TotoRating Banner

O FC Porto poderá ser campeão já na 31ª jornada, caso vença na visita ao Tondela e o Benfica perca em Famalicão. Para chegar a este patamar, os “dragões” contaram com algumas exibições de excelente nível, com destaque para a goleada que conseguiu na ronda 30 ante o Belenenses, em casa, por 5-0. Esse resultado colocou o MVP dessa partida no “onze” GoalPoint Ratings da jornada. Ainda assim, não foi desse jogo que saiu o emblema mais representado.

Esse é o Benfica, que nesta equipa coloca três jogadores, após bater o Boavista na Luz por 3-1, regressando assim aos triunfos em casa, cinco jogos depois. Os outros dois clubes em destaque são o Sporting de Braga e o Vitória de Setúbal, este último apesar de ter perdido em casa com o Paços de Ferreira, por 3-2. O Sporting, que empatou sem golos em Moreira de Cónegos, não coloca, desta feita, nenhum jogador no “onze”, que não só não tem repetentes em relação à ronda anterior, como apresenta seis estreias absolutas.

E há um jogador que assume a liderança no número de nomeações esta temporada. Mas vamos aos detalhes.

GoalPoint-Onze-jornada-30-Liga-NOS-infog-201920
Clique para ampliar

Giorgi Makaridze (Vitória FC) 7.0 – Os sadinos estiveram a ganhar por 2-0, mas permitiram a reviravolta pacense. O melhor da equipa da casa não é propriamente um estreante por estas bandas. Makaridze fez de tudo para evitar a derrota, com cinco defesas, quatro a remates na sua grande área, e ainda três saídas pelo ar eficazes.

Ivo Pinto (Famalicão) 6.6 – Os famalicenses regressaram aos triunfos, em casa do Tondela, por 1-0, e Ivo Pinto realizou uma exibição competente, que lhe valeu a estreia nos “onzes”. O lateral completou a totalidade dos 31 passes que fez, realizou um passe para finalização, teve eficácia nos dois cruzamentos e ainda somou nove acções defensivas, com destaque para dois bloqueios de remate.

Rodrigo Prado (Gil Vicente) 7.7 – Os minhotos bateram o sensacional Rio Ave em Barcelos, graças a uma grande prestação de Rodrigo Prado, outro dos estreantes nas equipas semanais. O brasileiro de 24 anos marcou o golo gilista e esteve seguro, com destaque para cinco alívios.

Bruno Pirri (Vitória FC) 6.8 – Outro jogador do sector mais recuado do Vitória a surgir neste “onze”, e logo uma estreia. Pirri fez um dos golos sadinos, ganhou quatro de seis duelos aéreos defensivos, somou oito alívios e dois bloqueios de remate. Contudo não evitou que o Paços desse a volta ao cenário.

Pedro Amador (Sp. Braga) 7.3 – Também pela primeira vez nas nossas equipas está o defesa-esquerdo do Braga. Pedro Amador esteve muito bem a fazer o corredor canhoto dos minhotos, com grandes números ofensivos para mostrar. Para além de três passes para finalização, teve êxito em dois de quatro cruzamentos, somou 102 acções com bola (segundo registo mais alto do jogo), completou quatro de seis tentativas de drible, três delas no último terço, e ainda fez três desarmes e outras tantas intercepções.

Gabriel Pires (Benfica) 8.8A grande figura da ronda. O brasileiro pegou na batuta do futebol do Benfica, organizou, pressionou alto e terminou com números muito bons frente ao Boavista. Um golo, uma assistência em dois passes para finalização, nove de 12 passes longos certos, três dribles eficazes em quatro tentativas, cinco desarmes e três intercepções. Esteve em todo o lado.

Chiquinho (Benfica) 7.5 – Estreia do jogador do Benfica esta temporada nos “onzes”. Já na Madeira o português tinha deixado boas indicações, e voltou a fazê-lo, na ligação entre o meio-campo e o ataque benfiquista. Chiquinho enquadrou dois de três remates, criou uma ocasião flagrante em dois passes para finalização e ainda deu apoio defensivo, com três intercepções e cinco recuperações de posse.

Pizzi (Benfica) 7.9 – Mais um belo jogo do brigantino, que passou assim a somar nove presenças nos “onzes” GoalPoint, recordista na época até ao momento. Frente ao Boavista fez um golo em dois remates (ambos enquadrados), uma assistência em quatro passes para finalização e ainda fez cinco recuperações de posse.

Luis Díaz (Porto) 7.8 – O colombiano entrou apenas na segunda parte frente ao Belenenses, mas abanou com o jogo do Dragão, sendo o melhor em campo. Fez um golo de belo efeito, o último da partida, realizou um passe para finalização, completou nove dos dez passes que fez e os dois dribles que tentou. E ainda ganhou uma grande penalidade para o Porto.

Paulinho (Sp. Braga) 8.0 – Mais um belíssimo jogo do avançado bracarense, melhor em campo na goleada ao Aves. O português fez um golo, duas assistências em quatro passes para finalização e enquadrou dois dos quatro remates que realizou. Uma prestação ao nível do melhor que já conseguiu esta temporada.

Douglas Tanque (Paços de Ferreira) 7.8 – O ponta-de-lança tem vivido jornadas de grande fulgor e voltou a ser determinante. Não só deu início à “remontada”, com um golo, como fez ele próprio a assistência para o 3-2 final. Douglas enquadrou dois de cinco remates, ganhou cinco de nove duelos aéreos ofensivos e somou três passes para finalização.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-30-Liga-NOS-201920-infog
Clique para ampliar

São estes os melhores da 30ª jornada da Liga NOS 19/20, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J30STATGPRMVP
0-1



2-3
0-1
3-1
4-0
1-0
0-1



5-0
0-0