as festividades natalícias atrasaram mas não impediram mais um “onze” semanal GoalPoint, o último de 2018, e logo após uma semana em que a goleada do Benfica sobre o Sporting de Braga e a primeira derrota dos “leões” na era Keizer provocaram finalmente alterações no topo da classificação, após várias semanas de estabilidade.

Retomando o embate da jornada, poucos apostariam num desfecho tão desequilibrado do jogo grande entre “águias” e bracarenses. A goleada por 6-2 não devolveu ratings históricos, talvez porque mais do que produzir muito, os “encarnados” foram sobretudo extremamente eficazes nos momentos em que a isso foram chamados. Também por isso mais do que por ter havido uma “estrela do encontro” o Benfica coloca nada menos do que três “águias” bem cotadas na equipa da jornada, sendo assim o emblema mais representado, seguido pelos surpreendentes Belenenses e Santa Clara (dois jogadores cada), que não só venceram como ocupam agora o 6ª e o 8º lugares da Liga, prolongando a boa época que vêm fazendo.

Clique para ampliar

 

Serginho (Santa Clara) 7.2 – O experiente guardião foi uma das figuras centrais na vitória do Santa Clara em Setúbal, ao não só travar quatro remates (todos já dentro da sua área) como também ao entregar com sucesso nove passes longos aos seus colegas.

André Almeida (Benfica) 7.3 – O lateral pode não ser um preferido do “achómetro”, mas já são várias as vezes em que brilhoy estatisticamente desde que existimos. Esta foi mais uma jornada em que o fez, não só pelo fantástico golo que marcou mas também pelos 39 passes certos que ofereceu, um deles para finalização, e pelas seis recuperações de posse que completou.

César (Santa Clara) 7.5 – O central do Santa Clara volta a repetir a presença neste “onze”, com mais uma exibição imperial no capítulo defensivo, com seis intercepções, um corte decisivo e cinco passes longos certos em seis tentativas.

Gonçalo Silva (Belenenses) 6.8 – Outro central com presenças regulares nos nossos “onzes”, foi um dos “azuis” em destaque na goleada belenense por 5-2 na recepção ao Aves, assistindo um dos golos. Venceu ainda quatro dos seis duelos aéreos defensivos que travou e interceptou cinco passes do adversário.

Grimaldo (Benfica) 7.4 – É à custa de exibições como esta que o espanhol continua a motivar a visita regular de “espiões” do futebol europeu: um golo, uma assistência e 86% de passes certos são apenas alguns dos destaques numa grande exibição, tanto no plano ofensivo como defensivo, ele que foi o jogador com mais bola na goleada “encarnada” frente ao Braga, com 88 acções com bola.

Ewerton (Portimonense) 6.8 – O médio foi instrumental no segurar da vitória algarvia em Santa Maria da Feira, com 10 recuperações de posse, seis desarmes e três intercepções, entregando ainda a bola aos colegas com 82% de eficácia.

Tozé (Vitória SC) 7.5 – Autor do golo que colocou fim à sequência não só vitoriosa como goleadora do Sporting de Marcel Keizer, o “estudioso” médio-ofensivo tentou a sorte quatro vezes, duas delas enquadrado com a baliza, contribuindo também para a circulação “certinha” dos vimaramenenses, com 88% de passes certos e ainda ajudando na recuoperação, com três desarmes e duas intercepções.

Licá (Belenenses) 8.1 – Autor da melhor exibição da jornada, num bom jogo para recordar a alcunha que alguns lhe conferiram no passado: “Lord”. Licá marcou dois golos e assistiu outro, na goleada “azul” frente ao Aves, finalizando com sucesso 84% dos passes que realizou.

Franco Cervi (Benfica) 7.8 – O rating da noite na goleada do Benfica na recepção aos “guerreiros”, com um golo, uma assistência, mas também sete recuperações de posse, com três desarmes e duas intercepções. Fundamental, a atacar a a defender.

Nenê (Moreirense) 7.1 – O veterano avançado já leva três golos neste seu regresso a Portugal, e um deles foi obtido na vitória frente ao Boavista, precisamente num penálti que o próprio conquistou. O brasileiro destacou-se ainda na disputa de bolas aéreas ofensivas, com quatro duelos ganhos em cinco, e ainda serviu duas vezes a bola para remates dos colegas.

Bryan Róchez (Nacional) 7.5 – Com sete golos na Liga NOS à 14ª jornada, o hondurenho de 23 anos assume-se claramente como uma das revelações até ao momento. Dois desses golos obteve-os frente ao Chaves, precisamente os dois tentos da partida (em três remates), ganhando duelos aéreos, tanto a atacar (3) como a defender (2).

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

Clique para ampliar

São estes os melhores da 14ª jornada da Liga NOS 18/19, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J14STATGPRMVP
0-2
2-1
0-1
5-2
2-1
2-0
2-1
6-2
1-0