TotoRating BannerA 15ª jornada da Liga 19/20 marcou um arranque de 2020 bem quente. Logo no sábado, o Benfica visitou o Vitória de Guimarães, e venceu pela margem mínima, voltando a não sofrer golos em casa dos minhotos. Mas o jogo de maior cartaz aconteceu no domingo. Em Alvalade, o Sporting recebeu o FC Porto, no grande “clássico” da ronda, num encontro muito disputado e empolgante, em especial na segunda parte. E os “dragões” saíram por cima, vencendo o rival lisboeta na casa deste pela primeira vez desde 2008.

No topo da tabela sobressai o regresso do Famalicão ao pódio, facto ao qual surge associado o terceiro GoalPoint Rating máximo da época. No fecho da jornada, o Famalicão recebeu e bateu o Vitória de Setúbal e Uroš Račić realizou uma exibição portentosa, a roçar a perfeição.

Em termos de resultados, destaque total para a goleada do Sporting de Braga alcançou na visita ao Belenenses, por 7-1, na estreia de Rúben Amorim no banco “arsenalista”. Um resultado pouco habitual, mas que contribuiu para que os minhotos colocassem quatro jogadores no “onze” da jornada. O Braga é o clube que mais contribui, numa ronda só com um representante dos “grandes” e sem qualquer repetente em relação à ronda anterior. Mas com cinco estreantes.

GoalPoint-Onze-jornada-15-Liga-NOS-201920-infog
Clique para ampliar

Cláudio Ramos (Tondela) 8.6 – A recepção do Tondela ao Gil Vicente terminou empatada 1-1, mas os gilistas pressionaram bastante em busca de uma vitória forasteira. Só não o conseguiram porque tiveram pela frente um guarda-redes inspirado. Cláudio Ramos realizou oito defesas (número mais alto da ronda), seis a remates na sua grande área, duas a disparos aos ângulos superiores.

Bebeto (Marítimo) 7.4 – Primeira presença de Bebeto esta temporada, ele que na anterior era “cliente” habitual nestes “onzes”. O brasileiro foi fundamental na vitória insular em casa do Rio Ave, sendo mesmo o melhor em campo. O lateral esteve muito bem nos momentos defensivos, com 14 acções defensivas, em destaque cinco desarmes e três intercepções, e ainda realizou nove recuperações de posse.

Marco Baixinho (Paços de Ferreira) 7.2Excelente exibição do central no importante triunfo dos pacenses, que tirou a equipa dos lugares de descida. Marco Baixinho somou nove alívios (máximo da ronda), três bloqueios de remate e ganhou os três duelos aéreos defensivos em que participou. E ainda contribuiu ofensivamente com sete passes longos certos em 12 tentativas. Uma bela estreia nos “onzes”.

Fábio Cardoso (Santa Clara) 7.2 – Os açorianos regressaram às vitórias e logo fora de casa, no terreno do Aves. O autor do único golo foi o central Fábio Cardoso, que enquadrou os dois remates que fez, ganhou cinco de sete duelos aéreos ofensivos e os três defensivos, e ainda registou sete alívios. Uma exibição completa, a defender e a atacar, que lhe permitiu estrear -se nestas andanças em 2019/20.

Marcos Acuña (Sporting) 8.7 – O representante do grande “clássico” da jornada. Marcos Acuña realizou uma exibição de grande nível e foi o melhor em campo em Alvalade. O argentino não só marcou o golo leonino, como foi muito competente nos diversos momentos do jogo, realizando três passes para finalização, oito passes progressivos certos, e ainda quatro desarmes e oito recuperações de posse.

João Palhinha (Sp. Braga) 7.5 – O primeiro jogador do Braga, saído de uma noite de muitos golos e de umas goleada pouco vista. Palhinha foi a “trave-mestra” da exibição minhota, com um golo marcado, nove recuperações de posse e ainda sete desarmes, o valor máximo da jornada.

Uroš Račić (Famalicão) 10.0E chegamos à grande figura da ronda. Račić alcançou nota máxima, a terceira da época e a segunda de sempre de jogadores fora do domínio dos “três grandes”. Pode conferir os detalhes da exibição do sérvio neste link.

Francisco Trincão (Sp. Braga) 8.0 – O jovem bracarense estreia-se nos “onzes” e logo graças a uma exibição de grande nível no Jamor. O extremo tem evoluído bastante esta temporada, confirmando todo o potencial que lhe é reconhecido. Frente ao Belenenses fez um golo em três remates (dois enquadrados), criou uma ocasião flagrante em dois passes para finalização, teve sucesso em três de quatro cruzamentos e completou seis de oito tentativas de drible (máximo da jornada), cinco no último terço.

Ricardo Horta (Sp. Braga) 8.1 O melhor em campo na goleada da jornada. Ricardo Horta está a realizar uma época de grande nível e ante o Belenenses o criativo bisou, num total de cinco remates, três enquadrados. Somou ainda uma assistência em dois passes para finalização, acertou 34 de 37 entregas e ajudou a equipa com oito recuperações de posse.

Rui Fonte (Sp. Braga) 7.3O avançado português também contribuiu para a “festa arsenalista” em Lisboa. Em apenas 22 minutos em campo, Rui Fonte fez dois golos, enquadrou todos os três remates que realizou e ainda teve tempo de desperdiçar uma ocasião flagrante de golo.

Anderson Oliveira (Famalicão) 7.6O “onze” fecha com o goleador do Famalicão, que marcou um dos golos da vitória da sua equipa frente ao Vitória de Setúbal. O brasileiro fez seis remates, três enquadrados, criou uma ocasião flagrante e completou duas de três tentativas de drible.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-15-Liga-NOS-201920-infog
Clique para ampliar

São estes os melhores da 15ª jornada da Liga NOS 19/20, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J15STATGPRMVP
0-1
1-1
1-7
0-1
1-0
1-1
0-1
1-2
3-0