TotoRating BannerApós mais uma pausa para compromissos de selecções e para jogos da Taça de Portugal, a Liga NOS regressou, com a 12ª jornada. No topo mais ou menos tudo na mesma, com Benfica e FC Porto a vencerem os seus jogos caseiros. As “águias” golearam o Marítimo por 4-0, enquanto os “dragões” tiveram de lutar um pouco mais para derrotar o Paços de Ferreira por 2-0. Logo abaixo é que aconteceram os resultados mais inesperados.

Terceiro e quarto classificados, Famalicão e Sporting, respectivamente, perderam os seus jogos, o primeiro em casa do Portimonenses por 2-1, e o “leão” por 3-1 no Minho, na visita ao Gil Vicente. Resultados que afastaram as duas formações do topo e aproximaram Boavista e Sporting de Braga, que estão cada vez mais perto da luta pelos quatro primeiros lugares.

Estes desfechos tiveram impacto no “onze” da 12ª jornada, com base nos GoalPoint Ratings. Os “axadrezados” são uma de quatro equipas a colocarem dois nomes nesta equipa semanal, acompanhando Porto, Sporting de Braga e Benfica neste feito. Isto numa ronda em que temos apenas um repetente em relação à 11ª ronda, mas em contraponto registam-se oito estreias esta temporada nestas andanças, incluindo todo o sector defensivo.

Vamos aos craques.

GoalPoint-Onze-jornada-12-Liga-NOS-201920-infog
Clique para ampliar

Agustín Marchesín (Porto) 6.7O triunfo portista foi tudo menos fácil, pois o Paços deu muita luta no Dragão e até criou alguns lances complicados para o guardião portista, em especial na primeira parte. Marchesín terminou o jogo com quatro defesas, duas delas a remates na sua grande área, e mereceu o lugar de estreia nos “onzes” GoalPoint.

Riccieli Júnior (Famalicão) 7.4 – O surpreendente Famalicão desta vez não manteve as expectativas, apesar de ter dominado o jogo no Algarve e criado situações de golo. A derrota por 2-1 em Portimão não mancha a exibição de um dos defesas do “Fama”, Riccieli Júnior, que acabou por ser o melhor em campo pelo que fez defensivamente. No total fez oito desarmes, máximo da ronda, duas intercepções, ganhou quatro de cinco duelos aéreos defensivos e somou nove passes progressivos certos. Uma bela estreia.

Lucas Possignolo (Portimonense) 7.2 – Do outro lado esteve o central Lucas Possignolo. O brasileiro registou o segundo rating mais elevado da partida, uma vez que marcou um dos golos dos algarvios, e ainda esteve sólido a defender, com um registo de seis alívios.

Neris (Boavista) 6.7 – Em grande forma está o Boavista, que foi ganhar aos Açores e já está no quinto posto. Um dos responsáveis pelo triunfo por 2-1 foi o central Neris. Para além de ter apontado um dos golos da equipa de Lito Vidigal, ganhou ainda dois dos três duelos aéreos defensivos em que participou e registou 12 alívios, máximo da jornada.

Carraça (Boavista) 7.9 – O último dos estreantes do sector mais recuado. Tal como Neris, Carraça foi fundamental na vitória das “panteras” nos Açores e foi mesmo o melhor em campo. O lateral esteve muito activo em todo o corredor esquerdo, tendo feito um golo em quatro remates (dois enquadrados), e ainda somou oito acções defensivas.

João Palhinha (Sp. Braga) 7.2 – Ainda na senda dos estreantes surge o “trinco” do Braga. João palhinha voltou a exibir-se a grande nível, como tem feito regularmente esta temporada, sendo fundamental na vitória sobre o rio Ave. Para além da segurança no passe – 44 completos em 49 -, o médio somou oito recuperações de posse e 13 acções defensivas, incluindo oito desarmes.

Mamadou Loum (Porto) 8.6 – Grande jogo do senegalês, que cada vez mais surge como valor seguro na equipa de Sérgio Conceição e estreia-se nos “onzes”. Loum foi de longe o melhor em campo no Dragão ante o Paços, tendo marcado um golo em quatro remates (dois enquadrados), completado três de quatro tentativas de drible e ganho os cinco duelos aéreos em que participou, quatro deles defensivos.

Pizzi (Benfica) 7.5A vitória folgada do Benfica sobre o Marítimo começou a ser desenhada por Pizzi, que abriu o activo e chegou aos nove golos na Liga. Mais à frente fez uma assistência para golo, criou duas ocasiões flagrantes em três passes para finalização e registou oito recuperações de posse. Está em grande forma e é o único repetente em relação à jornada passada.

Ricardo Horta (Sp. Braga) 7.3 – Os minhotos conseguiram superar algum desgaste físico em consequência da noite europeia com o Wolverhampton, vencendo na recepção ao Rio Ave com uma prestação segura. Ricardo Horta foi o melhor em campo, mercê do golo que marcou em três remates (dois enquadrados), mas também devido aos dois passes para finalização que realizou.

Mehrdad Mohammadi (Desp. Aves) 7.4 – A formação avense prossegue a sua travessia no deserto, tendo registado mais uma derrota, mas vendeu-a cara na visita ao Moreirense, tendo saído com um resultado de 3-2 apesar de ter jogado grande parte do encontro reduzido a dez elementos. O avançado iraniano foi mesmo o melhor em campo, ele que fez um golo em quatro remates, acertou uma vez nos ferros e criou duas ocasiões flagrantes, para além de ter realizado quatro desarmes.

Carlos Vinícius (Benfica) 9.2E finalmente chegamos à grande figura da jornada. Carlos Vinícius fez, para uns três golos, para outros dois, mas numa coisa todos estão de acordo: o brasileiro somou mais uma grande exibição, solidificando uma influência ofensiva crescente nos “encarnados” e uma cadência goleadora pouco vista neste momento em toda a Europa. Para lá dos golos o avançado fez ainda uma assistência (em duas ocasiões flagrantes criadas), quatro remates, três enquadrados.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-12-Liga-NOS-201920-infog
Clique para ampliar

São estes os melhores da 12ª jornada da Liga NOS 19/20, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J12STATGPRMVP
1-2


3-2



4-0
2-1
0-1



1-1



3-1
2-0



2-0