A 23ª ronda da Liga NOS teve como principal foco de interesse perceber o que Porto e Benfica iriam fazer em vésperas do potencialmente decisivo “clássico” do próximo sábado. “Dragões” a “águias” não vacilaram, vencendo os seus compromissos, pelo que entram em campo no próximo fim-de-semana separados por apenas um ponto.

O Porto foi o primeiro a entrar em campo, logo na sexta-feira, e bateu o Tondela, em casa deste, por 3-0. Três dias volvidos, o Benfica recebeu e goleou o Desportivo de Chaves por 4-0, no fecho da ronda, pelo que é legítimo afirmar que as duas equipas chegam ao embate de sábado em boa forma, prontos para realizar um grande espectáculo de futebol.

Quanto aos outros dois emblemas do “top 4”, nem Sporting de Braga nem Sporting venceram. Os bracarenses sofreram a segunda derrota consecutiva no campeonato, 2-0 em casa com o Belenenses SAD, e os “leões” apenas conseguiram recuperar um ponto em relação aos minhotos, pois não foram além de um empate sem golos na visita ao Marítimo.

Assim sendo, o “onze” da jornada GoalPoint Ratings não tem jogadores destes dois clubes e é dominado pelos “encarnados”, que colocam três jogadores, um em cada sector – excepto na baliza. O Porto “empresta” um elemento, que parece querer ganhar um lugar cativo na equipa, enquanto o Feirense, que voltou a perder em casa e está em queda livre, coloca, ainda assim, dois nomes. Isto numa semana com apenas um repetente em relação à ronda 22 e três estreantes em 2018/19.

GoalPoint-Onze-jornada-23-Liga-NOS-201819-infog
Clique para ampliar

 

Muriel Becker (Belenenses) 8.1 – A formação “azul” foi uma das protagonistas da jornada, ao vencer por 2-0 no reduto do Sporting de Braga – primeiro desaire minhoto da época ante o seu público, na Liga. O grande responsável por manter os bracarenses em branco foi o guardião dos visitantes, Muriel. O brasileiro realizou cinco defensas, todas as remates na sua grande área, um a um dos ângulos superiores da sua baliza. E ganhou os quatro duelos aéreos defensivos em que participou, correspondentes a quatro saídas eficazes.

Rodrigo Soares (Aves) 7.4 – O lateral-direito do Aves está a tornar-se numa das figuras da Liga. O brasileiro é o único repetente da ronda passada, registando já seis presenças no “onze”, todas a partir da 15ª jornada. No empate 1-1 em Portimão, Rodrigo foi o melhor em campo, sendo o autor do golo da sua equipa. O defesa fez ainda dois passes para finalização, completou as duas tentativas de drible e realizou sete recuperações de posse. Um caso sério a nível nacional e europeu.

Antonio Briseño (Feirense) 7.0 – A época do Feirense está cada vez mais complicada, registando três derrotas em três jogos sob o comando do novo treinador, Filipe Martins. Desta feita foi em casa, 3-1 com o Moreirense. Ainda assim houve aspectos positivos a retirar, como algumas exibições individuais. Uma delas foi do central Briseño, que marcou o golo da sua equipa, num total de três remates. Na retaguarda ganhou os dois duelos aéreos defensivos e registou dois bloqueios de remate, o suficiente para se estrear esta época nos “onzes”.

Andreas Samaris (Benfica) 6.9 – De pouco utilizado a titular no meio-campo benfiquista, passando depois a central. A polivalência do grego permite-lhe actuar com competência em diversas posições e, na recepção ao Chaves, Samaris fez dupla com Rúben Dias, realizando uma bela exibição. Para além de dois passes para finalização, Andreas completou dez de 11 passes longos (94% de eficácia passes totais) e ainda realizou sete desarmes (máximo da jornada). Uma bela estreia do grego nos “onzes” da jornada.

Rafa Soares (Vitória SC) 7.1 – Esta é a quarta presença do lateral-esquerdo nestas equipas, sendo uma das figuras dos minhotos na presente temporada. O Vitória SC empatou em casa do Vitória FC e Rafa foi o melhor em campo, registando quatro passes para finalização, sucesso em três de seis cruzamentos e 11 recuperações de posse.

Óliver Torres (Porto) 8.1O espanhol do FC Porto voltou a realizar uma grande exibição, em termos ofensivos e defensivos. Para além do golo de belo efeito que apontou ao Tondela, Óliver criou uma ocasião flagrante em dois passes para finalização, registou 85% de eficácia de passe, acertou oito de 11 passes longos e recuperou dez vezes a posse de bola. Está um “senhor jogador”.

Tiago Silva (Feirense) 7.2 – O segundo representante do Feirense. Apesar da derrota caseira, Tiago Silva tentou remar contra a maré, registando a assistência para o golo de Briseño, para além de quatro passes para finalização, 12 recuperações de posse e dois dribles completos.

Gabriel (Benfica) 7.1 – As “águias” voltaram a golear, Gabriel brilhou mais uma vez. No papel de “patrão” do meio-campo benfiquista, o brasileiro foi o melhor em campo no Estádio da Luz, com uma assistência em dois passes para finalização, 13 passes longos completos em 18 tentativas, oito duelos aéreos defensivos ganhos em nove e oito recuperações de posse.

Chiquinho (Moreirense) 8.7 O melhor jogador da jornada foi o criativo do Moreirense. Chiquinho esteve endiabrado em Santa Maria da Feira, marcando o primeiro e terceiro golos dos cónegos e assistindo o outro tento. No final registou quatro remates, três enquadrados, e somou mais dois passes para finalização.

João Félix (Benfica) 7.1 – O jovem benfiquista não dá mostras de abrandar e voltou a ser decisivo. Desta feita não assistiu, mas marcou e esteve nos principais lances ofensivos da sua equipa. Não foi o melhor em campo ante o Chaves por centésimas, mas os seus números não mentem. Para além do golo, Félix foi o mais rematador, com sete disparos (máximo da ronda), três deles enquadrados, e ainda criou uma ocasião flagrante.

Davidson (Vitória SC) 6.8O avançado brasileiro foi um foco de desequilíbrio no embate entre Vitórias. Davidson não marcou, mas fez a assistência para o golo minhoto, em quatro passes para finalização, recuperou dez vezes a posse de bola e concluiu oito de nove tentativas de drible (máximo da ronda). Não tivesse desperdiçado uma ocasião flagrante e estaríamos a explicar um rating bem mais elevado.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-23-LIGA-NOS-201819-infog
Clique para ampliar

 

São estes os melhores da 23ª jornada da Liga NOS 18/19, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint ou no novo artigo-resumo da jornada, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J23STATGPRMVP
0-2
0-3
1-3
1-1
1-1
2-0
1-0
0-0
4-0