fixou mais um recorde histórico no futebol mundial.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta primeira jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-1-WC2018-infog
Clique para ampliar

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro do Mundial 2018! Pode também encontrar todo o histórico da prova neste “link”.

Mundial 2018 J1STATGPRMVP
5-0
0-1
0-1
3-3
2-1
1-1
0-1
2-0
0-1
0-1
1-1
1-0
3-0
1-2
1-2
1-2

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR