A 22ª ronda da Liga NOS pouco teve que ver com a anterior, tendo em conta o “onze” da jornada com base nos GoalPoint Ratings. Se na 21ª o Benfica dominou por completo, graças ao 10-0 que impôs ao Nacional, desta feita não só os “encarnados” apresentam apenas um elemento, e logo o seu guarda-redes – que esteve em destaque no triunfo por 3-0 sobre o Desportivo das Aves -, como o dominador da semana é o clube insular.

Os madeirenses apresentam três jogadores, entre eles um autor de “hat-trick” e um lateral-esquerdo que alcançou o segundo rating mais elevado da jornada – fruto da goleada por 4-0 sobre o Feirense. Dos “grandes”, apenas o FC Porto – que ganhou em casa por 2-0 ante o Vitória de Setúbal – não surge nesta equipa, com o Sporting a colocar dois elementos após bater o Sporting de Braga por 3-0, no jogo grande da ronda.

Desta feita há somente dois repetentes, numa semana com cinco estreantes absolutos em 2018/19. Confira os nomes e o que fizeram na 22ª jornada.

GoalPoint-Onze-jornada-22-Liga-NOS-201819-infog
Clique para ampliar

 

Odysseas Vlachodimos (Benfica) 7.2O Benfica venceu tranquilamente, dominou, mas após a expulsão de Ferro, o Aves pressionou no ataque, obrigando o grego a aplicar-se na segunda metade da etapa complementar. Ao todo, Odysseas fez quatro defesas, duas a remates na sua grande área, um ao ângulo superior, mantendo a “folha limpa” dos “encarnados” na Vila das Aves.

Rodrigo (Aves) 6.8 – Um dos dois repetentes da última jornada. O brasileiro não se amedronta, seja qual for o adversário e, frente ao Benfica, voltou a exibir-se a um nível elevado, registando a quinta presença nos “onzes”. Para além de dois remates, o defesa realizou nada menos que sete passes para finalização (máximo da jornada), somando ainda outros tantos cruzamentos (dois eficazes) e seis acções defensivas.

Fábio Cardoso (Santa Clara) 7.0 – O central dos açorianos deixou uma marca muito forte no triunfo da sua equipa em casa do Rio Ave. Para além de ter registado nove alívios, Fábio ganhou os três duelos aéreos defensivos em que participou e marcou um dos golos da sua equipa.

Cristián Borja (Sporting) 7.0 – Com surpresa, o colombiano surgiu do lado esquerdo de um esquema leonino de três centrais e não vacilou. Ante o Braga, Borja foi dos melhores, ganhando dois de três duelos aéreos defensivos e registando 14 acções defensivas, entre as quais cinco desarmes e seis alívios.

Mauro Cequeira (Nacional) 8.1 – A goleada do Nacional ao Feirense teve um jogador determinante que fez três golos, mas mesmo assim houve outro insular que brilhou mais intensamente. Foi ele o lateral-esquerdo Cequeira. O português não marcou nem ajudou sobremaneira no ataque, mas terminou com números defensivos pouco comuns: 11 recuperações de posse, nove desarmes e cinco intercepções.

Bruno Gallo (Chaves) 7.0 – Os flavienses empataram em casa com o Boavista e tiveram vida difícil, perante a boa exibição “axadrezada”. Bruno Gallo foi dos que mais contrariaram essa tendência, tendo marcado o golo dos anfitriões. Para além disso, criou uma ocasião flagrante e completou as quatro tentativas de drible, pecando no passe – falhou 17 de 41.

Fábio Pacheco (Moreirense) 7.9 – O médio-defensivo está a realizar uma excelente temporada, tal como a sua equipa. No triunfo ante o Tondela, o jogador português fez nada menos que dez desarmes, máximo da jornada, ficando apenas a um do recorde de Alhassan Wakaso, do Vitória de Guimarães. Para além disso, Fábio completou os dois dribles que tentou e ganhou quatro de seis duelos aéreos defensivos. Um caso sério.

Bruno Fernandes (Sporting) 8.9O melhor jogador da jornada foi o médio leonino. Bruno Fernandes voltou a estar em grande destaque, muitos furos acima de todos os outros. Ante o Sporting de Braga, o internacional luso marcou um golo de livre directo, num total de quatro remates (três enquadrados), e fez uma assistência em três passes para finalização. E ainda completou três dribles e realizou quatro desarmes.

Witi (Nacional) 7.0 O volume ofensivo do Nacional foi grande e para tal muito contribuiu Witi. O extremo fez dois passes para finalização, que acabaram por ser ambos assistências para golo, e ainda completou as duas tentativas de drible.

Leandro Barrera (Marítimo) 7.5 – Os insulares têm a tendência de ganhar jogos fora pela diferença mínima, e voltaram a fazê-lo na visita à Belenenses SAD. O argentino foi a figura do jogo, graças ao golo que marcou, num total de quatro remates, dois deles enquadrados. E ainda criou uma ocasião flagrante, teve sucesso em dois de quatro cruzamentos e recuperou oito vezes a posse de bola.

Sardor Rashidov (Nacional) 7.9 – Marcar três golos na Liga portuguesa não é para qualquer um, mas o avançado do Uzbequistão conseguiu-o em grande estilo. O seu Nacional precisava de reagir à derrota com o Benfica, e o ponta-de-lança foi protagonista, com um “hat-trick” em cinco remates (quatro deles enquadrados).

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-22-LIGA-NOS-201819-infog
Clique para ampliar

 

São estes os melhores da 22ª jornada da Liga NOS 18/19, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint ou no novo artigo-resumo da jornada, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J22STATGPRMVP
1-2
4-0
2-0
2-0
2-0
0-1
1-1
3-0
0-3