TotoRating Banner

O desfecho da luta pelo título da Liga NOS está muito perto. A 31ª jornada trouxe mais uma vitória do FC Porto, por 3-1 no terreno do Tondela, e mais uma escorregadela do Benfica, que esteve a ganhar, mas deixou-se empatar perto do fim na visita ao Famalicão. Ainda assim as “águias” evitaram a conquista do campeonato por parte dos “dragões”, adiando para outro momento o que parece inevitável. Ao Porto basta um empate (ou novo tropeção benfiquista já na terça-feira, ante o Vitória de Guimarães) para arrecadar o “caneco”, e este pode acontecer no Estádio do Dragão, no “clássico” ante o Sporting, a disputar quinta-feira.

Mas essas são outras contas. Para já vamos olhar para o “onze” GoalPoint Ratings da jornada 31. Apesar do empate benfiquista em Famalicão, os “encarnados” são o emblema que mais jogadores cede à equipa da ronda, com três elementos. O jogo foi animado, chegou a “partir”, com lances de perigo de um lado e do outro, pelo que os famalicenses também surgem com dois elementos, os mesmos que o FC Porto. “Leões” há um, fruto do triunfo caseiro ante o Santa Clara.

Nesta jornada há dois repetentes em relação à anterior, e outras tantas estreias esta temporada.

GoalPoint-Onze-jornada-31-Liga-NOS-infog-201920
Clique para ampliar

Rafael Defendi (Famalicão) 8.2 – Uma das grandes figuras do jogo em Famalicão, sendo mesmo o melhor em campo da sua equipa, evitando que o Benfica levasse para casa os três pontos. Os “encarnados” remataram 20 vezes, nove delas enquadradas, registaram expected goals (xG) de 2,6, mas Defendi… defendeu quase tudo. Ao todo foram oito intervenções (máximo da jornada), cinco a remates na sua área, três a disparos aos ângulos superiores da sua baliza. E ainda somou três saídas a soco.

André Almeida (Benfica) 6.6 – O lateral benfiquista esteve em bom plano mais uma vez. Além de um passe para finalização, recuperou sete vezes a posse de bola e somou seis acções defensivas, com destaque para três intercepções. Completou ainda uma de duas tentativas de drible e ganhou os dois duelos aéreos ofensivos.

Riccieli Júnior (Famalicão) 6.6 – Outro dos responsáveis pela menor eficácia ofensiva do Benfica no último terço foi o central Riccieli. No passe esteve irrepreensível, falhando apenas dois de 55 passes. Na retaguarda esteve intratável, com impressionantes seis intercepções (máximo da ronda) e oito alívios, bem como dois bloqueios de remate.

Jardel (Benfica) 7.1 – O experiente central benfiquista é uma de duas estreias esta época. Flagelado por lesões, Jardel tem conseguido, nesta recta final, uma sequência de jogos, e em Famalicão esteve muito bem no passe (91% de eficácia), com destaque para 11 passes progressivos certos. Na retaguarda somou seis alívios, e no jogo aéreo ganhou quatro de cinco duelos ofensivos, tendo ainda completado as três tentativas de drible.

Marcos Acuña (Sporting) 6.5 – O “leão” mantém o seu registo desde que chegou Rúben Amorim ao clube. Zero derrotas, registo imaculado em casa, somente um golo sofrido em casa, consistência defensiva e vitórias por números magros. Na recepção ao Santa Clara, triunfo por 1-0 e boa prestação de Acuña, a ocupar a posição de central do lado esquerdo. Uma realidade nova, mas que o argentino desempenhou bem, com dois passes para finalização, impressionantes 22 passes progressivos eficazes, 14 passes longos certos em 20, o número máximo de acções com bola (103) e quatro dribles certos em cinco tentativas. Registou o máximo de passes certos da jornada (70).

Filipe Augusto (Rio Ave) 7.6 – O triunfo vilacondense em casa sobre o Portimonense não foi parco em emoção. Os algarvios marcaram primeiro, os da casa empataram e só nos descontos conseguiram os três pontos. E de que forma? Através de um canto directo apontado por Filipe Augusto. O brasileiro foi, de longe, o mais interventivo na partida, com 108 acções com bola (o segundo, Matheus Reis, não passou das 81), tendo ainda registado três desarmes e outras tantas intercepções, bem como impressionantes 15 recuperações de posse.

Otávio (Porto) 7.2 – Um autêntico “relógio suíço”. O brasileiro não sabe jogar mal, mesmo quando não dá muito nas vistas. Em Tondela, Otávio fez seis desarmes, registo máximo da 31ª jornada, tendo sido o mais castigado da partida, com sete faltas sofridas, quatro delas em zonas de perigo.

Pedro Nuno (Moreirense) 7.3 – O triunfo dos cónegos na visita ao Belenenses teve um nome que brilhou mais intensamente. Pedro Nuno fez a assistência para o golo de Nuno Santos, criou duas ocasiões flagrantes em quatro passes para finalização, enquadrou dois de três remates e teve sucesso em dois de três cruzamentos. Estreou-se esta época nos “onzes”

Pizzi (Benfica) 8.3 – O melhor em campo em Famalicão, com o segundo rating mais alto da jornada, sendo repetente em relação à jornada anterior e chegando às dez presenças nos “onzes”. Pizzi voltou a mostrar aos críticos que há poucos com desempenhos objectivos de nível tão elevado, tendo marcado o golo do Benfica e terminado a partida com quatro remates, três enquadrados, quatro passes para finalização e nove recuperações de posse.

Moussa Marega (Porto) 7.2 – O maliano está em cada vez melhores condições físicas, e isso nota-se no seu jogo e disponibilidade ofensiva. Em Tondela não só marcou um golo, como enquadrou os dois remates que fez, realizou dois passes para finalização e ganhou uma grande penalidade.

Paulinho (Sp. Braga) 9.1 – Com Artur Jorge no comando, o Braga marcou nove golos e sofreu apenas um, tendo vencido por 5-1 na visita ao Paços de Ferreira. Paulinho foi a grande figura da partida e da jornada, ao apontar um “hat-trick” em 35 minutos, com dois golos a serem apontados de grande penalidade. Paulinho fez ainda dois passes para finalização e completou as duas tentativas de drible. O bracarense é o segundo repetente em relação à ronda anterior.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-31-Liga-NOS-201920-infog
Clique para ampliar

São estes os melhores da 31ª jornada da Liga NOS 19/20, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J31STATGPRMVP
0-1



1-0



2-1



1-3
1-1
1-2
1-0
1-5



0-1