TotoRating BannerO topo da Liga NOS não sofreu alterações nesta 22ª jornada. Os “três grandes”, mais o Sporting de Braga, venceram as suas partidas com maior ou menor dificuldade, com destaque para os dois da frente. O FC Porto tinha a tarefa teoricamente mais facilidade, ao receber o 17º classificado Portimonense. Contudo, os “dragões” só garantiram a vitória ao minuto 87, num portentoso golo de Alex Telles, que se tornou no melhor marcador da equipa e, ao mesmo tempo, no defesa mais goleador das principais Ligas europeias.

O Benfica foi o último a entrar em campo, esta segunda-feira, e regressou às vitórias, por 1-0, embora num jogo bem complicado em Barcelos. Um desfecho que permitiu à equipa regressar à liderança do campeonato. O Sporting de Braga continua lançado e bateu o Vitória de Setúbal em casa, por 3-1, enquanto o Sporting realizou uma bela exibição – em especial na primeira parte – em casa frente ao Boavista e ganhou 2-0, com um jovem em grande plano.

No “onze” da jornada com base nos GoalPoint Ratings, porém, o destaque vai para o Vitória de Guimarães, que venceu o Desportivo das Aves por 2-0 e coloca três jogadores na equipa semanal. Os vimaranenses vão confirmando assim a boa fase individual, independentemente dos resultados, duas jornadas após dominarem as escolhas relativas à 20ª ronda.

Repetentes há apenas um, numa jornada em que se estreiam quatro jogadores nas escolhas da época. Vamos a eles?

GoalPoint-Onze-jornada-22-Liga-NOS-infog-201920
Clique para ampliar

Odysseas Vlachodimos (Benfica) 7.7 – E começamos logo pelo repetente. Um caso raro vermos guarda-redes dos “grandes” nos “onzes”, mais ainda em semanas consecutivas. Mas a verdade é que a especificidade da época do Benfica, com as debilidades defensivas já analisadas, tem permitido a Vlachodimos brilhar intensamente, sendo um autêntico “Santo Padroeiro” para Bruno Lage. O guardião segurou a vitória da “águia” em Barcelos, com o máximo de defesas da jornada (7), quatro a remates na sua grande área, travou um disparo ao ângulo e ainda somou duas saídas pelo ar eficazes.

Falaye Sacko (Vitória SC) 6.5 – O lateral-direito é habitualmente um dos mais consistentes jogadores do Vitória minhoto, mas esta época tem-se debatido com alguns problemas físicos, motivo pelo qual estreia-se apenas à 22ª jornada nos “onzes”. Contudo, o maliano vai recuperando aos poucos a boa forma e, ante o Aves, fez um passe para finalização, oito passes progressivos eficazes, quatro recuperações de posse e cinco acções defensivas.

Bruno Wilson (Sp. Braga) 7.6 – O central foi “repescado” pelo Sporting de Braga ao Tondela e tem feito por merecer a aposta. No triunfo ante o Vitória de Setúbal, o neto do “Velho Capitão” Mário Wilson esteve em destaque, com um golo – mais um – três remates, todos eles enquadrados, sucesso na totalidade dos duelos aéreos em que participou (três ofensivos e dois defensivos) e incríveis 17 passes progressivos. Um caso sério.

René Santos (Marítimo) 6.9 – Os insulares não evitaram a derrota por 1-0 na visita ao Belenenses, mas teve em René Santos a melhor unidade no Jamor. O brasileiro criou uma ocasião flagrante de golo, ganhou os cinco duelos aéreos defensivos em que participou e somou nove acções defensivas, com destaque para quatro desarmes.

Alex Telles (Porto) 7.4 – Mais uma presença do lateral-esquerdo brasileiro, a sétima esta temporada. O melhor marcador do Porto e o defesa com mais golos nas principais Ligas europeias voltou a ser determinante num momento de apuro para o Porto, com um golo estupendo, o único na vitória caseira sobre o Portimonense. Para além do tento, Telles fez três passes para finalização, três intercepções e ganhou três de oito duelos aéreos defensivos.

Fábio Pacheco (Moreirense) 7.5 – O médio-defensivo tem sido um dos jogadores mais importantes do Moreirense nas duas últimas épocas, mas esteve desaparecido dos “onzes” em 2019/20 desde a segunda jornada. Regressou na sequência da vitória do Moreirense em casa ante o Santa Clara, partida na qual foi o melhor em campo, com um golo em dois remates, ambos enquadrados, e bons números defensivos, nomeadamente três duelos aéreos defensivos ganhos em cinco e cinco desarmes.

André André (Vitória SC) 7.6 – Outro caso de um vimaranense que, após regressar de lesão, está novamente a mostrar grande qualidade. André André vai reassumindo preponderância no “miolo” vitoriano e, frente ao Aves, fez um golo, ganhou os dois duelos aéreos defensivos em que participou, recuperou sete vezes a posse de bola, fez três desarmes e foi o jogador mais castigado, com cinco faltas sofridas, uma delas em zona perigosa do terreno. Uma estreia esta época nos “onzes”.

Pizzi (Benfica) 7.5O Benfica regressou às vitórias, desta vez Pizzi não marcou nem assistiu, mas foi uma das melhores unidades em Barcelos. O médio criou uma ocasião flagrante de golo em três passes para finalização, rematou três vezes (sem eficácia), realizou três desarmes e foi o jogador mais castigado em falta (5).

Gonzalo Plata (Sporting) 8.3 A grande figura da jornada. O jovem equatoriano aproveitou da melhor forma a titularidade concedida por Silas. O extremo fez de tudo um pouco: marcou um golo de belo efeito, em dois remates (ambos enquadrados), fez uma assistência e criou duas ocasiões flagrantes de golo nos dois passes para finalização que realizou, completou quatro dribles (todos no último terço) em sete tentativas e ainda registou o número máximo de desarmes, no jogo e na jornada, nada menos que seis.

Davidson (Vitória SC) 7.8O melhor em campo no triunfo vimaranense na Vila das Aves. O extremo brasileiro marcou um golo e foi uma constante ameaça para a baliza contrária, terminando a partida com dois passes para finalização, três dribles eficazes (dois no último terço) em quatro tentativas e ainda três faltas sofridas.

Gelson Dala (Rio Ave) 7.1 – O angolano emprestado pelo Sporting teve uma passagem pouco feliz pelo Antalyaspor, da Turquia, pelo que regressou ao Rio Ave, onde jogou na época passada, e está a recuperar aos poucos a confiança. Na vitória por 2-1 em casa do Tondela, o atacante fez os dois golos dos vila-condenses, nos dois únicos remates que fez na partida.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-22-Liga-NOS-201920-infog
Clique para ampliar

São estes os melhores da 22ª jornada da Liga NOS 19/20, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J22STATGPRMVP
0-2



1-2



1-0



2-1
2-1
2-0
3-1
1-0
0-1