A Liga NOS já só tem duas jornadas em aberto. A 32ª ronda não trouxe alterações no topo da classificação, com os dois candidatos ao título a vencerem os seus jogos por margens folgadas. O Benfica começou por golear o Portimonense por 5-1, mas só depois de se ver em desvantagem logo no início do segundo tempo. Respondeu o Porto com um 4-0 em casa sobre o Desportivo das Aves, numa clara mensagem de que não irá desarmar até final.

O grande resultado da ronda aconteceu, porém, no Jamor. Na visita ao Belenenses SAD, o Sporting não foi de modas e alcançou a segunda maior goleada da temporada, nada menos que 8-1, com três golos de Bruno Fernandes e números relevantes, um deles a fixar um novo máximo desde que há GoalPoint. Os “leões” são, assim, uma das equipas mais representadas, com três jogadores, os mesmos que o Benfica e mais um que o Porto, num “onze” dominado pelos três “grandes”. Quanto à luta pela manutenção, destaque para o Boavista, que garantiu a permanência após vencer 3-0 no Bonfim, mas também para o Marítimo, que atingiu o mesmo objectivo numa vitória caseira de 1-0 frente ao Sporting de Braga.

Nesta jornada temos três repetentes em relação à ronda anterior, um na defesa, um no meio-campo e outro no ataque. E há três estreias absolutas nos “onzes” de 2018/19, um deles de um “grande”. Confira os detalhes.

GoalPoint-Onze-jornada-32-Liga-NOS-201819-1-infog
Clique para ampliar

 

Charles (Marítimo) 8.1 – Os insulares garantiram a manutenção na primeira divisão, graças a um triunfo caseiro sobre o Sporting de Braga. Contudo, os minhotos dominaram e atacaram bastante, valendo ao Marítimo o seu guarda-redes. Charles foi o melhor em campo, com seis defesas, cinco delas a remates na sua grande área, e ainda somou três alívios.

André Almeida (Benfica) 7.1 – A vitória “encarnada” não foi tão fácil como o resultado mostra, tendo de lidar com ataques venenosos do Portimonense. Ainda assim, a reacção foi eficaz e um dos protagonistas dos homens da casa foi o lateral-direito. André Almeida realizou duas assistências (chegou às 12), em três passes para finalização, fez oito cruzamentos (dois eficazes), somou quatro desarmes e nove recuperações de posse e ganhou os quatro duelos aéreos ofensivos em que participou.

Diogo Coelho (Nacional) 7.5 – O Nacional está em maus lençóis na Liga, apesar de ter arrancado um ponto na visita ao Vitória de Guimarães. Os insulares estiveram a perder por 2-0, mas frente a uma equipa reduzida a dez elementos, acabaram por empatar perto do fim. O central, com um grande golo e uma assistência, foi o melhor em campo, somando ainda o número máximo de acções com bola (97) e recuperado 11 vezes a posse. Uma estreia auspiciosa no “onze”.

Éder Militão (Porto) 7.5 – Um dos repetentes em relação à ronda anterior. Regressado ao eixo do sector recuado, o brasileiro voltou a mostrar porque é considerado por muitos o melhor defesa do campeonato, tendo sido o MVP da goleada ao Aves. O brasileiro ganhou a totalidade dos oito duelos aéreos defensivos que disputou e ainda somou 17 acções defensivas, entre elas nove alívios.

Alex Telles (Porto) 6.9 – O brasileiro está de regresso aos “onzes”, somando a quarta presença. Ante o Aves voltou a destacar-se no apoio ofensivo, registando uma assistência em três passes para finalização, quatro cruzamentos (um eficaz), 41 passes certos em 43 tentativas e três intercepções.

Nemanja Gudelj (Sporting) 7.5A melhor exibição do sérvio de leão ao peito valeu-lhe a primeira chamada aos “onzes” GoalPoint. O médio fez um golo em três remates, tendo enquadrado dois dos disparos, registou 89% de eficácia de passe e esteve sólido a defender, com sete acções defensivas e dois duelos aéreos defensivos ganhos. Uma boa estreia nestas escolhas.

Mattheus (Vitória SC) 7.4 – O médio estreia-se esta época nos “onzes”, cimentando uma época positiva no Minho. No empate com o Nacional, o filho de Bebeto esteve muito consistente, tendo completado as três tentativas de drible, recuperado nove vezes a posse de bola e registado cinco desarmes (máximo da jornada).

Bruno Fernandes (Sporting) 8.9 O melhor jogador da jornada, algo que não é surpresa para ninguém, face a mais uma excelente prestação individual. O jogador leonino fez um “hat-trick”, o primeiro da carreira, e tornou-se no médio com mais golos numa só época na Europa, 31 em todas as competições. No Jamor, o internacional luso registou nove remates (máximo da ronda), tendo enquadrado cinco, somou uma assistência em quatro passes para finalização e completou 84% dos passes que realizou. Tivesse o golo de grande penalidade sido “trocado” por um dos seus tentos de logna distância e não tivesse o médio desperdiçado uma ocasião flagrante e podíamos ter assistido ao segundo 10.0 na mesma edição da Liga, algo que ainda não sucedeu desde que existimos.

Pizzi (Benfica) 8.6 – Mais uma bela exibição do médio benfiquista. Na goleada ao Portimonense, o número 21 não marcou, mas foi o melhor em campo, pois enquadrou os seus dois remates, fez uma assistência em seis passes para finalização (máximo da jornada), sou 86 acções com bola (número mais alto do jogo) e completou as duas tentativas de drible.

Rafa Silva (Benfica) 8.1 O jogador que esteve na origem da reacção benfiquista ao golo algarvio. Rafa Silva roubou a bola a Lucas Possignolo para fazer um 1-1, num lance que mostrou toda a sua velocidade e oportunismo. O extremo bisou logo a seguir e deu a volta ao marcador, terminando com quatro remates (três enquadrados), dois passes para finalização e quatro dribles completos em sete tentativas.

Luiz Phellype (Sporting) 7.4 – O ponta-de-lança brasileiro vai em sete golos de leão ao peito e não pára de marcar. Ante o Belenenses fez um golo (o 2-0), terminando o jogo com três remates, uma assistência e duas ocasiões flagrantes criadas em dois passes para finalização.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-32-LIGA-NOS-201819-infog
Clique para ampliar

 

São estes os melhores da 32ª jornada da Liga NOS 18/19, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint ou no novo artigo-resumo da jornada, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J32STATGPRMVP
1-2
4-4
1-0
5-1
4-0
1-3
1-8
2-2
0-3