A 15ª jornada da Liga NOS fica marcada pela derrota do Benfica por 2-0 na visita ao Portimonense, o primeiro desaire de sempre da “águia” ante o emblema algarvio, que precipitou a saída de Rui Vitória (substituído no imediato por Bruno Lage, nome em destaque no último Ranking de Treinadores GoalPoint) do comando técnico dos lisboetas. Um facto relevante que acaba por abafar um pouco tudo o resto que aconteceu nesta ronda da prova, em termos noticiosos.

Mas, para nós, há muito mais a analisar e este conjunto de jogos trouxe alguns factos curiosos. A começar pelos grandes. Se o Benfica perdeu, FC Porto e Sporting venceram, mas pela margem mínima, os “dragões” por 1-0 na visita ao Desportivo das Aves, os “leões” por 2-1 na recepção ao Belenenses, no dérbi da capital. Duas vitórias escassas que contribuíram para o facto mais relevante do “onze” semanal, com base nos GoalPoint Ratings: desta feita não há jogadores dos “grandes”. O único dos actuais candidatos ao título com representação é o Sporting de Braga, com um elemento.

O destaque vai para o Desportivo de Chaves. Ainda sem vitórias na Liga sob o comando de Tiago Fernandes, os transmontanos empataram sem golos com o Feirense, mas apresentaram um futebol dominador e de ataque, pelo que contribuem com três jogadores para o nosso “onze”. O segundo emblema mais representado é o Boavista, numa jornada sem repetentes em relação à anterior e com nove estreantes esta temporada.

GoalPoint-Onze-jornada-15-Liga-NOS-201819-infog
Clique para ampliar

 

Helton Leite (Boavista) 7.7 – O Boavista segue firme a sua recuperação na tabela classificativa e venceu o Vitória de Setúbal, num jogo complicado (dupla inferioridade numérica) e no qual teve de contar com a excelente forma do seu guarda-redes. Helton foi o melhor da jornada na sua posição, realizando sete defesas, cinco delas a remates dentro da grande área.

Rodrigo (Aves) 7.0 – O FC Porto venceu na Vila das Aves, mas o melhor em campo foi um jogador da equipa da casa, que até já foi “dragão”. O lateral Rodrigo esteve em excelente plano ante os líderes da classificação, realizando três passes para finalização e outros tantos cruzamentos (dois deles eficazes). E ainda concluiu com êxito as quatro tentativas de drible.

Jadson (Portimonense) 7.1 – A grande surpresa da jornada aconteceu no Algarve, com o triunfo do Portimonense por 2-0 ante o Benfica. O central Jadson foi a estrela da partida, com números defensivos de respeito. Para além de ter completado 95% dos passes, somou 15 acções defensivas, entre elas sete intercepções e seis alívios. Um autêntico muro.

Raúl Silva (Sp. Braga) 7.5 – O “central goleador” voltou a fazer das suas, desta feita frente à antiga equipa. Raúl abriu as contas do marcador no triunfo do Braga ante o Marítimo, por 2-0, através de um belo golpe de cabeça (num dos dois duelos aéreos ofensivos que ganhou), e na retaguarda registou quatro desarmes e seis alívios.

Djavan (D. Chaves) 7.4Impressionante jogo de Djavan ante o Feirense. O lateral-esquerdo esteve impecável a defender, com números de respeito no final da partida. Eficácia nas três tentativas de drible, três duelos aéreos defensivos ganhos em quatro, sete recuperações de posse e 14 acções defensivas, entre elas cinco desarmes e quatro intercepções.

Idris (Boavista) 7.5O médio-defensivo foi fundamental para segurar a vantagem do Boavista ante os sadinos. O senegalês esteve intransponível, registando dez recuperações de posse, 15 acções defensivas – entre elas cinco intercepções e sete alívios – e ainda ganhou seis de sete duelos aéreos defensivos.

Bruno Gallo (Chaves) 6.8O segundo flaviense da lista, este pelo que fez a defender e a atacar. Na frente registou um remate, um passe para finalização e dois dribles eficazes (em duas tentativas). Na retaguarda somou cinco recuperações e sete acções defensivas, das quais três foram intercepções. Importante para os equilíbrios colectivos.

Pité (Tondela) 7.3 – Os beirões foram ganhar por 2-1 aos Açores, ante o Santa Clara, e o médio Pité foi decisivo. Entrado na segunda parte, e com apenas 20 minutos jogados, Pité registou somente dez acções com bola, mas aproveitou-as da melhor maneira para bisar, nos dois únicos remates que fez.

Luther Singh (Chaves) 7.2 O terceiro jogador do Chaves foi uma dor de cabeça para o Feirense, apesar do nulo final. O sul-africano foi o mais rematador da partida, com cinco disparos, dois deles enquadrados, bem como seis cruzamentos, embora nenhum eficaz. O extremo tentou quatro vezes o drible, completando todos, e ajudou na retaguarda, com quatro intercepções e três bloqueios de passe.

João Camacho (Nacional) 7.9 – Segunda presença nos nossos “onzes” para um jogador que começa a ser um caso sério na Liga portuguesa e foi o melhor da 15ª jornada. O extremo do Nacional fez o único golo do triunfo sobre o Vitória de Guimarães, numa demonstração de controlo de bola e calma no momento da finalização. Camacho fez três remates, dois enquadrados, criou uma ocasião flagrante e completou três de quatro tentativas de drible. Na retaguarda registou 12 recuperações de posse e nove acções defensivas. A manter debaixo de olho.

Heriberto (Moreirense) 6.9 – Mais uma excelente exibição do Moreirense, coroada com uma vitória fora de casa. Os cónegos estiveram a perder em Vila do Conde, mas deram a volta ao resultado, com dois golos, ambos apontados por Heriberto. O atacante fez quatro remates, dois enquadrados, não registando um rating mais elevado devido ao facto de ter perdido 26 vezes a posse de bola, entre outros pontos de melhoria que não apagam o papel central que desempenhou.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

Os tops GoalPoint da 15ª jornada da Liga NOS 2018/19!
Os tops GoalPoint da 15ª jornada da Liga NOS 2018/19

 

São estes os melhores da 15ª jornada da Liga NOS 18/19, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint ou no novo artigo-resumo da jornada, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J15STATGPRMVP
1-2
1-0
1-0
2-0
2-0
1-2
0-0
2-1
0-1