TotoRating BannerA 19ª ronda da Liga NOS teve como jogo grande a recepção do Sporting de Braga ao Sporting CP, na Pedreira. O jogo foi intenso, muito disputado, emocionante, os “arsenalistas” venceram por 1-0 e houve momentos de bom futebol. Contudo, pelas características específicas do embate, acabamos por não ter qualquer representante dos dois emblemas no “onze” da jornada GoalPoint Ratings. Os desempenhos com maior relevância acabaram por surgir noutros jogos de menor cartaz, pelo que não espanta que apenas três atletas dos “grandes” surjam nesta selecção.

Dois deles saíram da goleada do FC Porto na visita ao Vitória de Setúbal. Os sadinos não vencem os “dragões” à beira Sado desde 1983 e a tradição manteve-se, com um triunfo fácil dos comandados de Sérgio Conceição em vésperas de receberem o Benfica no Dragão. Mas o destaque vai também para um médio do Benfica, no empolgante Benfica-Belenenses SAD, que terminou com 3-2, e para dois jogadores do Marítimo, apesar de a equipa insular ter perdido em casa, na recepção ao Desportivo das Aves, que venceu pela primeira vez fora de portas.

Em relação à jornada anterior não há repetentes e registam-se sete estreias esta época na equipa semanal. Vamos aos detalhes.

GoalPoint-Onze-jornada-19-Liga-NOS-201920-infog
Clique para ampliar

Helton Leite (Boavista) 8.2 – O calvário do guarda-redes brasileiro terminou e regressaram as exibições de encher o olho, valendo-lhe a estreia esta época nos “onzes”. Helton Leite esteve perto de devolver a distinção de MVP da jornada a um homem das balizas, não o conseguindo por uma décima. Na visita do Vitória de Guimarães, o guardião do Boavista realizou uma exibição decisiva, com oito defesas (máximo da ronda), duas a remates na área, uma a disparo ao ângulo, e ainda fez um passe para finalização e ganhou os três duelos aéreos defensivos em que participou.

Bebeto (Marítimo) 7.3 – O desfecho esteve longe de agradar aos maritimistas, que perderam em casa com o Aves, naqueles que foram os primeiros pontos arrecadados pelos avenses fora de casa. Ainda assim houve insulares que realizaram boas exibições. Um deles, Bebeto, fez quatro passes para finalização, teve eficácia em dois de oito cruzamentos, completou as três tentativas de drible e somou quatro desarmes.

Jonathan Buatu (Desp. Aves) 6.7 – Não é boato, é mesmo verdade. O Aves venceu fora de portas, mas não teve um jogo fácil, marcando mesmo dois golos e só com um remate enquadrado nos números finais. Os avenses tiveram de aguentar a pressão insular e Buatu (mais um estreante nos “onzes”) foi muito importante nessa tarefa, vencendo dois dos quatro duelos aéreos defensivos em que participou e registando 14 acções defensivas, entre elas seis desarmes.

Philipe Sampaio (Tondela) 6.7 – Os beirões, já se sabe, sentem muitas dificuldades para vencerem os seus jogos em casa, mas na condição de forasteiros os triunfos surgem com maior facilidade. Desta feita foi na visita ao aflito Portimonense, que atacou bastante, mas teve de lidar com um central inspirado, ao ponto de colocar o seu nome pela primeira vez nas nossa equipas. Philipe Sampaio não só fez o golo da sua equipa como venceu sete dos oito duelos aéreos defensivos em que participou e ainda registou 11 alívios, máximo da jornada.

Alex Telles (Porto) 7.7O triunfo portista em Setúbal foi incontestável, por números claros e indiscutíveis. Para não variar, quando as exibições do Porto são ofensivamente fortes, o nome de Alex Telles vem sempre à baila. O lateral fez um golo, dois passes para finalização e ainda completou as duas tentativas de drible.

Fernando Medeiros (Portimonense) 7.5 – Mais uma derrota para os algarvios, que estão cada vez mais aflitos na cauda da tabela e já com o Aves muito perto. Na recepção ao Tondela, os algarvios perderam por 1-0, mas o médio Fernando Medeiros esteve em grande plano, sendo o melhor no impecável relvado de Portimão. Apesar das suas características mais defensivas, o brasileiro fez quatro remates, todos de fora da área, dois deles enquadrados, fez dois passes para finalização e seis cruzamentos de bola corrida, e ainda somou quatro desarmes.

Otávio (Porto) 8.3A grande figura da jornada. Na goleada portista, o brasileiro regressou à equipa após castigo e foi o principal responsável pela qualidade ofensiva da equipa, apesar de não ter feito qualquer golo. Otávio fez uma assistência em três passes para finalização, acertou uma vez na barra num total de quatro remates, foi o mais interventivo na partida, com 93 acções com bola, e somou impressionantes nove desarmes, máximo da jornada, algo pouco visto num jogador com características mais ofensivas.

Adel Taarabt (Benfica) 7.7 – O marroquino regressou ao “onze” benfiquista e quis mostrar a Bruno Lage que é opção válida, face à concorrência no meio-campo “encarnado”. O golo que marcou ao Belenenses, o seu primeiro de “águia” ao peito em jogos oficiais, foi o ponto alto de uma prestação que mostrou uma enorme quantidade de recursos técnicos e excelente visão de jogo. Ao todo, Taarabt enquadrou um de dois remates, registou um passe de ruptura, completou as duas tentativas de drible e fez oito recuperações de posse.

Rodrigo Pinho (Marítimo) 8.0 O melhor em campo no “Caldeirão” dos Barreiros. O maritimista fez um golo em dois remates, ambos enquadrados, registou dois passes para finalização e completou as duas tentativas de drible, sendo, igualmente, bastante castigado, com quatro faltas sofridas. Uma exibição para recordar.

Fábio Abreu (Moreirense) 7.7 – Grande tarde de futebol para os homens de Moreira de Cónegos, que venceram fora pela primeira vez e logo por goleada na casa da única equipa que ainda não tinha perdido perante o seu público, o Gil Vicente. Fábio Abreu foi o melhor em campo, com um golo, uma assistência e duas ocasiões flagrantes criadas em três passes para finalização, e seis duelos aéreos ofensivos ganhos em nove. Bela estreia nos “onzes”.

Guilherme Schettine (Santa Clara) 8.2 – O avançado brasileiro brilhou na época passada, mas nesta estava a demorar a aparecer. Mas naquela que está a ser, provavelmente, a melhor fase da temporada do Santa Clara, Schettine volta a surgir em bom plano. Dois golos (os primeiros da época na Liga) em quatro remates, três enquadrados, todos os sete duelos aéreos ofensivos em que participou ganhos e ainda cinco recuperações de posse são números de relevo.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-19-Liga-NOS-201920-infog
Clique para ampliar

São estes os melhores da 19ª jornada da Liga NOS 19/20, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J19STATGPRMVP
3-2
2-2



0-1
0-4
1-2
1-5
2-1
1-0
2-0