TotoRating BannerA corrida ao título da Liga 19/20 atravessa uma fase de maior incerteza. Após perder a liderança do campeonato, o Benfica continua sem conseguir reagir ao mau período que atravessa e voltou a empatar, 1-1 na visita ao Vitória de Setúbal. Em oito partidas a contar para todas as competições, os “encarnados” venceram apenas uma. O que valeu à “águia” foi que, logo a seguir, o FC Porto recebeu o Rio Ave e não fez melhor, empatando também a uma bola.

A jornada 24 ficou marcada também pela estreia de Rúben Amorim ao comando do Sporting. Os “leões” venceram por 2-0 e mantêm a perseguição ao Sporting de Braga, que bateu o Portimonense por 3-1, na estreia de Custódio no banco “arsenalista”.

Os minhotos são, aliás, o grande destaque no “onze” da jornada GoalPoint Ratings, ao incluírem quatro dos seus jogadores. Porto e Sporting são as duas outras formações a “emprestarem” mais do que um elemento (dois cada), numa semana em que há dois repetentes em relação à ronda anterior e quatro estreantes – Chancel Mbemba, Raúl Silva, Paulinho e Ronan David. Vamos aos detalhes.

GoalPoint-Onze-jornada-24-Liga-NOS-infog-201920
Clique para ampliar

Giorgi Makaridze (Vitória FC) 7.8 – O primeiro de dois repetentes. O georgiano está a fazer uma época extraordinária e voltou a ser o melhor em campo – a quarta eleição esta temporada -, na recepção ao Benfica. Makaridze segurou o empate com cinco defesas, quatro a remates na sua grande área, três que se dirigiam para os ângulos superiores da sua baliza. Prometeu brilhar frente às “águias” e cumpriu.

Jesús Corona (Porto) 7.1 – O Porto não conseguiu descolar do Benfica no topo, mas no empate com o Rio Ave houve “dragões” em bom plano. Um deles foi Corona, que voltou a lateral-direito e esteve muito bem. Para além de três passes para finalização, teve eficácia em cinco de 11 cruzamentos, recuperou 12 vezes a posse de bola e fez sete intercepções.

Chancel Mbemba (Porto) 7.5O melhor em campo no palco do Dragão. O central congolês aproveitou muito bem a lesão de Pepe para cimentar um lugar na equipa de Sérgio Conceição e, desta feita, fez um golo, que abriu o activo na partida. Para além disso somou nove passes progressivos certos, ganhou dois de três duelos aéreos defensivos e conseguiu recuperar 12 vezes a posse de bola.

Raúl Silva (Sp. Braga) 7.4O primeiro de quatro jogadores do Braga, e também ele uma estreia esta temporada nos “onzes”. Outrora chamado de “central goleador”, o brasileiro só agora se estreou a marcar nesta Liga, mas a verdade é que também só vai em sete jogos na prova. Para além do tento, criou uma ocasião flagrante de golo, completou as duas tentativas de drible e fez cinco desarmes.

Marcos Acuña (Sporting) 6.6 – O “leão” voltou aos triunfos, frente ao Aves, por 2-0, na estreia de Rúben Amorim no banco de Alvalade, e o argentino foi uma das melhores unidades. A dinamizar como poucos o futebol leonino, pelo flanco esquerdo, Acuña somou quatro passes para finalização, cinco cruzamentos (um eficaz), 103 acções com bola e ganhou os três duelos aéreos defensivos em que participou.

Wendel (Sporting) 7.4 – Sem dúvida um dos destaques da jornada. É certo que o Sporting beneficiou desde cedo das duas expulsões de jogadores do Aves, mas o brasileiro pegou no jogo leonino e terminou com números de grande nível, fixando mesmo um novo máximo da prova, desde que há GoalPoint e cujo detalhe pode neste link.

João Carlos Teixeira (Vitória SC) 8.9A grande figura da ronda. O médio português começou no banco a partida em casa do Paços de Ferreira e entrou ao intervalo para a sua equipa tentar dar a volta à desvantagem. Teixeira ajudou, e de que maneira, bisando na partida (aos 47 e 66 minutos), tendo enquadrado os seus três remates, completado as duas tentativas de drible (ambas no último terço) e ganho os dois duelos aéreos defensivos em que participou.

Francisco Trincão (Sp. Braga) 7.9O melhor em campo na Pedreira, dando sequência a uma temporada de grande nível. O segundo repetente no “onze” em relação à jornada 23 somou a terceira eleição MVP da temporada, desta feita graças a mais um golo, o seu sexto na Liga, registando ainda uma assistência, dois remates enquadrados em quatro e quatro dribles eficazes (três no último terço) em cinco.

Ricardo Horta (Sp. Braga) 7.0 – Na ala oposta à de Trincão esteve Ricardo Horta, que também causou muitos problemas aos algarvios. O extremo fez um golo e criou uma ocasião flagrante em quatro passes para finalização (máximo da partida).

Paulinho (Sp. Braga) 7.2 – O atacante dos minhotos tem mantido uma grande regularidade exibicional esta temporada. Paulinho desta feita não marcou, mas não foi por falta de tentativas. Em cinco remates, enquadrou dois e atirou outros tantos ao ferro, e ainda fez uma assistência e criou duas ocasiões flagrantes em três passes para finalização. As três flagrantes desperdiçadas tiveram um impacto negativo forte na sua nota final.

Ronan David (Tondela) 8.0 – Mais um jogo sem vencer dos beirões em casa. Frente ao Boavista não foram além de um empate 1-1, sendo o autor do golo o brasileiro Ronan David. O atacante foi mesmo o melhor em campo, tendo enquadrado dois de cinco remates e ganho impressionantes 14 dos 18 duelos aéreos ofensivos em que participou. E ainda fez dois passes para finalização.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-24-Liga-NOS-201920-infog
Clique para ampliar

São estes os melhores da 24ª jornada da Liga NOS 19/20, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J24STATGPRMVP
3-1



1-1
1-1
1-1
0-0



2-0



1-1
2-0
1-2