A 21ª jornada da Liga NOS fica para a História. Não que tenha sido decidida qualquer posição, mas pelo que aconteceu no Estádio da Luz. O Benfica recebeu o Nacional da Madeira e venceu por 10-0, um resultado que a formação benfiquista não conseguia há cerca de 55 anos, em jogos do campeonato. Dez golos, numa exibição de gala que, naturalmente, se vê reflectida no “onze” da jornada, com base nos GoalPoint Ratings.

O Benfica domina, assim, a equipa desta semana, com cinco jogadores, batendo o máximo de presenças de um só emblema que pertencia ao Vitória de Guimarães (10ª jornada) e FC Porto (16ª ronda). E como não podia deixar de ser, mercê do 10.0 averbado por Pizzi, tem também o melhor jogador da semana. Para além dos “encarnados”, só uma outra equipa tem mais do que um representante, o Boavista, com dois, reflexo do crescendo de forma dos “axadrezados” desde a chegada de Lito Vidigal ao comando do clube. Aliás, é das “panteras” um dos únicos dois repetentes da ronda anterior, numa semana com somente uma estreia nas “escolhas” desta época – um nome de grande cartaz, diga-se.

Quanto aos outros dois grandes, o Porto não tem qualquer nome no “onze”, fruto do empate 1-1 em Moreira de Cónegos, enquanto o Sporting empresta um jogador, que não espanta, pela sua boa forma e pelo bis que apontou na visita ao Feirense. Vamos aos craques.

GoalPoint-Onze-jornada-21-Liga-NOS-1-201819-infog
Clique para ampliar

 

Helton Leite (Boavista) 7.3 – Segunda presença do brasileiro nos “onzes” semanais da temporada, ele que é um dos guarda-redes em maior foco na Liga. O Boavista ganhou ao Santa Clara e Helton foi um dos melhores em campo, graças a quatro defesas, duas a remates dentro da sua grande área, uma num disparo a um ângulo superior da sua baliza.

Rodrigo (Aves) 7.0 – O lateral é uma das figuras deste campeonato na sua posição, pelo que surge pela quarta vez nas nossas equipas. Rodrigo voltou a ser determinante em mais uma vitória do Desportivo das Aves, no terreno do Marítimo. Para além de três passes para finalização, o brasileiro registou 12 acções defensivas, entre elas sete alívios.

Rúben Dias (Benfica) 8.2 – Um dos repetentes da semana passada. O central do Benfica está em crescendo de forma e, após marcar em Alvalade, ao Sporting, voltou a facturar, num tento de cabeça na goleada da “águia” ao Nacional. Rúben fez um golo em três remates, falhou apenas três de 66 passes (seis longos certos em nove) e ganhou os dois duelos aéreos defensivos em que participou.

Rafik Halliche (Moreirense) 7.1 – O Porto perdeu pontos em Moreira de Cónegos e um dos responsáveis foi Halliche. O central argelino esteve quase intransponível, com três duelos aéreos defensivos ganhos em quatro, um remate à barra, três intercepções e outros tantos desarmes, 11 alívios e sete recuperações de posse.

Sequeira (Sporting de Braga) 7.4 – Os “arsenalistas” já só estão a dois pontos da liderança e voltaram a reagir com qualidade às dificuldades, na vitória sobre o Desportivo de Chaves. O lateral-esquerdo foi o melhor em campo, com uma assistência e duas ocasiões flagrantes criadas em três passes para finalização, dois cruzamentos eficazes em sete, 94 acções com bola (máximo do jogo) e cinco desarmes.

Gabriel (Benfica) 6.9Mais uma boa exibição de um jogador que pegou de estaca no Benfica desde a chegada de Bruno Lage. O médio registou três remates, só um enquadrado, não passou dos 74% de eficácia de passe, mas esteve muito bem no trabalho colectivo, com oito recuperações de posse, quatro desarmes e cinco intercepções (máximo da jornada).

Bruno Fernandes (Sporting) 7.5 – A grande figura do Sporting neste momento é, sem dúvida, Bruno Fernandes. Quando o Sporting estava a sentir dificuldades ante o Feirense, o médio apareceu a marcar dois golos, um de cabeça, outro de livre. No final os registos assinalavam dois remates (ambos enquadrados), mas também seis recuperações de posse.

Pizzi (Benfica) 10.0O grande jogador da jornada, o primeiro a registar nota máxima na Liga esta época. Um golo em dois remates, três assistências e quatro ocasiões flagrantes criadas em oito passe para finalização (máximo da ronda), um penálti sofrido e 87% de eficácia de passe são números que só vêm reforçar uma época de grande nível e que esmiuçámos um artigo dedicado (link).

Mateus (Boavista) 7.6 – O segundo repetente em relação à jornada 20. O veterano não deixa de surpreender pela sua qualidade, sendo o melhor em campo no 1-0 ante o Santa Clara. O boavisteiro criou uma ocasião flagrante, teve sucesso em seis de dez tentativas de drible, recuperou oito vezes a posse de bola e sofreu quatro faltas, uma delas que originou a grande penalidade convertida por Rafael Costa.

Jonas (Benfica) 7.4 – O “Pistolas” está recuperado de lesão e jogou os últimos 18 minutos da goleada do Benfica. E não precisou de mais para deixar uma marca forte no jogo, com dois golos marcados em três remates (todos enquadrados).

Seferovic (Benfica) 7.3 – O suíço teima em contrariar quem afirma que a sua boa forma é circunstancial. Seferovic vai realizando grandes exibições e já leva 13 golos na Liga. Ante o Nacional bisou na primeira parte e registou uma assistência, terminando com três remates (dois enquadrados) e dois passes para finalização.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-21-LIGA-NOS-201819-infog
Clique para ampliar

 

São estes os melhores da 21ª jornada da Liga NOS 18/19, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint ou no novo artigo-resumo da jornada, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J21STATGPRMVP
1-1
0-1
0-1
1-0
2-1
1-0
10-0
1-3
0-0